Exótica e selvagem, espiritual e mística, a ilha de Bali é um dos destinos mais especiais da Indonésia! Este pedacinho do paraíso guarda cenários naturais perfeitos, possui uma saborosa culinária, mantém uma atmosfera revigorante e, o melhor de tudo, é o lar de algumas das pessoas mais simpáticas e acolhedoras do mundo! Neste guia você terá um roteiro de 20 dias com informações sobre o que fazer em Bali.


Salve a imagem no Pinterest e não perca estas dicas!

Ilha de Bali - roteiro para 20 dias

Navegue pelo post


O que esperar da ilha de Bali, Indonésia

Um destino ideal para férias com muita praia, calor, aventura e também descanso. Acrescente a isso tudo passeios em templos hindus maravilhosos e pores do sol com cores vibrantes. É isto o que você vai encontrar em Bali!

Ilha de Bali - Templo Ulun Danu Bratan
Bali Indonésia – O imponente Templo Ulun Danu Bratan

Neste roteiro de 20 dias em Bali você vai explorar as praias do sul da ilha e também as montanhas e cachoeiras do norte. Vai conhecer lugares bem turísticos [mas indispensáveis] e outros mais desconhecidos e fora do roteiro da maioria dos turistas.

Leia o post até o final e descubra o que fazer em Bali, em um itinerário perfeito para aproveitar ao máximo a famosa “ilha dos deuses”.


#Fique sabendo: ao contrário do que muita gente pensa, a capital da Indonésia é Jacarta, e não Bali.


ilha de Bali, indonesia - como se deslocar

Como se deslocar em Bali, Indonésia

Apesar de não haver transporte público, é bem fácil se deslocar por Bali.

Se você já tiver experiência pilotando moto, poderá facilmente alugar uma scooter e conhecer tudo por conta própria. É isso o que grande parte dos turistas fazem, já que a moto proporciona praticidade e liberdade para que você conheça os lugares no seu próprio ritmo.

Em todos os cantos de Bali, inclusive nos hotéis e hostels, existem scooters para locação a preços bem interessantes (cerca de 5 dólares por dia).

Agora, se você não estiver acostumado(a) a pilotar ou se não se sentir à vontade o suficiente para isso, poderá contratar um motorista para te levar nos pontos turísticos ou de uma cidade a outra, ou ainda usar aplicativos como o Grab ou o Gojek, que são similares ao Uber.

Contratar um motorista também é moleza. Eles estão por todas as partes da ilha oferecendo seus serviços.

Contato de motoristas que indicamos em Bali (Eles atendem em inglês):
Bagus: + 62 82147141036
Made: +62 82237771997


Onde se hospedar em Bali

Apesar de muita gente preferir passeios “bate e volta” com agências de turismo, a melhor pedida para que você aproveite Bali ao máximo é “mudar de base” algumas vezes.

Isto porque Bali, na Indonésia, não é pequena o suficiente para que você possa se hospedar em apenas um lugar e conhecer todo o restante da ilha. Fazendo isso você não vai aproveitar bem os lugares e ficará morto(a) de cansaço ao final do dia.

Considere a opção de se hospedar em várias regiões não só como uma estratégia para aproveitar melhor os passeios, mas também como uma oportunidade de vivenciar a vibe de cada lugar, que muda bastante em cada área da ilha de Bali.

Para que você não erre na hospedagem, vou deixar algumas opções ao falar de cada lugar no roteiro abaixo, combinado?

Ah! E aproveite para ler mais detalhes sobre cada lugar ou atração clicando nos links espalhados pelos post.

Vamos ao roteiro!


Roteiro resumido de 20 dias em Bali, Indonésia

Dia 1 – Chegada em Bali
Dia 2 a 4 – Uluwatu
Dia 5 a 7 – Ubud
Dia 8 a 11 – Munduk
Dia 12 a 14 – Amed
Dia 15 a 18 – Nusas (Penida, Lembongan, Ceningan)
Dia 19 a 20 – Canggu – volta.


O que fazer na ilha de Bali: roteiro completo para 20 dias

Dia 1 – chegada em Bali + Uluwatu

Se você chegar cedo em Bali e não estiver muito cansado(a), já no primeiro dia pode curtir uma praia! (Nada mal, né?)

Para isso, logo que desembarcar no Aeroporto Denpasar, pegue um táxi ou chame um motorista pelo app e se dirija para Uluwatu, que será sua base para as quatro primeiras noites.

Já em Uluwatu, uma excelente opção é descansar da viagem curtindo o final de tarde na Thomas Beach, que é uma praia bem bonita e menos movimentada.

Se você preferir deixar a praia para o outro dia, poderá então curtir a piscina do seu hotel, hostel ou bangalô.

Em Uluwatu, nós nos hospedamos no Telaga Sari, uma pousada com um clima super tranquilo e uma piscina bem gostosa. (Outra boa opção é o Mule Malu Tropical.)

Quer curtir um hotel mais luxuoso? Dê uma olhada no Renaissance Bali Uluwatu Resort & Spa (ideal para lua de mel!).

Quer economizar? O Naturela pode ser uma opção interessante.

Anote aí: Dica para ir do Aeroporto para seu hotel em Bali

Apesar de não ser uma forma de transporte totalmente aceita em Bali, nós utilizamos os aplicativos de transporte e achamos bem prático. [Em Bali também rolam conflitos entre taxistas/motoristas locais e motoristas de aplicativos]

Com os apps, pulamos aquela parte chata de ter que negociar preços com os motoristas (que nem sempre falam inglês), e também nos deslocamos em carros novos e seguros (realidade que nem sempre é a mesma para os táxis).

Se você optar por sair do aeroporto com o Grab ou Gojek existe um passo a passo para seguir:

Passo 1 – Ainda no Brasil, baixe e instale os aplicativos no seu smartphone, já que é necessário receber um código por SMS para validar o cadastro.

Passo 2 – Logo após a imigração do Aeroporto de Bali, você poderá comprar um chip de celular. Nós compramos o Telkomsel, que funcionou perfeitamente. Para comprar o chip, basta se dirigir até a loja, escolher um plano, pagar e entregar o seu celular para o atendente. Ele vai colocar o chip, fazer as configurações e te entregar o aparelho já conectado. É bem prático!

Passo 3 – Quando já tiver internet, chame um motorista, siga para o estacionamento do aeroporto (pick-up point), entre no elevador e vá para o 3º piso. Este é o exato lugar para embarcar no carro.

Dias 2 a 4 – Uluwatu

A península de Bukit, onde está localizada Uluwatu, fica ao sul da ilha de Bali e é conhecida por seus imensos penhascos que se elevam sobre o oceano e oferecem vistas surreais para o horizonte.

Abaixo dos penhascos, já nas praias, o mar forma ondas gigantes que quebram sem parar.

Ilha de Bali Indonesia - surfistas
Surfistas na ilha de Bali

Apesar da força e tamanho, essas ondas são extremamente cobiçadas por surfistas do mundo inteiro!

Graças aos tubos perfeitos, Uluwatu se tornou o point de surfistas (inclusive brasileiros). Durante o dia eles se reúnem no mar, já à noite se espalham pelos vários bares e restaurantes do lugar.


Dica: se você não surfa mas tem vontade de aprender, a hora é agora! Em todas as praias existem várias escolas de surf para todos os níveis de alunos.


Uluwatu tem uma atmosfera bem gostosa e descontraída. É lá também que estão algumas das praias mais bonitas de Bali.

Considerando todas estas características, seria uma injustiça não separar pelo menos 3 dias completos para que você explore com calma as lindas praias da região.

Fique sabendo: as praias de Uluwatu, apesar de serem lindas, nem sempre são apropriadas para banho. Por causa do terreno acidentado, com muitos corais e ondas fortes, às vezes fica difícil curtir o mar. Se você quiser nadar com tranquilidade, a praia Padang-Padang é ideal.

Mais coisas para fazer em Uluwatu, além de ir à praia:

  • Assistir à famosa Kecak Dance
  • Ver de perto a maior estátua da Indonésia, que fica no Parque GWK
  • Visitar o templo Pura Luhur
  • Curtir o por do sol tomando um drink no famoso bar Single Fin.

Dias 5 a 7 – Ubud

No quinto dia, arrume suas malas e/ou mochilas e siga para Ubud, um dos nossos lugares favoritos em Bali!

Ubud é o oposto de Uluwatu. Por lá as principais atrações não são as praias, até porque Ubud fica no centro de Bali…

Na realidade, o que torna o destino bem popular são os fantásticos terraços de arroz ao seu redor (como o Tegallalang), as incontáveis cachoeiras, os retiros de yoga e também os lindos templos hindus espalhados pela cidade e nas suas proximidades.

➳  Leia mais: Roteiro para 3 dias em Ubud, Bali

A vibe de Ubud também é algo contagiante!

É verdade que Ubud é mais desenvolvida que Uluwatu e outras regiões, o que consequentemente a torna mais movimentada. Contudo, toda a agitação da vila é perfeitamente amenizada pelo clima zen que paira no ar.

Em Ubud estão alguns dos melhores lugares para a prática de meditação e yoga em Bali, além de alguns dos spas / hotéis mais relaxantes e sofisticados da ilha. (O que é ideal para quem está em lua de mel!)

Restaurantes com comida vegana, vegetariana e healthy food também estão em todas as esquinas de Ubud. (Aproveite para manter a dieta em dia ~ ou não haha!)

Ilha de Bali - Ubud

O que fazer em Ubud:

1) Visitar templos hindus (não deixe de ir no Pura Tirta Empul)
2) Conhecer a Monkey Forest
3) Passear pelos terraços de arroz (O Tegallalang é o mais famoso)
4) Se refrescar em cachoeiras
5) Fazer compras no Ubud Art Market.

Por ser muito turística, Ubud tem uma grande variedade de hotéis e hostels. Para te ajudar na escolha, veja estas opções:

Barateza: Kubu Loris | Putu’s Paradise
Confortáveis: Anumana | Villa Ubud Sunshine
Luxuosos: Four Seasons Resort |Komaneka at Tanggayuda Ubud

Dias 8 a 11 – Munduk

Além das praias paradisíacas, Bali é também conhecida por suas imensas cachoeiras.

Quem é que nunca viu fotos daquelas quedas d’águas cinematográficas que despencam de altos paredões por entre folhagens bem verdes?

Estas cachoeiras incríveis estão espalhadas por toda a ilha de Bali, mas vou te contar um segredo: as melhores e mais bonitas estão mais ao norte, na região de Munduk.

É comum que turistas façam tours de 1 dia para Munduk, porém eu acho uma injustiça conhecer o lugar tão rapidamente e deixar tanta coisa bacana de fora do roteiro.

Para que você explore com tranquilidade Munduk e arredores, indico que passe pelo menos 3 noites nas montanhas e relaxe em um ambiente com clima mais frio e cercado de florestas.

Cachoeiras para visitar em Munduk: Munduk, GitGit, Nungnung, Sekumpul e Banyumala Twin Waterfal.

Munduk - ilha de Bali

Em Munduk, além de caçar cachoeiras, você poderá:

1) Fazer fotos em mirantes nas montanhas que dão vista para os lagos gêmeos.
#Dica: O Wanagiri Swing e o Menara Bambu possuem balanços e outros spots para garantir o clique perfeito!

2) Acordar cedo e ver o sol nascer em um trekking no Monte Batur.

3) Visitar o famoso templo Ulun Danu Bratan.

4) Dormir no alto da montanha escutando somente o som dos grilos e dos geckos.

#Fique sabendo: Geckos são simpáticas e (barulhentas) lagartixas que vivem na Ásia. Apesar de serem bem maiores que as lagartixinhas que temos por aqui, elas são inofensivas.

Nossas indicações de hospedagem em Munduk:

O Villa Sande (onde nos hospedamos) é bem aconchegante e fica encrustado entre um belo campo de arroz. A piscina é bem bonita e a vista que se tem dos bangalôs para o por do sol parece uma tela pintada a mão!

Agora, se você está comemorando uma data especial ou simplesmente quer aproveitar um bom hotel, o Munduk Moding Plantation é uma das melhores opções de Munduk (se não a melhor). Dê só uma olhada nas fotos dele no Booking que você vai entender o que estou falando.

Handara Gate Bali
Handara Gate Bali

➳  Leia mais: 7 atrações em Munduk

Dias 12 a 14 – Amed

Descendo a montanha, seguimos novamente para o litoral. Desta vez a base será Amed, que fica na costa leste da ilha de Bali.

Apesar de ser um destino de praia, Amed é um lugar bem diferente dos outros. Isto se deve ao fato de que ali o litoral é quase todo composto de praias de areias pretas, de origem vulcânica, que foram formadas pelas erupções do maior vulcão ativo de Bali, o Mount Agung.

E por falar no Agung, você nunca vai se cansar de vê-lo e fotografá-lo, é sério! O vulcão além de lindo é realmente imenso e onipresente nas paisagens de Amed e região. Você o enxergará de praticamente todos os lugares!

Honestamente, é quase impossível não se apaixonar por Amed. Com o enorme Monte Agung servindo como pano de fundo, a cidade é ladeada por baías repletas de corais, água transparente repleta de vida marinha e aqueles típicos barcos indonésios. E isso é apenas o litoral.

Mount Agung, Ilha de Bali
Mount Agung

Indo para o interior, novamente nos deparamos com pitorescos arrozais, sagrados templos hindus e altas montanhas.

Fique pelo menos 2 dias em Amed e você não se arrependerá!

Opções de hospedagem em Amed:

D’uma Amed Homestay (econômico)
Aquaterrace Amed (confortável)
The Griya Villas and Spa (luxo)

Dica: o mergulho em Amed é algo necessário para quem curte mergulhar ou mesmo para quem quer se aventurar em um batismo. Na praia Tulamben, está o naufrágio USAT Liberty, um ponto de mergulho surpreendente!


➳ Leia mais: O que fazer em Amed


Atuh Beach - Ilha de Bali

Dia 15 a 18 – Nusa Penida, Nusa Ceningan e Nusa Lembongan

Nusa Penida e suas irmãs menores Nusa Ceningan e Nusa Lembongan fazem parte de Bali, apesar de serem ilhas distintas.

Para ir a qualquer uma das três ilhas saindo de Amed, você terá que se deslocar até o porto de Sanur (85 km) para pegar um barco. De Pandang Bai (45km) também saem barcos para as Nusas, mas os horários são bem reduzidos.

Nusa Penida

Rústica, desafiadora e paradisíaca. Nusa Penida é realmente um destino para os fortes.

A ilha não tem muita estrutura, as estradas para os melhores lugares são bem “precárias”, e o acesso de grande parte das praias é por meio de escadarias ou descendo trilhas em paredões gigantes (algumas vezes com a ajuda de cordas).

Mas não se assuste! Todo esforço será recompensado. Nusa Penida é famosa não é atoa. Algumas das paisagens mais bonitas do planeta (e, não, não estou exagerando), estão escondidas naquele lugar… apenas te esperando.

Em Nusa Penida você terá a oportunidade de visitar lugares extremamente famosos nas redes sociais, como é o caso de Kelingking (aquele paredão sobre o mar que lembra um T-Rex), Diamond Beach e Angel’s Billabong.

Dicas de hospedagem em Nusa Penida:

Econômico: Tentacle Bali

Moderado (e diferente): Kompyang Cottage

Devil's Tears, Nusa Lembongan

Nusa Lembongan e Nusa Ceningan

Duas pequenas ilhas tropicais com praias de areias branquinhas e interligadas por uma ponte amarela.

Nusa Lembongan e Nusa Ceningan estão coladinhas a Nusa Penida, e você poderá explorá-las em passeios “bate e volta” ou mudar a sua base mais uma vez para qualquer uma das duas ilhas menores.

Nas ilhas, a sua maior preocupação será escolher em qual (ou quais) praias irá passar o dia. Entre as opções estarão a Mushroom Beach, a Secret Beach, a Coconuts Beach, a Dream Beach e outras.

Outra atração bem interessante nas Nusas são as suas bordas recortadas por falésias e moldadas pelas fortes ondas que colidem com as ilhas. Dependendo da força das ondas, a água pode espirrar a muitos metros de altura. Tenha muito cuidado nestes locais!

Se você optar por dormir nas ilhas, aqui vão algumas boas sugestões de pousadas e bangalôs:

Twilight Lembongan | Blue Lagoon Avia Villas

Dia 19 a 20 – Canggu

Viagem no final, mas ainda separamos um tempinho para passear em Canggu.

Templo Tanah Lot, Canggu
Templo Tanah Lot, Canggu

Canggu é uma cidadezinha bem gostosa, cheia de cafés e restaurantes decoradinhos, mercados de arte repletos de artesanatos e muitos turistas circulando pelas ruas e praias.

Canggu é também um destino de praia, mas não crie expectativas. As praias de lá não chegam nem perto do que você já viu em Nusa Penida, Uluwatu e Amed no quesito “uau!”…

Ainda assim, mesmo não sendo tão bonitas, vale a pena esticar a canga na areia para pegar um sol ou tomar uma cerveja/ água de coco nos barzinhos e quiosques “pé na areia” espalhados aos montes nas praias de Canggu.

Em Canggu ficamos no Umah Tikari Guesthouse, um lugar mais simples mas bem aconchegante!

Se quiser mais opções, indicamos o Kano Canggu e o Annupuri Villas Bali.


➳  Leia mais: Canggu, Bali: 8 opções para seu roteiro


Siga nossas redes sociais para não perder nada do que rola por aqui!


Tem mais tempo de viagem?

Se a resposta for sim, minha sugestão é que você passe alguns dias nas ilhas Gili, que ficam mais ao leste de Bali, próximas à ilha de Lombok

e/ou

Conheça um dos lugares mais incríveis que já pisamos: o Parque Nacional de Komodo.


Melhor época para conhecer a ilha de Bali

A escolha da época certa para viajar para a ilha de Bali pode fazer a diferença nas suas férias.

O verão, apesar de ser a época mais quente, infelizmente é também a mais chuvosa.

Então, se você viajar entre os meses de novembro a abril, vai correr o risco de ter que alterar o roteiro ou cancelar algum passeio por causa de chuvas sazonais.

De abril a outubro a incidência de chuvas é bem menor, e por isso a ilha recebe mais turistas.

Os meses de julho e agosto são de alta temporada por causa de férias escolares, e, consequentemente, os preços praticados na ilha vão lá pra cima.

Uma boa estratégia para fugir dos preços altos e da muvuca é escolher viajar em maio, junho, setembro ou início de outubro.

Com relação à temperatura, com um clima tropical úmido, a ilha de Bali é bem quente. Encha a mala de roupas leves e espere bastante calor durante os seus dias por lá.

Mergulho em Amed, ilha de Bali

Seguro viagem

Viajar com tranquilidade e segurança não tem preço. Ou melhor, tem sim! E, por incrível que pareça, é bem baratinho!

Para não termos qualquer tipo de dor de cabeça caso um imprevisto acontecesse, para nossa viagem de 1 mês na Ásia com escala na Europa, nós cotamos um seguro viagem no site da Seguros Promo e fechamos o plano Travel Ace TA 40 Especial.

Este plano veio com a cobertura mínima de 30 mil Euros exigida para visitar os países do Tratado de Schengen e pagamos R$278,00 por pessoa – o que deu pouco mais de R$ 8,00 por dia.

Dica: Leitores do Viajando na Janela possuem 5% de desconto com a Seguros Promo utilizando o cupom  NAJANELA5. Pagando no boleto você ainda ganha mais 5% de desconto!
(E se não quiser pagar no boleto, mas quiser dividir, com a Seguros Promo você parcela o valor do seguro em até 6x no cartão!)

Clique no link abaixo e faça a sua cotação sem custo:

QUERO MEU DESCONTO!

Outro site que sempre usamos para pesquisar e contratar seguro viagem é o da Real Seguros. Ele também compara os preços das melhores seguradoras, e apresenta aquelas com melhor cobertura e menores preços.

A Real Seguros funciona da mesma forma que a Seguros Promo.

Clique aqui e faça a sua cotação com a Real Seguros com 10% de desconto!


Entenda melhor como funciona o Seguro viagem para a Ásia.


Como chegar em Bali, Indonésia

Como a ilha de Bali está, literalmente, do outro lado do mundo, não é fácil chegar lá saindo do Brasil.

A viagem na maioria das vezes é cheia de escalas, demorada e se torna algo bem cansativo.

Nossa dica para que você não sofra tanto com o longo período dentro do avião e com o jetlag é que você faça paradas de um ou dois dias para descansar entre um voo e outro.

No nosso caso, voamos com a Swiss e tanto na ida, quanto na volta, ficamos dois dias em Bangkok (Tailândia). No retorno para o Brasil, além desta parada na capital tailandesa, ainda descansamos (e passeamos) por 2 dias em Zurich, na Suíça.

Praia em Canggu, ilha de Bali
Praia em Canggu, Bali

Para ir de Bangkok para a ilha de Bali, voamos com a Air Asia, uma cia lowcost.

As passagens para a Ásia são bem caras, e para encontrar o melhor custo x benefício, sempre utilizamos o Skyscanner para comparar preços.


Gostou do roteiro? Tem alguma sugestão? Deixe um comentário pra gente!


Tudo para a sua viagem:

Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o BOOKING você compara diversas opções e escolhe o hotel com melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.


Fique em lugares privativos e confortáveis com espaço para você, família e amigos!
Cadastre-se no AIRBNB usando esse link, faça sua primeira reserva com 130 reais de desconto!


Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo.
Com a Real Seguros, você poderá parcelar o valor em até 12x sem juros.
Com a Seguros Promo o valor pode ser dividido em até 6x no cartão de crédito e pagando no boleto, você consegue 5% de desconto. Utilizando o nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos!


Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito.


Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (e sem pagar nem um centavo a mais por isso!).

Flávio é mineiro, formado em Direito e já morou em várias cidades diferentes. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

6 Comentários

  1. Cintia Grininger Responder

    Que sonho conhecer a Indonésia!! Essa combinação de belezas naturais e riquezas naturais é muito interessante. Adorei o roteiro super detalhado!

    • Flávio Borges Responder

      A Bali é aquele típico destino para quem prefere estar na natureza do que em uma cidade. Sem contar os templos hindus totalmente ornamentados e cheio de histórias. Vale a pena visitar a Indonésia e explorar Bali pelo menos uma vez na vida!

      Abraços

  2. Fabio Pastorello Responder

    Já faz um tempo que estou sonhando com Bali, essas imagens da cachoeira e do portão estão de tirar o fôlego. Abraços.

    • Flávio Borges Responder

      Fala Fábio!

      Bali é um lugar especial mesmo. Vá e depois me conte se não vale a pena 😉

      Abraços

Escreva um comentário