Vendedores por todos os lados, trânsito intenso, temperatura que pode chegar aos 40º – Bangkok é uma daquelas cidades que a gente ama logo de cara ou simplesmente odeia! No nosso caso, foi amor à primeira vista, e por isso resolvi criar este guia com 16 coisas para se fazer em Bangkok em um roteiro completo para 3 dias.

Espero que ajude na sua programação!


Navegue pelo post

  1. Sobre o roteiro
  2. Onde ficar em Bangkok
  3. Dia 1 – Explorando os templos budistas
  4. Dia 2 – Templos e compras
  5. Dia 3 – Conhecendo ruínas históricas
  6. Mais opções
  7. Seguro Viagem

O que fazer em Bangkok - Templo budista - Wat Ratchanatdaram
Umas das opções de coisas para fazer em Bangkok é visitar alguns dos vários templos budistas

O que fazer em Bangkok | Sobre o roteiro

Além de ser uma cidade grande com uma boa estrutura, os vôos para Bangkok costumam ser mais baratos e mais frequentes do que os voos para ou outros países asiáticos. Estes são os principais motivos que fazem com que Bangkok seja a cidade inicial para viajantes que pretendem explorar a Tailândia ou outros países do sudeste asiático.

Como Bangkok está literalmente do outro lado do mundo, para nós, brasileiros, a opção para chegar lá é comprar um voo com escala em algum país da África ou da Europa e só então embarcar para a Ásia.

No nosso caso, como voamos com a Swiss Airlines, fizemos uma escalinha de 4 horas em Zurique para depois seguir para Bangkok.

No final das contas, nossa viagem durou cerca de 27 horas e chegamos extremamente cansados em Bangkok.

Conclusão: no primeiro dia estávamos tão mal por causa do jetlag e do cansaço da viagem que não fizemos muita coisa além de sair para comer.

Pensando nisso, este roteiro foi montado considerando três dias completos em Bangkok. Não contaremos o dia de chegada, já que você provavelmente vai querer descansar ou fazer algo bem leve depois de tantas horas de voo, e também não consideraremos o seu dia de partida.

Onde ficar em Bangkok

Bangkok oferece inúmeras opções de hospedagem! Por lá você encontrará desde hostels simplesinhos até hotéis das mais conceituadas e luxuosas redes hoteleiras.

Escolher onde ficar em Bangkok vai depender da quantidade de dias que você terá no roteiro e também do seu estilo de viajante.

Quer ficar em algum bairro mais moderno e em um hotel mais luxuoso? Experimente olhar opções no Sukhumvit, como o Novotel Sukhumvit 20.

Mas se você tem poucos dias separados para Bangkok ou se quer ficar em um lugar mais próximo das principais atrações turísticas, a melhor pedida é escolher um local nos arredores da Khao San Road. Ficando por ali você poderá conhecer vários templos de Bangkok caminhando, além de ter todas as facilidades com relação a agências de turismo, restaurantes, lavanderias e outros serviços.

Uma coisa importante a se levar em consideração ao escolher ficar nas proximidades da Khao San é a questão do barulho, já que a rua é bem agitada e cheia de bares.

Nós optamos por ficar no Thanabhumi Aparthotel, que fica bem localizado, e a 5 minutos de caminhada da Khao San – distante o suficiente para termos toda a tranquilidade que queríamos!

O Thanabhumi é um opção simples, mas confortável e oferece um bom descanso depois de um dia intenso de passeio! Por isso é a nossa indicação na região.

Quer mais opções? No post “Onde ficar em Bangkok“, você encontra uma lista de hospedagens na cidade dividida por regiões e preços. Confira!


Dia 1 | O que fazer em Bangkok
Explorando os templos budistas

Das incontáveis opções de coisas para se fazer em Bangkok, uma das que mais curti nos nossos dias por lá foi turistar pelos vários templos budistas da cidade. E quando eu falo vários, acredite, são muitos!

Então, nosso primeiro dia de roteiro percorrerá alguns dos principais templos da cidade!

1. Inicie pelo Wat Ratchanatdaram

Depois de tomar um café da manhã reforçado, começamos o dia por este templo, que fica pertinho da Khao San.

Caminhando do Thanabhumi até lá levamos cerca de 12 min, o que foi bem tranquilo, já que fomos seguindo o caminho traçado no Google Maps.

O templo é incrivelmente lindo e o melhor é que por não ser tão popular entre os turistas fica bem vazio.

Separe cerca de 1h para visitar o Wat Ratchanatdaram.

Fique sabendo
“Wat” significa “templo” em tailandês.

A entrada no templo é gratuita, mas há uma caixa de doações na entrada do templo com a sugestão de doação de 20 bahts.

O que fazer em Bangkok - Wat Ratchanatdaram
Wat Ratchanatdaram

2. Suba os 300 degraus do Wat Saket (Temple of the Golden Mount)

Saindo do Wat Ratchanatdaram e caminhando por 10 minutos, você atravessará o rio e logo verá uma imensa colina de 80 metros.

Lá no topo desta colina está o Wat Saket, conhecido também como o “templo do monte dourado”.

Mesmo com o movimento intenso de turistas e locais, o Wat Saket mantém uma atmosfera tranquila e totalmente voltada para a espiritualidade.

Além de ser um templo muito bonito e ornamentado [como todos os outros desta lista], o Wat Saket oferece um plus: lá do alto da colina você terá uma vista panorâmica incrível da região!

Com seu gigante Chedi dourado, o Wat Saket é mais um templo impressionante e merece estar na sua lista de coisas para se fazer em Bangkok.

Levamos mais ou menos 1h30 para visitar este templo e a taxa de visitação foi de 10 bahts.

Fique sabendo
Chedi é um a espécie de torre cônica que guarda os restos mortais de alguém que foi importante para o budismo.

O que fazer em Bangkok - Vista do alto do Wat Saket ou Templo da Montanha Dourada
Vista do alto do Wat Saket (Templo do Monte Dourada)

3. Dê uma volta de Tuk Tuk

Próximo templo: Wat Benchamabophit!

Como o templo Benchamabophit fica mais afastado dos dois primeiros templos, você pode ir até ele usando o Grab (o Uber asiático – que funciona muito bem), ou pode escolher um modo mais divertido: pegar um tuk tuk! (Que é a nossa sugestão)

O que fazer em Bangkok - andar de tuk tuk

Bom, antes de se aventurar em um tuk tuk, é extremamente importante que seu seguro viagem esteja ok! Não que seja perigoso andar a mil por hora pelas ruas de Bangkok, atravessando sinais vermelhos e cortando os carros pela direita e pela esquerda, mas sempre é bom se prevenir, né? 😝

Os preços dos tuk tuk não são tão bons se comparados ao Grab, mas para pagar menos (ou um valor justo) tem um macete: sempre negocie.

Em uma corrida que de início sairia por 300 bahts, dá pra diminuir pra 200 baths ou até mesmo 150 baths, tudo depende do seu espírito negociador!

Dica infalível: não feche com o motorista logo de cara. Se ele não diminuir o preço de primeira, fale que não quer, que vai de táxi, vire as costas e saia andando, a chance de ele te chamar de volta e e aceitar o seu preço é de 99%.

Nós só andamos de tuk tuk uma vez, mas essa única vez foi suficiente para garantir emoção para a viagem inteira!

4. Conheça o Wat Benchamabophit

Apesar de sua aparência majestosa sendo todo feito de mármore branco, o Wat Benchamabophit ainda é um templo pouco visitado e até mesmo desconhecido por grande parte dos turistas.

Ainda bem! Por ser pouco procurado, este templo acabou sendo um achado para a gente em Bangkok! Curtimos demais o tempinho que passamos nele durante o pôr do sol.

Fique sabendo
O Wat Benchamabophit é uma excelente opção para quem quer descansar dos pontos super turísticos de Bangkok.

Com a privacidade de ter um templo [quase] só pra gente, tiramos fotos, sentamos para descansar e recarregamos as energias na paz que o templo transmite. Ficamos cerca de 1h neste templo.

Entrada: 20 bahts.

O que fazer em Bangkok - Wat Benchamabophit
Wat Benchamabophit

5. Curta a noite na Khao San, a rua mais badalada de Bangkok

Nos filmes e seriados, Bangkok é sempre retratada como um lugar insano, onde rola de tudo! (Quem assistiu o filme “Se Beber Não Case 2”, deve se lembrar das loucuras que acontecem por lá!)

Mas na realidade, a capital tailandesa não é um lugar tão maluco como os filmes mostram… Exceto a Khao San Road!

Se tem um lugar em toda Bangkok que realmente merece o título de lugar “fora do normal”, este lugar é a Khao San, uma das ruas mais agitadas da cidade.

O que fazer em Bangkok - Khao San Road
A movimentada Khao San Road

Durante o dia a rua é mais tranquila. Barraquinhas de comidas e sucos, restaurantes e bares, artesanato, estúdios de tatuagem, massagens, isto é o que você encontrará por lá até umas 18hrs.

Depois das 18h, a Khao San se transforma!

A rua vira o point dos mochileiros/viajantes e se ilumina com letreiros de todas as cores. Os bares quase que colados uns nos outros sobem o som na maior altura, sendo que a cada passo escutamos uma música diferente! Os camelôs montam suas barraquinhas nas ruas, vendedores passam oferecendo iguarias como escorpião no espeto, grilo frito, porção de verme (eca!), pessoas vendem bebidas suspeitas em um baldinho (o famoso bucket!)…

No meio disso tudo, motos passam de um lado pro outro, pessoas vendem ternos sob medida (isso mesmo!), outras fazem massagens e ainda há aquelas que te convidam [descaradamente] para ir a um Ping Pong Show.

É muita coisa louca reunida em um lugar só!

Pode ser que pela descrição acima, a Khao San não faça o seu estilo, mas ainda assim, vale muito a pena passar lá nem que seja pra conhecer.

Em poucos minutos você consegue cruzar a Khao San, mas mesmo que você passe por ela dezenas de vezes, sempre que voltar haverá algo novo pra te surpreender!

6 – Tome uma Chang na Rambuttri

Rambuttri é outra rua muito conhecida de Bangkok. Ela é quase paralela à Khao San, mas, apesar da proximidade, tem um estilo um pouco diferente.

Na Rambuttri existem vários bares e restaurantes e a rua tem um clima mais tranquilo. Geralmente, é lá que a galera se encontra pra tomar uma Chang (cerveja tailandesa) e comer alguma coisa.

E é para lá que eu indico que você vá para experimentar a comida tailandesa, depois de todo este dia intenso de passeios!

Curtimos muito esta rua, principalmente porque no meio dela encontramos o My Darling, um restaurante super agradável com uma decoração muito diferente. Fomos lá pelo menos umas três vezes.


Dia 2 | O que fazer em Bangkok
Templos e compras

7. Se encante com o Grand Palace (mas tenha paciência)

Segundo dia! Vamos perambular por mais templos?

O Grand Palace, que é a nossa indicação como primeira atração deste dia, abre às 8:30. Então você não precisará madrugar para conhecê-lo.

Grand Palace - o que fazer em Bangkok
Grand Palace

Na nossa lista de “coisas para fazer em Bangkok”, conhecer o Grand Palace sempre esteve no topo e separamos a manhã do segundo dia só para isso. Só não esperávamos que a visita seria tão cansativa

O Grand Palace foi por muitos e muitos anos a morada oficial da família real tailandesa, e por possuir uma arquitetura suntuosa e imponente é motivo de orgulho para o povo tailandês e um símbolo do país.

Também pudera! Com construções gigantes e totalmente adornadas, parece que tudo naquele lugar é feito de ouro!

O Grand Palace é incrível sim e merece uma visita. Porém, saiba que explorar este conjunto de templos demandará um tantinho da sua paciência.

Por ser um local sagrado e realmente impressionante, o Grand Palace atrai muitos e muitos (e muitos!) turistas.

Não espere privacidade por lá, não espere tirar fotos sem ninguém ao fundo, não espere conseguir transitar sem ter que pedir licença ou esbarrar em alguém. No Grand Palace a muvuca é generalizada!

Você levará de 2 a 3 horas para visitar todo o lugar, incluindo o Wat Phra Kaew (próxima atração da lista, que também faz parte do complexo). A entrada custa 500 bahts (+ou- 50 reais).

8. Veja o Buda de Esmeralda

Ainda dentro do Grand Palace, visite o Wat Phra Kaew (Temple of the Emerald Buddha).

Este templo possui uma das principais joias da cultura tailandesa: um pequeno buda feito de jade (e não esmeralda, apesar do nome).

Bangkok - Wat Phra Kaew

Por todo o seu significado religioso, o templo é um lugar muito sagrado para os tailandeses e algumas restrições são impostas aos turistas, entre elas a proibição de tirar fotos.

9. Wat Pho

A menos de 1 km de distância do Grand Palace (850 metros para ser mais exato), está o Wat Pho, o Templo do Buda Reclinado.

Por ser pertinho, dá para ir caminhando tranquilamente até lá. Aproveite e pare no trajeto para almoçar ou mesmo fazer um lanchinho.

O que fazer em Bangkok - What Pho
What Pho

Depois de sair do meio da multidão no Grand Palace, tenho certeza que você vai se sentir bem melhor no Wat Pho.

Este templo possui construções milimetricamente decoradas e templos com portas douradas, mas a principal atração fica por conta de uma representação do buda deitado que está dentro de um dos templos.

A estátua gigantesca possui 46 metros de comprimento e 15 de altura. Pra completar, o buda é inteiramente dourado. Não tem como não se impressionar!

What Pho - templo do buda reclinado
O famoso buda reclinado

10. Navegue até o Wat Arun

Tem disposição para conhecer mais um templo? Então atravesse o rio de balsa e conheça o Wat Arun!

O Wat Arun, conhecido como o templo do amanhecer, possui uma grande torre (chedi) com cerca de 80 metros, é todo revestido de porcelana e ao seu redor existem lindas construções e belíssimos jardins.

A entrada custa 50 bahts.

Fique sabendo
Bem pertinho do Wat Pho existe um pier, basta pegar a balsa e descer no pier 9, que fica em frente ao Wat Arun. É super fácil!

Shopping MBK Center | Bangkok
Shopping MBK Center | Bangkok

11. Faça compras

Bangkok é um lugar fantástico para se fazer compras e os shoppings, feirinhas e mercados são excelentes pedidas para quem quer adquirir alguns produtos com precinhos de Aliexpress!

No nosso roteiro, reservamos um tempinho para dar um pulinho no MBK Center, um dos shoppings mais procurados pelos turistas e que tem de tudo um pouco!

Os andares do MBK são divididos por tipos de produtos. Os três primeiros são como um Aliexpress ao vivo, existe uma infinidade de produtos (sem marca ou “quase de marca” haha). Nestes andares são vendidos réplicas de tênis, relógios, camisas, shorts, bijuterias, perfumes e várias outras coisas.

O 4º e o 5º piso são os meus favoritos. Estes pisos são repletos de lojas com produtos eletrônicos, e, pelo que pude perceber, os produtos são realmente originais. O quinto andar é a perdição para os fotógrafos, lá tem várias lojas especializadas nas principais marcas de câmeras, além de Gopro, drones e acessórios.

Os preços são bem melhores que os das lojas brasileiras e ainda há a possibilidade de negociar os valores. Nós compramos alguns cartões de memória e um Dome para a Gopro lá.

No sexto piso tem uma enorme praça de alimentação, onde os restaurantes servem os mais diferentes tipos de comida.

Outros shoppings em Bangkok

Terminal 21 | é um shopping mais sofisticado, possuindo lojas de várias marcas famosas (Nike, Oakley, Esprit…). O shopping divide seus andares por temas relacionados a uma cidade específica. O 4º andar, por exemplo, é inspirado em São Francisco e tem até uma réplica da Golden Gate.

Siam Center | possui várias marcas conhecidas (tem até Havaianas!) e uma praça de alimentação com muitas variedades de restaurantes. Este shopping tem ligação direta ao Discovery Center e ao Paragon.

Discovery | é mais parecido com os shoppings que temos por aqui, e dentro dele existe uma das 13 filiais do Museu Madame Tussauds. Este museu é super diferente, já que suas obras são bonecos de cera de artistas famosos! Os bonecos são muito realistas, dê só uma olhada no site do Museu!

Siam Paragon | é de longe o mais luxuoso de Bangkok, e possui lojas de grifes como Louis Vuitton, Prada e Dior. Se você pretende fazer compras por lá, prepare o cartão! Mas, mesmo que não queira gastar muito, o Siam merece uma visita, suas lojas possuem uma decoração belíssima!


Dia 3 | O que fazer em Bangkok
Conhecendo ruínas históricas

12. Aventure-se por Ayutthaya

Ayutthaya, a primeira capital da Tailândia, é uma atração surpreendente e vale a pena separar um dia para conhecê-la!

Como as ruínas ficam a mais de 80km de Bangkok, você terá que escolher entre ir de trem, ônibus, dirigindo ou com uma agência de turismo.

Como os pontos de interesse na cidade são distantes uns dos outros, e como não estávamos dispostos a dirigir no trânsito louco de Bangkok, optamos por contratar um tour de um dia por Ayutthaya. Fechamos o passeio no dia anterior, em uma agência próxima à Khao San.

Umas das opções do que fazer em Bangkok é conhecer as ruínas de Ayuthaya

Conta a história que em 1767 os birmaneses invadiram a Ayutthaya e com seus exércitos destruíram tudo o que encontraram. Todo o ouro e pedras preciosas que havia na cidade também foram levados. Tudo o que sobrou por lá foram as ruínas.

Como disse acima, Ayutthaya foi a primeira capital da Tailândia, sendo a principal cidade do país por mais de 400 anos. O Reino era tão grande que a cidade, nos seus anos mais prósperos, possuía mais de 1500 templos budistas!

O complexo foi reconhecido pela UNESCO como patrimônio da humanidade e atrai viajantes e historiadores de todas as partes do mundo!

Ayutthaya lembra aqueles cenários de filmes de aventura,  cheio de templos ancestrais e ruínas que dão um clima muito diferente ao lugar.

Algo muito interessante para se ver por lá também são as estátuas de buda que foram decapitadas pelos birmaneses. Existem centenas delas, sendo que algumas são quase irreconhecíveis.

Tour saindo de Bangkok - Ayutthaya

Fique sabendo

Em Ayutthaya e muitos outros lugares da Tailândia, os elefantes são utilizados como forma de entretenimento e apelo turístico. O grande problema é que estes elefantes são extremamente mal tratados, sofrendo muito desde filhotes.

Não contribua com este tipo de turismo predatório. Evite qualquer tipo de atividade que envolva apresentações com elefantes.

Para saber mais sobre o assunto, confira o post: Passeio com elefantes na Tailândia.

Quer ter contato com os grandalhões de forma saudável e ainda contribuir com um projeto que resgata e cuida de elefantes? Confira nosso relato sobre o Elephant Nature Park, em Chiang Mai.


Sobrou tempo no roteiro? Confira mais opções do que fazer em Bangkok!

13. Relaxar com uma boa massagem

Se tem uma coisa que a gente vê em grande quantidade pelas ruas de Bangkok são lugares oferecendo massagem.

Tem pra todos os gostos! Desde aquelas massagens mais relaxantes, feitas com óleos essenciais, até as mais intensas, que são chamadas de Thai Massage e que envolve alongamentos e pressão em pontos específicos do corpo!

Os principais locais para se fazer massagem por lá são as lojinhas de rua. Na própria Rambuttri, a gente encontrou várias, e, inclusive, fizemos a foot massage por duas vezes lá. Pagamos 150 Bahts por meia hora de massagem, o que equivale a  +ou- R$15,00 reais.

Massagem tailandesa

Vocês não fazem ideia do quanto é bom poder fazer uma massagem nos pés depois de circular por Bangkok! Sério, parece até que renovamos a energia!

Mas, para quem quiser algo mais requintado, existe a franquia Healthland, que são tipo spas. O preço de lá é mais salgadinho (1.200 Bahts por 1 hora de massagem), sendo que eles oferecem vários tipos de tratamento de beleza também.

Fique sabendo
No templo Wat Pho existe uma das mais respeitadas escolas de massagem do mundo.

14. Tomar um drink em um rooftop

Nada melhor do que tomar um bom drink com uma vista incrível, não é? Em Bangkok você pode fazer isto em grande estilo!

Os chamados rooftop bars, bares e restaurantes que ficam no topo dos grandes prédios da cidade estão espalhados por várias regiões.

Um dos mais conhecidos é o Sky Bar, onde fica o famoso restaurante Sirocco. Neste bar foram gravadas cenas do filme “Se beber não case 2”, dai a fama dele.

Não fomos no Sky Bar, mas lemos em alguns relatos que os preços de lá são bem altos. Então, caso pretenda conhecê-lo, vale a pena dar uma pesquisada antes de pedir aquele jantar maravilhoso com sobremesa!

Muita gente que faz questão de conhecer o Sky Bar, mas não está afim de deixar um rim lá, entra no bar, conhece o ambiente, tira algumas fotos e depois vai embora. Não testamos esta técnica, mas dizem que o pior que pode acontecer é um segurança te olhar com cara feia.

Nós aproveitamos uma das duas noites que passamos no Novotel Sukhumvit 20 para conhecer o rooftop de lá, o Sky on 20. A vista era linda demais! Os preços também são bem mais próximos da realidade, os drinks custavam em média 250 Bahts (+ou- 25 reais).

Drinks no Sky on 20
Drinks no Sky on 20

15. Conhecer o Mercado do Trem de Maeklong

Este passeio nós não tivemos tempo de fazer, mas vimos muitos relatos positivos sobre ele e não podemos deixar de indicar.

O Mercado do Trem é na verdade uma feira que fica sobre os trilhos de um trem. Mas é claro que não passa trem por lá, certo?

Errado!!! Por mais incrível que pareça, a feira fica montadinha e, minutos antes do trem passar, os feirantes recolhem tudo que estava pelo chão e, como se não houvesse uma feira ali, o trem passa. Em seguida está tudo no chão novamente.

Veja como é o Mercado de Maekong neste relato do blog Mapa na Mão!

16 – Fazer uma tatuagem

Muito além de estética, as tatuagens fazem parte da cultura e da religião tailandesa.

As Sak Yant são as tatuagens mais famosas da Tailândia. Elas não são simples desenhos sobre a pele, mas representam mantras budistas e símbolos de proteção que devem ser respeitados por aqueles que as possuem para garantir que os poderes espirituais que elas carregam permaneçam em constante funcionamento.

Este tipo de tattoo pode ser feita nos estúdios de tatuagem e, caso o interesse seja realmente espiritual, deve-se fazê-las em um templo.

Como a Geisi não queria uma Sak Yant, optou por fazer uma tatuagem em um estúdio convencional. O estúdio escolhido foi o OD Tattoo, que fica no bairro Sukhumvit.

Não fomos com hora marcada, simplesmente chegamos, esperamos o tatuador terminar uma tatuagem e já foi a vez dela. Nós recomendamos esse estúdio, é bem higiênico e a tatuagem é bem feita!

Em Bangkok você pode fazer uma tatuagem sagrada chamada Sak Yant
Gao Yord – é a Sak Yant mais poderosa. 
Ela traz os nove picos onde residem os
deuses hindus e também possui as nove
representações de buda

Esta é nossa lista de opções de coisas para se fazer e lugares para se visitar em Bangkok. Esperamos que ela seja útil no seu roteiro!

Se você tiver alguma dúvida ou se já conhece Bangkok e tem mais indicações do que fazer por lá, deixe um comentário no post!


Bangkok

Seguro Viagem

Seguro viagem é um item indispensável para qualquer viagem internacional, e na Tailândia, que é um país com hábitos, idioma e cultura totalmente diferente da nossa, a sua importância dobra!

Ninguém está livre de imprevistos como contrair uma intoxicação alimentar, gripar ou até mesmo sofrer algum acidente durante a viagem, não é mesmo? Uma simples torção de tornozelo pode ser um grande complicador e te levar a gastar uma boa grana com atendimento médico e medicamentos.

A vantagem de contratar um bom seguro viagem, é que você terá a tranquilidade de poder contar com assistência médica 24h por dia durante toda a viagem, sem ter que gastar com isso ou, se gastar, terá a possibilidade de ter seus custos ressarcidos pela seguradora!

Outra super vantagem é o apoio que a seguradora te dá em momentos mais complicados. Ao acionar seu seguro pelo whatapp ou outro aplicativo, você será direcionado(a) para o hospital ou posto de saúde mais próximo. Dependendo da situação, o médico vai até o seu hotel ou onde você estiver. Em locais com costumes e idioma tão diferentes dos nossos, o apoio de uma seguradora pode fazer toda a diferença!

Como um bom seguro viagem para a Ásia custa em média 12 reais o dia, na minha opinião vale muito a pena investir nesta tranquilidade.

No post Seguro Viagem Internacional (clique) explicamos direitinho como funciona o seguro viagem, então recomendo a leitura.

E se você quiser fazer uma cotação, indico a Real Seguros e a Seguros Promo, que são nossas parceiras e oferecem a possibilidade de comparar diversos planos de seguradoras confiáveis e com o menor preço para nossos leitores. No final você pagará menos e poderá viajar despreocupado(a).

Tanto a Real Seguros como a Seguros Promo funcionam como o “Booking”, você faz a cotação e a plataforma te indicará várias opções de seguradoras. Dai então é só você escolher o plano mais adequado ao seu perfil e contratar o seguro.

Faça a sua cotação no botão abaixo já com o cupom de 5% de desconto aplicado!


Siga nossas redes sociais para não perder nada do que rola por aqui!


Tudo para a sua viagem

Hospedagem
Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o Booking você compara diversas opções e escolhe o hotel com melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.
 Seguro Viagem
Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo. Sempre reservamos nosso seguro através destes sites. Com a Real Seguros, você poderá parcelar o valor em até 12x sem juros. Com a Seguros Promo o valor pode ser dividido em até 6x no cartão de crédito e pagando no boleto, você consegue 5% de desconto. Utilizando o nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos!
Alugue um carro Alugue um carro
Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito.
Passagens aéreas baratas
Procurando passagens aéreas? Dê uma olhada no Passagens Promo, que tem sempre ofertas imperdíveis! Através do Passagens Promo, você obtém uma relação atualizada instantaneamente por ordem de preços dos vôos. São milhares de trechos exclusivos, com tarifas diferenciadas e até 65% de desconto.

Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (e sem pagar nem um centavo a mais por isso!).

Author

Flávio é mineiro, formado em Direito e já morou em várias cidades diferentes. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

11 Comments

  1. Adorei o roteiro, fiquei pensando se um stopover não iria ajudar a chegar menos cansado, já que o tempo de viagem até Bangkok é longo para quem sai do Brasil.

    • Flávio Borges Reply

      Olá Andrea.

      Um Stopover é sempre bem vindo em viagens longas assim. Então certamente vale a pena tentar dividir a viagem para que ela não fique tão cansativa.

      Um abraço!

  2. Mariana Menezes Reply

    Ótimas dicas do que fazer em Bangkok! Fico sempre admirada com os templos. São lindos demais! Adorei as fotos! Também fiquei de olho nas fotos das comidas. hahahahaah E que legal ainda voltar para casa com uma tatuagem nova. Uma bela recordação de viagem! Curti!

    • Flávio Borges Reply

      Olá Mariana

      Bangkok é uma cidade incrível e há muito o que se fazer por lá!
      Os templos realmente são lindos e a culinária, apesar de bem diferente da nossa, é uma delícia.

      Abraços

  3. Dá pra fazer esse tanto de coisa em apenas 3 dias em Bangkok! Gostei de saber que dessa lista de 16, ainda tem atrações gratuitas. Boas dicas.

  4. Acho que é preciso estar emocionalmente preparado para amar Bangkok. Se já esperarmos algum caos, isso não tirará o prazer de visitar esses templos belíssimos e aproveitar experiências como a massagem de pés. Um dia ainda vou a Ayutthaya

    • Flávio Borges Reply

      Realmente a cidade é bem incomum e chegar lá sabendo o que vai encontrar ajuda! Ainda assim, mesmo com o caos de Bangkok, considero a cidade como um destino imperdível!

  5. Murilo Pagani Reply

    Show de bola este roteiro em Bangkok. É uma das cidades que mais tenho contade de conhecer na Ásia.

    Você acha que se ficar mais 2 ou 3 dias na cidade, total de seis dias inteiros, por exemplo, tem mais lugares legais pra conhecer, ou é muito tempo?

    Vaaaaleu!
    Abraço

    • Flávio Borges Reply

      Fala Murilo!

      Se você tiver mais tempo disponível, certamente encontrará várias outras atrações por lá. A cidade de Bangkok e toda a região que a cerca é cheia de templos maravilhosos. Outra opção bem legal é conhecer o litoral. Pertinho de Bangkok também existem praias que são pouco visitadas pelos turistas brasileiros. Enfim, com tempo sobrando, eu passaria mais alguns dias em Bangkok com certeza.

      Abraços

  6. Ótimo post

    Como sempre arrasou nas fotos. Também amamos Bangkok, em breve estaremos por lá, quando vcs vão pra Ásia.

    Abraços

    • Flávio Borges Reply

      Fala Flávio!

      Valeu pelo elogio, meu amigo.
      Nossa próxima ida à Ásia é em setembro, e (como não poderia ser diferente) vamos dar um pulinho em Bangkok.

      Abraços pra você!

Write A Comment