Chak Chak Chak … Chak Chak Chak“. Em um antigo templo hindu erguido sobre um imenso precipício em frente ao mar, ouve-se um forte canto. De longe, a música lembra os sons emitidos pelos macacos que habitam a floresta que existe ali. Mas na verdade, aqueles sons não são de um bando de macacos. A música é entoada por um grupo de homens e vem de um palco onde ocorre uma espécie de ritual balinês: a famosa Kecak Dance!


Se você quer ter contato direto com a cultura balinesa, a Kecak Dance definitivamente deve fazer parte do seu roteiro pela Indonésia. E o melhor lugar para isso é o sagrado templo de Pura Luhur, em Uluwatu!

Nós assistimos e não tenho dúvidas de que este foi um dos pontos altos da nossa viagem!

Leia este post até o final e entenda como funciona a Kecak Dance.


Kecak Dance, Uluwatu, Bali, Indonésia - pin
Salve esta imagem no Pinterest e não perca estas dicas!

O que é a Kecak Dance e o que ela representa?

Quando o sol começa a descer no horizonte, os turistas se aglomeram em uma espécie de anfiteatro dentro do templo Pura Luhur, um dos lugares mais sagrados de Bali.

Ali todos aguardam o início de um ritual que expressa toda a intensidade da cultura balinesa.

Em poucas palavras, a Kecak Dance é uma apresentação em que uma história é contada por meio de dança e gestos. Nem uma palavra é dita durante o espetáculo.

Kecak Dance, Uluwatu, Bali, Indonésia

Toda a trama se desenvolve em meio ao coro de mais de 60 homens, que repetem incessantemente o mantra “Chak Chak Chak”.

E é justamente do som “Chak”, que surgiu o nome “Kecak Dance”.
(*Kecak se pronuncia Kechák)

Uma das principais características da apresentação é que não há qualquer tipo de instrumento acompanhando os vocais. O Chak Chak Chak, que vez ou outra é interrompido por vozes individuais, é que dá ritmo e vida à apresentação.

Em certos momentos os sons são tão intensos e os participantes se envolvem tanto com o enredo, que chega até a parecer que eles estão em uma espécie de transe.

A Kecak Dance se tornou uma atração turística, é verdade. Porém, seu surgimento remonta à cultura e religiosidade do povo balinês, sendo que seu objetivo maior é agradar aos espíritos e às divindades.


Leia também: 12 coisas para fazer em Komodo


Onde assistir à Kecak Dance?

Você pode assistir a uma apresentação da Kecak Dance em vários lugares de Bali.

Elas ocorrem diariamente no GWK Cultural Park em Uluwatu, no Tanah Lot em Canggu e também em vários templos espalhados por Ubud.

Mas, na minha opinião, o melhor lugar para assistir à Kecak Dance é no Templo Pura Luhur.

O anfiteatro do Pura Luhur fica na encosta de um paredão de calcário imenso e as apresentações acontecem durante o por do sol.

Assistir à dança com o céu ganhando tonalidades avermelhadas e o sol se pondo no mar torna tudo ainda mais mágico!

Dicas para quem planeja assistir à Kecak Dance no Templo de Uluwatu

Se assim como a gente, você optar por assistir à Kecak Dance no Pura Luhur (Templo de Uluwatu), aconselho que chegue mais cedo para garantir o seu ingresso, já que eles não são vendidos antecipadamente e se esgotam rapinho.

Tire também uma horinha para conhecer o templo que, a propósito, é um lugar fantástico e proporciona fotografias incríveis!

A apresentação no Pura Luhur acontece todos os dias ao entardecer, em dois horários específicos: às 18h e às 19h.

O ingresso é vendido na área interna do templo, em uma espécie de quiosque e a bilheteria abre por volta das 17h. Neste momento muitas pessoas já estão aguardando para comprar as entradas.

É importante que você saiba que não há uma fila para a venda do ingresso. Todos se aglomeram em volta do quiosque e os atendentes vão vendendo aleatoriamente. Não dê bobeira, ou você pode acabar ficando sem 😬.

A vantagem de assistir a primeira apresentação, a das 18h, é que ela acontece junto com o sol se pondo, então você verá a dança com um cenário inigualável.

Por outro lado, se você deixar para assistir ao segundo espetáculo, que se inicia no comecinho da noite, poderá escolher um bom local para assistir o sol se pondo atrás do templo de Uluwatu – o que também é um espetáculo lindo – e depois curtir a apresentação.

Como nós chegamos um pouquinho depois das 17h, só conseguimos comprar ingressos para a segunda apresentação. No tempo de espera fizemos algumas fotos por do sol.

Templo de Uluwatu, Bali, Indonésia
Por do sol no Pura Luhur

É bom saber!

1) Para entrar no Pura Luhur, você terá que pagar uma taxa de 50 mil rúpias indonésias, o que dá mais ou menos 15 reais (preço de 2019). Se você estiver de scooter, também é cobrado o estacionamento (mil rúpias, cerca de R$0,35).

2) Como já mencionei, a entrada para a Kecak Dance é paga à parte, em um quiosque dentro do templo, e custa 100 mil rúpias (+/- R$30,00).

3) No Pura Luhur Uluwatu, homens e mulheres que estiverem com roupas curtas (short, bermudas ou saias) terão que colocar um sarong (espécie de canga) para cobrir as pernas. Na bilheteria você pode pegar um sarong emprestado (sem custo adicional).
Para quem estiver usando calça, saia ou vestido longos eles emprestam uma faixa de tecido, que deve ser amarrada à cintura.

4) O Pura Luhur é o lar de centenas de macacos, então a chance de encontrar alguns por lá é imensa. Tire fotos deles à vontade, mas fique sempre atento(a) às suas coisas. Óculos, brincos, chaves, celular e câmeras podem ser alvo de furto por parte destes bichos travessos.
Outra dica muito importante é nunca tocar em um macaco ou oferecer-lhes comida. Nestas situações eles podem ficar agressivos e causar acidentes.

Kecak Dance, Uluwatu, Bali, Indonésia - macaco no templo
Um dos macacos que vivem no Templo Pura Luhur

Siga nossas redes sociais para não perder nada do que rola por aqui!


Entendendo a Kecak Dance

A história narrada é uma trama complexa dividida em 4 atos.

Certamente você ficará hipnotizado(a) com o ritmo constante das vozes, com a dança com movimentos sutis, precisos e detalhados e com os personagens vestidos com roupas típicas e coloridas.

Porém, se você não souber o contexto da apresentação poderá sair de lá sem entender o que realmente foi contado… então, vamos à história!

Kecak Dance: a trama

Sob os olhos de turistas atentos, o grupo de homens se organiza em um círculo com um grande castiçal acesso ao meio.

Todos estão de peito nu, trajando apenas um sarong xadrez e trazem uma flor de hibisco vermelho atrás da orelha direita.

As chamas dão ao ambiente uma luz alaranjada, que deixa tudo ainda mais envolvente e misterioso.

A Kecak Dance é a mistura da mitologia de um antigo ritual chamado Sanghyang com os versos de um poema chamado Ramayana. No final, temos a história de um herói em busca de uma bela princesa que foi capturada por um demônio.

A trama é apenas um dos pedaços do poema épico Ramayana e se desenvolve da seguinte forma:

Atenção: contém spoilers (mas eu recomendo a leitura para que você entenda a apresentação)

Ato I

O príncipe Rama (encarnação do Deus Vishnu) é irmão de Laksamana e casado com a princesa Sita. Os três vivem em uma floresta, que na apresentação é representada pelos homens que fazem o coro.

Certo dia aparece um veado dourado na floresta e a princesa Sita pede que o príncipe Rama o capture para ela (quem não quer ter um veado dourado, não é mesmo? kkk).

Para satisfazer o desejo de sua amada, Rama sai em busca do veado e deixa as princesa sob os cuidados de seu irmão.

Um tempo depois, eles escutam um pedido de ajuda de Rama e a princesa Sita pede para que Laksamana (o irmão do príncipe) vá ajudá-lo.

Ele se recusa a deixar a princesa sozinha (porque é prudente), mas ela o acusa de querer que o irmão morra para tomá-la em casamento (porque é paranoica haha).

Contrariado com a acusação, Laksamana segue em busca do príncipe Rama.

Ato II

Como já era previsível, esta história não continuaria bem!

Como todo bom conto de princesas e heróis, neste também tem um vilão malvado. Na Kecak Dance este papel é do demônio Rahwana.

Aproveitando que a princesa estava sozinha, Rahwana tenta capturá-la. Porém, ela estava protegida por um círculo mágico (que é representado pelos homens que repetem Chak Chak Chak).

Para conseguir o seu intento maligno, o demônio se disfarça de um velho homem.

Se mostrando inofensivo, o velho chega até Rama e pede um copo de água. A princesa não percebe o disfarce e leva a água para ele. Assim que a princesa sai do círculo mágico, demônio a captura.

Ela então começa a chorar e implorar por ajuda, até que é ouvida pelo pássaro mitológico Garuda.

Garuda até que tenta ajudar, mas o demônio dá uma surra no pobre pássaro e o fere na asa. (Nem sei pra que que o Garuda foi se meter nesta história haha)

Saindo vitorioso da batalha, o demônio Rahwana aprisiona a princesa no seu castelo.

Ato III

Enquanto tudo isso acontece, o príncipe Rama e seu irmão estão perdidos na floresta…

Enquanto vagavam em busca de Sita, aparece Hanoman, o macaco branco (meu personagem favorito!).

Rama pede para o Macaco que o ajude a resgatar a sua princesa e entrega um anel para que ele leve para Sita como prova de seu amor.

Kecak Dance - Macaco Branco
O Macaco Branco

Ato IV

Sita está se lamentando nos jardins do palácio do demônio, até que o Macaco Branco chega e lhe mostra o anel do príncipe.

A princesa então entrega ao macaco uma mecha de seu cabelo e uma mensagem para o príncipe, dizendo que aguarda pelo resgate.

O Macaco Branco então simplesmente resolve quebrar todo o palácio e, no meio da confusão, é capturado pelos servos de Rahwana.

O astuto primata é então amarrado e os soldados o colocam em uma fogueira. Porém, o que eles não sabiam era que o Rei Macaco… adivinha?

Isso mesmo! Possuía poderes mágicos!

Ele não era afetado pelo fogo e consegue se livrar das amarras facilmente.

Nisto o príncipe chega e todos enfrentam o demônio em uma épica batalha.

No final, como já era de se esperar, o bem vence o mal e a princesa é resgatada. Final feliz!

Kecak Dance, Uluwatu, Bali, Indonésia - - O Rei Macaco em apuros
O Rei Macaco em apuros

E ai? Curtiu a Kecak Dance? Te convenci a adicioná-la no seu roteiro?

Se sim, tenho certeza que as dicas e informações deste post te proporcionarão uma experiência muito mais completa!

Você já assistiu a Kecak Dance? Onde foi?

Se ficou com alguma dúvida, deixe um comentário pra gente!

Kecak Dance, Uluwatu, Bali, Indonésia -
Kecak Dance

Onde se hospedar em Uluwatu

Naturela (💲) – preço bom e a 1,5 km da Padang-Padang.

Yoga Searcher Bali (💲💲) – clima zen e aulas gratuitas de yoga.

Telagari Sari (💲💲) – lugar super tranquilo e com uma piscina linda!

Melali Bingin (💲💲💲) – decoração minimamente pensada e quartos grandes.

Renaissance Bali Uluwatu Resort & Spa (💲💲💲💲) – todo o luxo e conforto de um hotel 5 estrelas.


Tudo para a sua viagem

Hospedagem
Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o Booking você compara diversas opções e escolhe o hotel com melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.
 Seguro Viagem
Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo. Sempre reservamos nosso seguro através destes sites. Com a Real Seguros, você poderá parcelar o valor em até 12x sem juros. Com a Seguros Promo o valor pode ser dividido em até 6x no cartão de crédito e pagando no boleto, você consegue 5% de desconto. Utilizando o nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos!
Alugue um carro Alugue um carro
Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito.
Passagens aéreas baratas
Procurando passagens aéreas? Dê uma olhada no Passagens Promo, que tem sempre ofertas imperdíveis! Através do Passagens Promo, você obtém uma relação atualizada instantaneamente por ordem de preços dos vôos. São milhares de trechos exclusivos, com tarifas diferenciadas e até 65% de desconto.

Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (e sem pagar nem um centavo a mais por isso!).

Author

Flávio é mineiro, formado em Direito e já morou em várias cidades diferentes. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

Deixe seu comentário!