Acho que nada representa a cultura de Bali tão bem quantos seus templos ancestrais e as tradições religiosas que são seguidas pelo povo balinês há mais de mil anos. Para quem tem interesse no assunto, saiba que grande parte dos rituais sagrados hindus podem ser acompanhados por nós, turistas. Mas e se eu te dissesse que, além de assistir, é possível também participar de um ritual milenar de purificação em um dos templos mais sagrados da ilha? Vem saber todos os detalhes dessa visita inesquecível ao Pura Tirta Empul!


Salve a imagem no Pinterest e não perca estas dicas!

Pura Tirta Empul - Ubud - Bali - Pinterest

Navegue pelo post:


Onde fica o templo Tirta Empul e como chegar

O templo Tirta Empul fica próximo à cidade de Tampaksiring, a cerca de 20 km de Ubud.

Em Bali não existe transporte público. Para chegar no Pura Tirta Empul, uma das opções é alugar uma scooter, que é uma forma de locomoção bem baratinha e com zero burocracia. A diária de uma moto mais simples custa entre R$20 e R$25.

Todos os passeios que fizemos em Ubud e em vários outros pontos da ilha foi com uma moto alugada, e achamos bem fácil e prático.

Mas atenção: o trânsito no centro de Ubud é um pouco caótico e a mão de direção é inglesa, só alugue se você se sentir confortável em pilotar!

A segunda opção é pedir um carro com algum aplicativo de transporte (como Grab, GoJek, Blue Bird). Mas é importante que você saiba que em vários lugares da ilha de Bali o transporte com motoristas de aplicativo não é bem visto pelos taxistas, então vale se informar antes onde você estiver hospedado(a) se usar o aplicativo é permitido na área.

Outra alternativa é fechar o passeio com algum taxista ou motorista particular. Em Bali é sempre muito fácil contratá-los, mas normalmente essa é a opção mais cara.

➳ Leia também: O que você precisa saber sobre a Monkey Forest, em Ubud

Duas das três piscinas sagradas do Templo Pura Tirta Empul.

Sobre o Pura Tirta Empul

Pura Tirta Empul significa Templo da Água Sagrada em balinês.

O templo é aberto para visitação, e separar um tempo para conhecê-lo vai enriquecer sua viagem, além de proporcionar a vivência e a aproximação de uma cultura interessante e diferente do que temos no ocidente.

Mas, assim como em qualquer outro lugar considerado sagrado (na Indonésia ou em qualquer outra parte do mundo) é necessário que a gente conheça e respeite a cultura e as regras do lugar.

A primeira coisa que devemos saber é que para entrar no Pura Tirta Empul homens e mulheres devem vestir um sarongue (uma espécie de canga envolvendo a cintura). Você pode levar o seu, caso tenha comprado, ou pegar um emprestado na entrada do templo.

Segundo os costumes hindus, mulheres no período menstrual não podem entrar em vários templos, e o Tirta Empul é um deles. Além disso, em sinal de respeito, é importante prender os cabelos ao entrar.

#Fique sabendo: o balinês é um dos 707 idiomas falados na Indonésia.

Construído no ano 926 DC, o Pura Tirta Empul é muito bem conservado e possui uma atmosfera leve e diferente de todos os outros templos que visitamos.

Segundo a lenda, as fontes naturais de água que brotam nas suas proximidades foram criadas pelo deus hindu Indra, mas o templo erguido no local é na verdade dedicado à adoração a Vishnu, o deus da água.

Por toda a sua importância e simbolismo, o Pura Tirta Empul é considerado um dos seis templos mais sagrados de Bali.

Acredita-se que as águas que abastecem as fontes e piscinas do Pura Tirta Empul possuem propriedades curativas. Por este motivo, inúmeras pessoas se banham diariamente em suas águas em busca de purificação e saúde, limpando as impurezas dessa vida e de vidas passadas.

O ato de banhar-se nas piscinas do Tirta Empul é tido como um ritual sagrado realizado há mais de mil anos e é conhecido como “Melukat“.

O Melukat pode ser realizado em vários templos da ilha, em cachoeiras ou em outras fontes de água em que se acredite que exista o poder de purificação necessário para o ritual.

No Pura Tirta Empul é permitido aos turistas participar do ritual, mas é extremamente importante saber como ele funciona.

➳ Leia também: Roteiro Indonésia – guia para 3 semanas


Como é o ritual de purificação nas fontes sagradas do Tirta Empul

Primeiramente, é preciso ter consciência de que o ritual não é uma atração turística. Ele faz parte das tradições balinesas e é preciso respeita-lo como parte da cultura local.

Estar de coração e mente abertos também é algo fundamental, independente de qual seja a sua religião ou crença. Se você não acredita em espiritualidade e se acha que o ritual não faz sentido pra você, visite o templo apenas para conhecê-lo.

Ritual de Purificação na primeira piscina do Templo Pura Tirta Empul
Ritual de Purificação na primeira piscina do Templo Pura Tirta Empul

Sobre os guias

Na entrada do Pura Tirta Empul e nas proximidades das fontes ficam alguns balineses se disponibilizando a explicar o ritual aos turistas para que eles possam compreender o seu propósito e também para passar todas as orientações necessárias para para que a tradição local não seja desrespeitada.

Os guias são muito solícitos e falam inglês.

O que me explicou todo o ritual se chamava Kadek. Ele foi muito paciente, e ajudou que eu compreendesse todo o significado do Melukat, sempre respondendo as minhas dúvidas.

A ajuda do Kadek foi essencial para que eu pudesse me sintonizar com a energia do templo.

#Fique sabendo: Pelas explicações e auxílio, é comum que os turistas façam uma doação aos guias ao final do ritual.


Preparação

Antes de tudo, é preciso colocar um sarongue específico para entrar na água (normalmente verde ou azul), que é oferecido pelo templo mediante uma pequena contribuição.

Você pode trocar sua roupa no vestiário e deixar suas pertences guardados em um pequeno armário.

Templo Tirta Empul - Bali - Indonésia - momento de meditação antes de tomar o banho sagrado

O ritual

Primeiro, é preciso fazer uma oferenda, conhecida como canang sari, que normalmente é composta por uma cestinha feita de folhas de coqueiro trançadas, arroz, flores e incenso. O próprio Kadek providenciou uma para mim.

Sentado(a) em frente a um altar que há próximo à piscina, com a palma das mãos voltadas pra cima e com a oferenda próxima ao coração, faça uma pequena prece (ou mesmo uma reflexão sobre os motivos que te levaram a estar ali). Por último, faça um pedido e deixe a oferenda no altar. Depois disso, é hora de seguir para a piscina.

A água da piscina vai até a cintura e o fundo de pedras é bastante escorregadio, então é preciso ter cuidado.

Segundo o Kadek, cada uma das fontes tem uma finalidade específica, desde cura de doenças à auto-purificação.

Importante: não é permitido entrar na água com câmeras, mas não há problema fotografar de fora da piscina – inclusive os guias se oferecem para isto.

Na primeira piscina existem 13 fontes, com o propósito de purificar a alma e o espírito. Da esquerda para a direita, você irá passar por cada uma das fontes que jorram a água da nascente sagrada, com exceção da 11ª e da 12ª, que são reservadas ao culto aos mortos.

Em cada uma das bicas, você deve fazer uma pequena oração, lavar o rosto três vezes, beber a água da palma das mãos por três vezes e cuspir (para se livrar de coisas ruins ou negativas). Após, deve-se mergulhar a cabeça na fonte para proteção e prosperidade e seguir para a próxima bica.

Templo Tirta Empul - Ubud - Bali - Indonésia | Oferendas
Canang sari

Após passar nas fontes da primeira piscina, siga para a segunda.

Nela há apenas três fontes. O propósito dessa piscina é o karma, para eliminar qualquer má ação que tenha feito. Cada uma das três bicas serve para purificar uma parte específica da alma.

A terceira e última piscina – segundo a tradição, a mais poderosa – possui seis fontes e finaliza o ritual de limpeza/purificação.

Templo Tirta Empul - Ubud - Bali - Indonésia | Fontes sagradas da primeira piscina
Fontes sagradas da primeira piscina

Repita todo o procedimento das piscinas anteriores, porém, ao invés de cuspir a água, você deve engolir (para curar).

Nosso guia garantiu que a água era totalmente potável e não tive nenhum problema após o melukat.

É inexplicável a leveza e a sensação de paz que senti ao terminar o ritual, por isso recomendo muito que você também faça!

Logo após finalizar o ritual, retorne ao vestiário para devolver o sarong molhado e colocar suas roupas secas. (No final do post vou deixar algumas sugestões do que levar pra evitar qualquer perrengue!)

Depois de trocar de roupa, continue o passeio pelas outras áreas do templo. Você poderá acessar o local onde está a nascente de onde brota a água das fontes e também passear por um local onde há uma outra piscina repleta de carpas.

➳ Para ler depois: 13 coisas para fazer em Uluwatu


Quanto custa conhecer o Pura Tirta Empul

Entrada no templo Pura Tirta Empul: 50.000 IDR (+/- 15 reais)

Aluguel do sarong para o ritual de purificação + armário: 10.000 IDR (+/- 3 reais) + 15.000 IDR (+/- 4,60 reais)

Doação para o morador local que nos acompanhou durante o ritual: 50.000 IDR (+/- 15 reais)

(Todos os preços são referentes a 2019)

Templo Tirta Empul - Ubud - Bali - Indonésia | Piscina com carpas
Piscina repleta de carpas (nela não se pode mergulhar)

Dicas extras para visitar o Pura Tirta Empul

Para facilitar sua vida caso pense em fazer o ritual, vá com uma roupa de banho por baixo.

Leve uma bolsa ou mochila com toalha e roupas de baixo secas para trocar depois e guarde no armário, caso não tenha com quem deixar.

Homens devem amarrar o sarong de banho na cintura, e mulheres devem envolvê-lo ao redor do corpo e amarrá-lo no pescoço (como nas fotos do post). Uma faixa vermelha deve ser amarrada na cintura.

Cuidado com as mulheres vendendo bananas pelo templo (!): elas costumam oferecer insistentemente para provar uma, e se você aceitar, será praticamente obrigado a comprar: ‘you try, you buy’ (algo tipo ‘provou, então compre’ rsrs).

Na saída do Tirta Empul há um extenso corredor com barraquinhas vendendo roupas e artesanato. Se você se interessar por alguma coisa, negocie o preço! Compramos um bichinho de madeira quase que pela metade do valor informado inicialmente.

Assim como na Tailândia, os balineses são super abertos à negociação e já jogam o preço lá pra cima esperando uma oferta dos compradores 🙂

Reserve em torno de 40 minutos a uma hora pra conhecer todo o templo (incluindo participar do ritual Melukat).

Chegue mais cedo para poder visitar o templo com tranquilidade. A partir das 10h começam a chegar várias vans com turistas e o templo acaba ficando bem lotado.

➳ Para ler depois: Terraços de Arroz de Tegallalang, em Bali


Onde ficar em Ubud

Ubud é uma das regiões mais movimentadas de Bali, por isso opções para se hospedar é que não faltam!

Além de hostels, as homestays e guesthouses (uma espécie de pousada dentro das casas dos locais) costumam ser uma alternativa de hospedagem bem barata e estão por toda a parte.

Também dá pra ficar em lugares bem bonitinhos e confortáveis sem pagar muito, assim como há ainda muitas opções incríveis e dignas de lua de mel!

Confira abaixo a nossa seleção, dividida por faixa de preço (valores consultados em janeiro de 2020).

Se você quer economizar…

Pratama House – boa localização (500 metros do Palácio de Ubud e da Feira de Artesanato), boa estrutura e aquele precinho: as diárias começam em R$61 em quarto duplo, com café da manhã incluso.

Poshtel Ubud – quer um hostel super bem avaliado e baratinho? Aposte no Poshtel, que tem diárias a partir de R$37 em quarto compartilhado!

Onde ficar em Ubud - Pratama House
Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Poshtel Ubud

Pratama Green Papaya – o destaque do Green Papaya é a piscina, uma ótima pedida para os dias quentes em Bali. Quartos duplos a partir de R$82, com café da manhã incluso.

Alam Pracetha – com um notão no booking, este hostel tem uma grande área verde e muitas avaliações positivas sobre o café da manhã (que está incluso na diária)!

Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Pratama Green
Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Alam Pracetha

Mais opções: Parthi Puri | Kailash| Putu’s Paradise | Puri Garden

Se prefere custo-benefício…

Umaya Ubud Villa – O Umaya fica pertinho da Monkey Forest, tem café da manhã incluso na diária e quartos confortáveis, com banheiro em ‘conceito aberto’, mais a cara de Bali impossível! Alguns quartos possuem piscina privativa.

Bumi Muwa – o Bumi Muwa possui quartos espaçosos e bem decorados (aliás, o hotel inteiro é uma graça!), piscina, vista para um terraço de arroz e restaurante. É um pouquinho mais afastado do centro, mas o hotel faz valer o deslocamento!

Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Umaya Ubud Villa
Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Bumi Muwa

Green Field Resort – a decoração desse hotel é simplesmente ma-ra-vi-lho-sa! Tem piscina, bar, restaurante e serviço de translado gratuito até o centro de Ubud. Os quartos são enormes, com banheira, varanda e alguns possuem piscina privativa.

Adil Villa & Resort – este hotel tem alguns chalés mais rústicos, feitos no estilo indonésio e também quartos mais modernos. O destaque vai para a piscina que tem uma vista linda para um campo de arroz.

Green Field Resort | Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud |
Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Adil Villa

Mais opções: Bali Bohemia Huts | Ubud Terrace | Taman Rahasia | Jati Cottage

Se quer conforto e estiver disposto (a) a pagar por isso…

Kuwarasan A Pramana Experience – mais um hotel com decoração impecável! Os hóspedes tem direito a massagem e drink de boas vindas, diversas atividades ao longo do dia, como yoga, caminhada e atividades balinesas, transfer gratuito até o centro de Ubud e todas as comodidades que um 5 estrelas pode oferecer!

Soulshine – o Soulshine mescla um estilo rústico-chique que é a cara de Bali. Os quartos são amplos e totalmente integrados com a natureza ao redor. Localizado a 10 minutos do centro de Ubud, o hotel oferece transfer gratuito várias vezes ao dia, além de aulas de yoga, restaurante, piscina e spa.

Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Kuwarasan
Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Soulshine

Ubud Valley – as villas do Ubud Valley são espaçosas, com decoração rústico-chique e banheira. Alguns quartos possuem piscina privativa com vista da floresta. O hotel oferece aos hóspedes café ou chá da tarde com bolo balinês, piscina, café da manhã bastante variado e serviço de transfer para o centro de Ubud.

Pura Tirta Empul | Onde ficar em Ubud | Ubud Valley

Mais opções: Ubud Village | Bucu View | Adiwana Monkey Forest |Alas Petulu Villa Resort & Spa | 11 on Kajeng

Pensa numa seleção que deu trabalho pra fazer? Pois é, a região de Ubud (e Bali no geral) possui MUITAS hospedagens dos sonhos, dá vontade de ficar em várias! Se seu coração não bateu mais forte por nenhuma das indicações acima, confira mais opções nesse link.


Leia também: Onde ficar em Bali


Tudo para a sua viagem:

Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o BOOKING você compara diversas opções e escolhe o hotel com melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.


Fique em lugares privativos e confortáveis com espaço para você, família e amigos!
Cadastre-se no AIRBNB usando esse link, faça sua primeira reserva com 130 reais de desconto!


Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo.
Com a Real Seguros, você poderá parcelar o valor em até 12x sem juros.
Com a Seguros Promo o valor pode ser dividido em até 6x no cartão de crédito e pagando no boleto, você consegue 5% de desconto. Utilizando o nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos!


Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito.


Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (e sem pagar nem um centavo a mais por isso!).

Mineira, é formada em Sistemas de Informação com Pós em Administração e Marketing. É apaixonada por conhecer culturas diferentes e passa horas na internet programando as próximas viagens. Adora dividir suas experiências no blog e ajudar outros viajantes a conhecer novos lugares!

Escreva um comentário