Desde o momento em compramos as passagens para a Tailândia (novembro de 2016) até o dia do embarque (março de 2017) todo o nosso tempo livre que tivemos foi ocupado pelas pesquisas de onde ir, o que fazer, onde ficar… Confesso que alteramos o roteiro pela Tailândia milhares de vezes, afinal, tem muuuuita coisa legal pra conhecer por lá e tentamos otimizar ao máximo o nosso tempo no país.


Faltando pouco mais de um mês para embarcarmos para a viagem mais surreal das nossas vidas, resolvi fazer este post para compartilhar com você nosso roteiro final de 23 dias pela Tailândia!

Mas antes de partir para o roteiro, algumas dicas iniciais…

Passaporte e vacina de febre amarela

Para os brasileiros que visitam a Tailândia não é exigido visto para viagens de até três meses de duração. É necessário apenas o passaporte dentro da validade e a vacina de febre amarela – que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes da data da viagem. Após tomar a vacina, você deve procurar um Centro de Orientação Para a Saúde do Viajante da Anvisaconfira a lista desses centros aqui – e emitir o Certificado Internacional de Vacinação.




Viagem à Tailândia: compra das passagens aéreas

O primeiro passo em direção à realização desse sonho começou com a compra das passagens para a Tailândia. Depois de monitorar os preços por alguns dias, percebemos que em novembro o dólar começou a subir e, para não pagar mais caro, decidimos que aquele era comprar antes que subisse mais.

Compramos as passagens através do viajanet.com.br, que nos deu a possibilidade de parcelar o valor em até 10x pagando um pouquinho a mais. Voamos até a Tailândia com a Swiss Airlines. Saímos de Guarulhos em 13 de março, com escala em Zurique, na Suíça, e depois seguimos para Bangkok. Na volta, fizemos o trajeto inverso, em 04 de abril.

Para otimizar o nosso tempo no país, optamos por fazer os deslocamentos internos maiores de avião – de Bangkok para Krabi, de Surat Thani para Chiang Mai e de Chiang Mai para Bangkok.


Nosso roteiro de 23 dias pela Tailândia

Acho que montar o roteiro é sempre uma das partes mais difíceis da viagem, e dessa vez não foi diferente! Sempre queremos conhecer o maior número de lugares e, num país de cultura tão diferente e lugares tão lindos, a missão de fazer caber tudo em 23 dias fica ainda mais complicada.

Alteramos o roteiro pela Tailândia várias vezes, incluímos e tiramos atrações, e no final tivemos que optar por algumas que queríamos muuuito conhecer e deixar outras menos interessantes de fora. Mais um motivo para voltar um dia, né?

No final, nosso roteiro pela Tailândia ficou assim:

Roteiro Tailândia - Viajando na Janela

Dia 1 Bangkok quarta-feira, 15 de março de 2017
Dia 2 Bangkok quinta-feira, 16 de março de 2017
Dia 3 Bangkok sexta-feira, 17 de março de 2017
Dia 4 Bangkok sábado, 18 de março de 2017
Dia 5 Bangkok – Krabi – Railay Beach domingo, 19 de março de 2017
Dia 6 Railay Beach segunda-feira, 20 de março de 2017
Dia 7 Raylay Beach terça-feira, 21 de março de 2017
Dia 8 Raylay Beach – Koh Phi Phi quarta-feira, 22 de março de 2017
Dia 9 Koh Phi Phi quarta-feira, 23 de março de 2018
Dia 10 Koh Phi Phi – Koh Samui quinta-feira, 24 de março de 2017
Dia 11 Koh Samui – Koh Phangan sexta-feira, 25 de março de 2017
Dia 12 Koh Phangan domingo, 26 de março de 2017
Dia 13 Koh Phangan – Koh Tao segunda-feira, 27 de março de 2017
Dia 14 Koh Tao terça-feira, 28 de março de 2017
Dia 15 Koh Tao quarta-feira, 29 de março de 2017
Dia 16 Koh Tao – Chiang Mai quinta-feira, 30 de março de 2017
Dia 17 Chianga Mai (Elephant Nature Park) sexta-feira, 31 de março de 2017
Dia 18 Chiang Mai sábado, 1 de abril de 2017
Dia 19 Chiang Mai (Doi Inthanon) domingo, 2 de abril de 2017
Dia 20 Retorno Bangkok segunda-feira, 3 de abril de 2017
Dia 21 Bangkok – Zurique (3 horas no aeroporto) terça-feira, 4 de abril de 2017
Dia 22 Zurique – São Paulo – Minas Gerais quarta-feira, 5 de abril de 2017

Bagagem – o que levar?

Taí outra parte complicadíssima de toda viagem – bom, pelo menos pra mim! 😅.

A primeira coisa que decidimos foi fazer essa viagem de mochilão. Claro que nossa escolha não é uma regra e você pode viajar com sua mala de rodinha. Mas, pensando pelo lado prático da coisa e nos muitos trajetos entre as praias que vamos fazer pela Tailândia, acho que a mochila vai ser mais interessante pra gente.

Compramos nossas mochilas na loja física da Decathlon de Campinas. É possível comprar pelo site também, mas queríamos fazer um test-drive para ter noção de tamanho, espaço, conforto e qualidade, antes de gastar uma pequena fortuna em duas mochilas que vão ter que sobreviver a alguns próximos mochilões. 😀 Tanto a minha quanto a do Flávio são da marca Quechua, modelo Forclaz Easyfit, com a diferença de que a minha tem 50l e a dele 60l.

*Edit: No momento elas estão em falta no site da Decathlon, mas no post O que levar em um mochilão na Tailândia tem foto das duas, ok? 🙂

Ainda na Decathlon compramos um saco de transporte aéreo de proteção para as mochilas, para evitar surpresas na hora de pega-las na esteira do aeroporto. Nas nossas pesquisas vi muita gente que leva aqueles rolos de plástico filme e embalam a mochila na hora de despachar, tipo aqueles stands nos aeroportos que cobram um rim pelo serviço🔪, mas acabamos optando por essa capa, que vai servir para futuras viagens também.

Além do mochilão, também vamos levar uma mochila de ataque cada um, que vai ser a nossa mala de mão, onde vão nossas parafernálias fotográficas, uma troca de roupa, itens de higiene, etc.

Passeios pela Tailândia

Passamos por diversas regiões da Tailândia. Começamos por Bangkok, capital do país, onde separamos dois dias e meio para conhecer alguns dos principais templos budistas (o post sobre os templos já está no ar. Clique aqui!) da cidade, comprar algumas coisinhas fotográficas e conhecer a famosa Khao San Road, uma rua que tem de tudo e mais um pouco e é muito frequentada por turistas. Separamos também um dia inteiro para fazer um passeio bate e volta até a cidade histórica de Ayutthaya, patrimônio mundial da UNESCO.

Depois de Bangkok, seguimos para o sul do país, mais especificamente a região de Krabi. Permanecemos em Railay Beach por 2 dias e meio e de lá fizemos o passeio para Hong Island. Em seguida, fomos para Koh Phi Phi, ficamos lá dois dias – um para conhecer a famosa Maya Bay – lembra do filme ‘A Praia’, com o Leonardo di Caprio? – e outro para curtir a ilha. Depois de conhecer este lado, chamado de costa de Andaman, atravessamos o país – literalmente! – para conhecer as ilhas do Golfo da Tailândia.

Próximo destino do nosso roteiro pela Tailândia foi a ilha de Koh Samui – apenas uma noite – e de lá seguimos para a ilha de Koh Phangan, bastante conhecida pelas festas Fullmoon Party e Halfmoon Festival. Em Phangan ficamos por dois dias, e então partimos para nosso último destino de praia: três dias na ilha de Koh Tao, conhecida por ser um excelente ponto de mergulho. Daqui, fomos para o aeroporto de Surat Thani onde pegamos o vôo para Chiang Mai.

Em Chiang Mai, fizemos um dos passeios mais emocionante de toda a viagem: passamos um dia inteiro no Elephant Nature Park, um santuário de reabilitação de elefantes resgatados de maus tratos e da exploração turística na Tailândia. Existem muitos parques na região que dizem ter a mesma proposta, mas depois de pesquisar muito nos decidimos pelo que nos pareceu realmente mais interessado na recuperação destes animais.

Nosso próximo dia na cidade foi dedicado a conhecer um pouco suas ruas e alguns templos, como o Wat Phra That Doi Suthep.

No dia seguinte, fizemos um bate e volta até a reserva nacional de Doi Inthanon.

O próximo dia voltamos para Bangkok para fazer as compras de recordação da viagem, e aproveitei pra fazer uma tattoo. Dia 04 de abril nos despedimos da Tailândia, rumo à realidade no Brasil. Já quero as próximas férias! 😞

Hospedagem

Em Bangkok ficamos em dois lugares muito legais: os dois primeiros dias ficamos no Hostel Thanabhumi, próximo à Khao San Road, e nos dois dias seguintes ficamos no Novotel Bangkok  Sukhumvit 20, no bairro de Sukhumvit.

Nas praias, ficamos no Railay Princess, em Railay Beach, no Up Hill Cottage, em Koh Phi Phi, no Riviera Beach Hotel, em Koh Samui, no Sunset Beach Club Hotel, em Koh Phangan, e no Aminjirah em Koh Tao. 😀

Em Chiang Mai ficamos no Villa de Hun.


Seguro-viagem

Ninguém quer passar perrengue, ainda mais em um outro país, não é mesmo? O clima e a comida diferentes do que estamos habituados podem ser um problema, se é que me entende :mrgreen:

Nós já nos prevenimos e contratamos nosso seguro-viagem! Depois de pesquisar muuuito sobre as seguradoras e suas coberturas, optamos pelo plano AC 35 da Assist Card, (esse post do Melhores Destinos me ajudou a decidir!).
Pagamos R$ 238,35 por pessoa, para 24 dias de viagem, com cobertura médica, odontológica, jurídica, prática de esportes (super diferencial!), reembolso em caso de extravio ou atraso da bagagem, entre outras coisas. Espero não precisar usar, mas caso use, faço um post relatando nossa experiência!


Lembrando que quando você contrata seu seguro-viagem ou reserva sua hospedagem através dos links aqui do Blog, nós recebemos uma pequena comissão que ajuda a manter o blog ativo e você não paga nada a mais por isso! A gente agradece a sua colaboração 😉


Bom, é isso! Siga a gente nas redes sociais (facebook / instagram) e não perca nenhum post.

Ah! E se você já conhece a Tailândia, conta pra gente o que mais gostou, o que é furada, dicas de hotéis, restaurantes e passeios que não podemos perder!


Créditos das fotos: as imagens deste post foram retiradas dos sites deviantart.com e pixabay.com.

Escrito por

Mineira, 31 anos, formada em Sistemas de Informação com Pós em Administração e Marketing. É apaixonada por viagens, principalmente aquelas que possibilitam visitar novos lugares e conhecer novas culturas. Passa horas na internet lendo relatos de outros viajantes e adora contar suas experiências nas redes sociais e no blog.

32 Comments

  1. Oi Geisiele
    Parabéns vc detalhou tudo muito bem. Estou me programando para ir a Tailândia em novembro /18 . Posso ficar mais tempo Pq sou aposentada mesmo. Posto ficar o tempo que a grana deixar.
    Estou adotando suas postagens.
    Bjs

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Salete!
      Obrigada pelo feedback, ficamos muito felizes 😊
      A Tailândia é um país incrível, tenho certeza que você vai curtir bastante e não vai querer voltar! rsrs

      Beijo!

  2. Muito legal o post!! Eu e meu noivo vamos para a Tailândia dia 21 de janeiro, vi o seu roteiro e gostaria de saber, agora que vc já fez a viagem, o que mudaria em termos de tempo em cada lugar?? Estou em dúvida entre ficar mais nas praias do oeste ou nas do Golfo!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Joana! Que bom que curtiu!:D
      Em relação a quantos dias em cada lugar, depende. Haha
      Eu fiquei apaixonada por Phi Phi, ficamos apenas dois dias lá mas poderia ficar muitos mais… Mas para roteiros apertados acho que uns 4 está de bom tamanho.
      Railay e as ilhas vizinhas também merecem uma visita. Quanto às ilhas do Golfo, minha maior expectativa era em relação a Ko Tao, porém choveu quase todos os dias que estivemos por lá e acabamos não conhecendo muita coisa. Se tiver tempo disponível para ir às duas costas, vá sem medo! Mas se seu roteiro estiver apertado, eu recomendaria ao menos uns 7 a 8 dias na costa oeste, para curtir com calma e aproveitar o melhor da região 🙂

      Um beijo!

  3. Boa tarde Gisele! Estou lendo todas as suas postagens sobre a Tailandia. Estamos planejando ir em Dezembro, com nosso filho de 1 aninho. Tem algumas dicas sobre cuidados lá com criança?

  4. Diego Gatto Reply

    Oi, Geisiele! E como foi a questão do idioma, dá pra se virar bem apenas com o inglês?

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Diego! Tudo bem?
      Essa era uma das minhas maiores preocupações quando decidimos conhecer o país!
      Foi super tranquilo pra gente, que temos um inglês entre básico e intermediário.. nem eles falam muito bem, muita coisa é na base da mímica e de palavras chave haha
      Pode ir sem medo! 😀
      Um abraço!

  5. O post está cheio de dicas e informações super úteis. Eu já salvei aqui né… pra quando eu for realizar um dos meus sonhos <3 espero que não demore muito hehe. Parabén pelo post e pelas fotos que me deixaram aqui babando.

    • Geisiele Carvalho Reply

      Olá Rozembergue! Fico feliz que vai te ajudar! Espero que os próximos posts também sejam úteis para você 🙂
      Um abraço!

      • Daniela dammann Reply

        Oi geisiele, seus posts estão incríveis!!! Só gostaria de saber uma coisa que fiquei em dúvida… para ir de Koh tao para surta Thami (aero) qual o meio de transporte? E qual tempo leva??
        Muitooo obrigada!! Abraço 🙂

        • Geisiele Carvalho Reply

          Oi Daniela, fico muito feliz em saber que está curtindo os posts!
          Sobre o traslado: é necessário pegar o ferry em Koh Tao (são dois horários de saída, pela manhã) e descer no píer em Surat Thani (Donsak Pier), esse trajeto geralmente leva 4 horas. Do pier pegar um ônibus (ou van/taxi) até o aeroporto, e pode levar até duas horas. Algumas empresas oferecem os dois trechos juntos, e você pode consultar o preço e horários aqui https://www.seatrandiscovery.com/ e aqui http://www.lomprayah.com (utilizamos os serviços da Lomprayah várias vezes e gostamos muito, inclusive eles parecem ter uma rota um pouco mais rápida que as demais empresas, com duração de 4:45hs)

          Qualquer dúvida, manda aqui que tentamos ajudar! 🙂

          Um beijo!

  6. Excelente roteiro de viagem para a Tailândia, eu fiz parte desse percurso, mas não fui ás praias, fiquei a explorar o norte. Obrigado pela partilha.

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Pedro! Se tivéssemos mais tempo com certeza exploraríamos mais cada cantinho do país… mas esse é um ótimo motivo para voltar, né?
      Um abraço!

  7. Que viagem dos sonhos, e vocês conseguiram fazer um roteiro de dá inveja. Acho que ficaria pelo menos uns 2 meses felizes na Tailândia se pudesse. Este é um dos países que mais tenho vontade de visitar na Ásica, parece que tudo na Tailândia é tão alegre, muita cor, além das praias paradisíacas 🙂
    Abraços

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Josi! Pois é, quem dera ter mais tempo para curtir a região… Tem muita coisa incrível pra conhecer!
      Realmente parece ser tudo muito colorido e alegre, a parte mais difícil vai ser voltar! haha
      Um beijo!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Olá Bianca! Tenho certeza que em breve você vai estar programando uma viagem pra lá também! Espero que os próximos posts te ajudem no planejamento 😀
      Beijo!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Que bom que gostou! Ficamos muito felizes em ajudar 🙂
      Obrigada!
      Um beijo

    • Geisiele Carvalho Reply

      Olá Carolina, fico muito feliz que tenha gostado! Vamos compartilhar todos os detalhes da viagem aqui no blog, espero que ajude a programar sua, quando você for 😀
      Obrigada!
      Beijos :*

  8. Nossa… que legal!!! 22 dias somente passeando pela Tailândia, muito legal…
    Eu adorei a Tailândia, mas não fiquei tanto tempo, o que obviamente me faz sempre querer voltar para explorar outros lugares 🙂
    bjos

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Mirella! Esse é o lado bom de ficar pouco tempo, quer desculpa melhor pra voltar? 😀
      Um beijo!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Keul! Fico feliz que tenha gostado! Muito obrigada pelo feedback. 😀
      Um beijo!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Lala! Que bom que gostou! Seu blog foi um dos primeiros que li quando comecei a pesquisar sobre a Tailândia, peguei várias dicas! 😀
      Um beijo!

  9. Estou indo pra lá em março e estou justamente na fase de montagem do roteiro. O post de vocês está ótimo e o roteiro super legal. Vai ser lindo! Valeeuuu pelas dicas!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Ola Polly! Que legal, vamos na mesma época! Quando finalizar seu roteiro, compartilhe com a gente 😀
      Fico feliz que tenha gostado do post!
      Um beijo!

Deixe seu comentário!