Em 2013, a BBC Travel publicou um artigo enumerando as principais atrações que um viajante não pode deixar de conhecer na Tailândia. Adivinhe só qual foi o destino de praia eleito como o melhor do país? Se sua resposta foi Hong Island, acertou em cheio!

Se você nunca ouviu falar neste nome, não se preocupe! Leia o post até o fim e entenda porque essa ilha é tão especial


Sobre Hong Island

Hong Island é uma ilha  próxima à costa de Railay Beach (+ ou - 25 km) e que somente é acessível por meio de barco.

Este pequeno paraíso tornou a região de Krabi um dos lugares mais turísticos da Tailândia. E não era pra menos! Hong Island faz parte de um arquipélago fantástico no mar de Andaman. As ilhas de lá se destacam entre as centenas de ilhas tailandesas por possuírem uma natureza praticamente intocada.

A paisagem é realmente incrível!


Hong-beach-a-praia-de-hong-island
Curtindo Hong Island

As ilhas são desabitadas e possuem um mar calmo com vários tons esverdeados, areia muito fofa e branquinha, faixas de florestas tropicais super verdes que abrigam muitas espécies de pássaros coloridos e até mesmo macacos...

Mas o que torna o lugar extremamente especial é o fato de que algumas ilhas (como Hong Island) possuem altos penhascos de pedra calcária que foram esculpidos pelo vento durante milhares de anos.


paredões de calcario em hong island
Paredões de calcário

Hong Island não é o nome certo para a ilha, que passou a ser chamada assim por causa da forte influência trazida pelos turistas que falam inglês. Na língua Tai, Hong Island é na verdade Koh Hong, sendo que "Hong" significa "Sala".

Há uma razão muito boa para este nome, já que na ilha existe uma gigante lagoa cercada por um paredão de pedras que só é acessível por uma passagem bem estreita que lembra uma porta.


Entrada da misteriosa Hong Lagoon
Entrada da misteriosa Hong Lagoon

Se você já leu o post sobre as Melhores Praias da Tailândia já sabe que "koh" significa ilha. Se não leu, corre lá pra ler, tem muita informação e fotos legais te esperando.


O passeio para Hong Island era um dos que a gente mais sonhava em fazer. Agora dá pra entender o por quê, né?!


Contratando o passeio para Hong Island

Já estávamos no segundo dia em Railay Beach e ainda não tínhamos resolvido como fazer o passeio para Hong Island. Pra falar a verdade, nem estávamos muito preocupados já que tour até Hong Island é muito fácil de contratar. Ele é vendido nos hotéis e nas inúmeras barraquinhas espalhadas pela praia e pelas 'ruazinhas' de Railay.

 

hong island viajando na janela
Em Hong Beach

Por muita coincidência (e um pouquinho de sorte!), descobrimos pelo Instagram que a Lily e o Júlio do Blog Apaixonados por Viagens tinham acabado de chegar em Railay.

Não deu outra, convidamos este casal super simpático para dividir um barco para Hong Island já para o outro dia.Apesar do convite ter sido feito bem em cima da hora, eles toparam!

(Detalhe: ainda não nos conhecíamos)

Dormimos um pouco mais cedo e na manhã seguinte acordamos bem animados e ansiosos, já imaginando tudo o que nos esperava.

O dia estava lindo, e o café da manhã do Railay Princess delicioso!


Logo, logo faremos um review da nossa estadia no Railay Princess Resort. Curta nossa Fan Page para não perder nada 


Bolsa impermeavel de 15 litros
Bolsa impermeável: recomendo!

Combinamos de encontrar o casal na calçada de Railay East e por lá negociar o passeio.

Tomamos o café da manhã rapidinho e fomos correndo comprar uma bolsa impermeável para transportar nossas câmeras com segurança.

A bolsa de 15litros custou 550 bahts (cerca de 50 reais) em uma das lojinhas do lado East. (Veja todos os nossos gastos na Tailândia aqui!)

Muita gente fica na dúvida se dá pra levar uma câmera DSLR para esses tipos de passeio. Bem, eu levei a minha, tomei o cuidado necessário e não tive problemas!

Com a ajuda da Lily e do Julio, rapidinho já estávamos com o passeio contratado!

O mais legal de tudo foi que enquanto negociávamos o valor, encontramos mais um casal de brasileiros, o Eduardo e a Rosi, que também estavam procurando um tour. No final das contas, fechamos o passeio com seis brazucas! (felicidade total de poder falar português com outras pessoas novamente!!!)

Optamos por contratar um speedboat ao invés de um longtail pela velocidade bem maior desse barco. Nossa ideia era otimizar ao máximo o tempo de deslocamento entre as ilhas.


Speedboat em Hong Island
Speedboat

O passeio de 7 horas (eram 6, mas conseguimos negociar uma hora a mais) custou 10.200 bahts para o grupo (o que deu mais ou menos 170,00 reais por pessoa), e incluiu:

  • Hong Island
  • Hong Lagoon
  • Pakbia Island
  • Lading Island

Diferentemente dos passeios em grupos maiores, neste passeio o almoço não estava incluso. Somente água e frutas.

Para fazer o passeio para Hong Island, a melhor opção é conseguir mais gente para dividir um barco privativo, o que é super fácil em Railay. Um passeio em grupo em um speedboat geralmente vai com 25 pessoas e o horário é extremamente fechado. Indo com menos pessoas você ficará mais à vontade e poderá ajustar o roteiro conforme quiserem.


Enfim, Hong Island!

Entramos no barco, e, antes de chegar na ilha já estávamos encantados com a paisagem. O céu estava muito azul e o mar também. Conforme íamos navegando, passávamos por uma ou outra ilhazinha. Não tem como não curtir um visual assim, não é?


Partindo para Hong Island
Partindo para Hong Island

Em cerca de 25 minutos estávamos desembarcando no píer de Hong Island. (importante saber: o longtail leva +ou- 50 min neste percurso).

E a primeira impressão que tive foi que a ilha realmente é tudo aquilo que lemos e um pouco mais. O lugar é lindo demais, parece até um cenário de um filme.

Quando desembarcamos já haviam alguns barcos e turistas por lá. Mas nada que pudesse diminuir nossas expectativas ou atrapalhar o passeio.

Para se ter uma noção do quanto a ilha é incrível, enquanto estávamos curtindo a praia alguns atores estavam gravando uma cena para um programa de TV.


Hong Island - Viajando na Janela


Fomos andando pela areia até passar por uma enorme pedra que divide a praia em duas. Do outro lado encontramos uma baía toda cercada por gigantes rochas de calcário. Por causa desta proteção natural, a água é muito calma, cristalina e possui uma temperatura muito agradável, sendo perfeita para snorkel!

Não vimos peixes grandes por lá, mas encontramos dezenas de peixinhos coloridos.


Peixinho visto na praia de Hong Island
A visibilidade da água é muito boa!
Snorkel em Hong Island
Snorkel em Hong Island
Peixes-papagaio em Hong Island
Peixes-papagaio

Hong Lagoon: a lagoa secreta de Hong Island

Hong Lagoon é uma lagoa de água salgada muito diferente do que costumamos ver. Ela foi formada pela entrada do mar em uma “porta” escavada em um paredão imenso. De longe não dá pra perceber esta entrada, já que ela é bem estreita.

A lagoa tem uma água verdinha hipnotizante. Ao seu redor não há areia, somente uma vegetação densa e muito, muito verde.


Visual da parte de dentro da Hong Lagoon
Visual da parte de dentro da Hong Lagoon

Adentramos na Hong Lagoon com o Speedboat e ficamos um tempinho por lá curtindo o visual. Não chegamos a entrar na água pois o barqueiro disse que o mar ali era muito raso e com muitas pedras no fundo, e também porque a lagoa não era legal para snorkel por ser meio turva.

É importante saber que a  Hong Lagoon só é acessível para os barcos até meio dia. Depois disso a maré baixa e impede o acesso.


Saída da Hong Lagoon
"Saída" da Hong Lagoon

Koh Phak Bia

Nossa terceira parada foi Koh Phak Bia, uma pequena ilha a 25 minutos de distância de Hong Island.

Durante o trajeto, o ajudante do barqueiro nos ofereceu as frutas que estavam incluídas no passeio. O que ninguém havia nos contado é que “as frutas” se tratavam de apenas um abacaxi, para 6 pessoas muito famintas. 

Bem, não vou falar que todos ficaram felizes em comer apenas uma fatia de abacaxi, mas não iríamos estragar o passeio por causa disso, né? Cada um comeu seu pedaço e complementamos com alguns biscoitos e castanhas que tínhamos levado (ainda bem!). No final, este abacaxi já tinha até virado piada rsrs.

De barriga quase cheia , desembarcamos em Koh Phak Bia.





Tão linda como os outros lugares que tínhamos conhecido mas bem mais vazia, aproveitamos a tranquilidade de Koh Phak Bia para relaxar.


Ilha próxima a Koh Phak Bia
Ilha próxima a Koh Phak Bia

A ilha possui uma fina faixa de areia que a liga a uma parte rochosa. Essa faixa de areia forma uma espécie de "passarela" no mar.


Depois que exploramos a ilha, entramos na água e ficamos um bom tempo conversando. A água estava em uma temperatura muito boa, e se tivéssemos mais tempo, certamente continuaríamos lá mais um pouco.


Longtail atracado na Koh Phak Bia
Longtail atracado na Koh Phak Bia

Depois de curtir a praia, chegou a hora de conhecermos a última ilha: Koh Lao La Ding.


Koh Lao La Ding ou Paradise Island

A Koh Lao La Ding, também chamada de Paradise Island, é uma ilha com uma pequena praia e com muitas árvores, coqueiros e altos paredões rochosos.

A floresta de lá domina praticamente toda a ilha. O cenário é de uma ilha selvagem, cheia de cavernas, matas fechadas e animais.


Longtail em Paradise Island
Paradise Island

Neste ponto do passeio já estávamos bem cansados, mas mesmo assim não perdemos a oportunidade de entrar na água e explorar o fundo do mar.

O snorkel nesta ilha é demais, já que os corais das pedras atraem muitas espécies de peixes. Só é importante prestar atenção para não se cortar nos paredões e nas pedras do fundo.


Peixe borboleta em Paradise Island
Peixe-borboleta
Peixe
Sargentinho

No final do passeio, já super exaustos, nos despedimos de Paradise Island. A volta para Railay foi bem tranquila e quase todo mundo caiu no sono.


Conclusão

Depois de todas estas dicas e fotos, deu pra perceber que adoramos cada minuto do passeio, né?

O valor do Speedboat é um pouco mais alto do que do Longtail, mas vale muito a pena pagar um pouco mais para poder otimizar tempo nos deslocamentos e aproveitar mais as ilhas e praias.

Como expliquei no início do post, a melhor pedida é encontrar mais pessoas para dividir um Speedboat privativo, assim o preço não fica tão alto e o roteiro fica mais flexível. Entre no grupo "Mochilando na Tailândia" do Facebook. Reunimos uma galera bem legal por lá, algumas pessoas se preparando para essa viagem incrível e outras que já estiveram no país, dividindo suas dicas e roteiros.

Espero que tenha curtido o post! Se ficou alguma dúvida, deixe um comentário abaixo que vamos fazer o impossível para te ajudar 😀


Se está procurando hospedagem na Tailândia, acesse o Booking e garanta o melhor preço! Reservando por aqui, você não paga nem um centavo a mais por isso e ainda ajuda o Viajando na Janela a se manter.


No próximo post contamos absolutamente tudo sobre nossa estadia no Railay Princess Resort 😉. Não deixe de conferir!

Forte abraço!

Escrito por

Flávio é mineiro, 29 anos, cursa direito e trabalha como administrador público. Mesmo com os estudos e o trabalho, sempre aproveita suas férias e feriados para dar uma esticadinha por ai. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

31 Comments

  1. Flávio e Geisiele

    Muito bom o site de vocês, muitas dicas importantes e informações muito claras. Irei pra Tailandia em novembro, em lua de mel, com roteiro que nós estamos montando e estou pesquisando bastante.

    Só me surgiu uma dúvida neste texto:
    “O passeio de 7 horas (eram 6, mas conseguimos negociar uma hora a mais) custou 1.700 bahts para o grupo (o que deu mais ou menos 150,00 reais por pessoa)”

    Porque 1.700 baht seriam equivalentes a 170 reais, aproximadamente. O que seria muito barato pra um passeio de speed boat, já que vários sites falam em 3.000 baht no long tail privado, que é mais barato. E também não daria 150 reais por pessoa.

    É que estou fazendo os cálculos e meu orçamento, aí todas as informações estou analisando.

    Parabéns pelo site.
    Abraços

    • Flávio Borges Reply

      Fala André!

      Valeu pelo toque. Realmente havia um erro. O valor foi de 1.700,00 bahts por pessoa. Para o grupo saiu por 10.200,00 bahts, já que estávamos em 6! Valeu pela ajuda e obrigado pelo elogio!

      Abçs!

  2. Nossa, realmente fantástico! A Tailândia é um sonho antigo, mas ainda não realizamos! Adorei cada detalhe do post!!! Parabéns!

  3. Que ilha tão bonita! Na minha viagem pela Tailândia acabei por não explorar essa parte, mas a ver estas fotos fico um pouco arrependido de não o ter feito! Para a próxima!

    • Flávio Borges Reply

      Fala, Pedro!
      Já deixe anotada essa dica para uma próxima vez. Conhecer Hong Island é um passeio que vale a pena demais.

      Forte abraço!

  4. Viviane Carneiro Reply

    Nossa… que lugar fabuloso!!! Parece um verdadeiro paraíso! Quero muito conhecer. Parabéns pelo post e pelas fotos maravilhosas. Bjs

  5. Flávio, que lugar é esse! Suas fotos estão tão lindas, mas acho que o mérito não é só da paisagem, não, parabéns! O que me chamou à atenção é que o paraíso não parece super lotado.. Você conseguiu bons ângulos ou estava tranquilo mesmo?

    • Flávio Borges Reply

      Olá Márcia!

      Com exceção de hong beach que tinha um pouco mais de pessoas, as praias e ilhas estavam supervazias.

      Um abraço!

      Ah! Obrigado pelo elogio. 😉

  6. Que fotos lindas, LINDAS, lindas! E que post bem detalhadinho. Quero muito conhecer a Tailândia! Esses penhascos são a coisa mais linda.

  7. Na próxima vez que eu voltar a região de Krabi farei esse passeio!
    Infelizmente a ultima vez que estive la em janeiro desse ano, choveu bastante e não consegui fazer quase nada 🙁
    Que bom que vcs curtiram bastante 😉

  8. Uaaaauu…Que delícias de praias maravilhosas! Cada dia me arrependendo mais de não termos conhecido outras praias próximas a Krabi.

    Gente, Eduardo e Rosi por acaso são um casal brasiliense? Conhecemos eles em Koh Tao. Õ Tailândia pequena! hehehehe…

    A postagem ficou sensacional! Pra variar… Também, né? Um lugar fantástico assim, não tem como não encantar e encher os olhos!

    Sdds Tai <3

    • Geisiele Carvalho Reply

      Como vc mesma diz: na próxima viagem pra lá a gente conhece o que ficou faltando! hehe

      Siiiim, são os próprios! Mundinho pequeno esse, né? Uma das melhores coisas de viajar é conhecer tantas pessoas bacanas pelo caminho 😀

      Também morro de saudade daquele lugar, ô paraíso! 🙁

      Beijo!

  9. Deisy Rodrigues Reply

    Que lugar é esse? Chocada com tanta beleza. sei nem disser que foto amei mais, só sei que quero me jogar nesse mar pela tela do computador hahahahahaha. Valeu pelas dicas, principalmente essa de fechar um tour privativo, vale muito a pena.

  10. Meu Deus, estou babando com essas fotos! Que lugar! Cada vez que leio sobre a Tailândia sinto que devo ir lá com urgência. Com certeza este passeio entrará no meu roteiro. Parabéns pelo post, deu pra viajar junto 🙂

  11. Que dica maravilhosa de lugar!! Fiquei babando muito nas fotos e no local, que paraíso! Gostei do passeio que vocês fizeram e já vou deixar anotado pra quando um dia eu for a Tailandia! <3

  12. Genteeee! Como te agradecer por ter passado uma dica tão incrível? Eu juro que não tinha ouvido falar dessas ilhas ainda, mas já abri aqui o meu mapa/roteiro da Tailândia e incluí os 4 lugares! Amei e muuuuuito obrigada! Adoro esses passeios de barco de dia inteiro passando em várias praias. Realmente, nos deixam exaustos, mas é só olhar para essas fotos para ter certeza de que vale muito a pena, né? De novo, muito obrigada por ter compartilhado essa dica =D Beijo grande

  13. Ai que sonho! Que lugar, que fotos! Não vejo a hora de ir pra Tailandia, como pode um lugar ser assim tão maravilhoso???? Eu viveria uma temporada por aí, fácil fácil!

  14. MORRENDO com essas fotos meu deus! Que lugar maravilhoso! E ainda mais com um tour assim, redondinho, com pouca gente… aí dá pra aproveitar demais 🙂 Amei as dicas! (e preciso conhecer a Tailândia urgente!)

  15. Nossa, que lugar sensacional! Já deixei todas as dicas anotadas aqui! Estou pensando em ir em Janeiro se tudo der certo. Acha uma boa época?
    Obrigado pelas dicas!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Diego, tudo bem? Janeiro é alta temporada, assim como em março, mês que viajamos. Já é bom ir pesquisando os valores de hospedagem com antecedência pois notamos que uns três meses antes tudo foi começando a subir e muitos lugares já estavam praticamente esgotados. Em relação ao clima, é uma das melhores épocas pois já não tem muita chance de chover e não faz tanto calor quanto nos meses de março/abril.
      Tenho certeza que você vai amar o país! Depois conte pra gente como foi 😀
      Um abraço!

  16. Sensacional! Ainda não conheço esse lugar, mas concordo que a fama deve ser por causa desses penhascos musturados com a cor maravilhosa da água! Nunca vi nada parecido e fiquei apaixonada pelas suas fotos!!

  17. Meu maior sonho é conhecer a Tailândia, tenho certeza que esse lugar é tão encantador como nas fotos e nos relatos.

  18. Sensacional esse local. Você foi em Pileh Lagoon? Parece que é bem parecido.

    Aguardando os próximos posts.

    Abraço da família Pamda Brazil. 😉

    • Flávio Borges Reply

      Fala, meu amigo! Muito bom te ver por aqui!

      Fomos em Pileh Lagoon sim. Nós conhecemos este lugar em um passeio que fizemos saindo de Koh Phi Phi. Realmente ela lembra bastante Hong Island!

      Um abraço!

  19. Uau, que post maravilhoso! Amei as dicas e fiquei babando nessas fotos lindas. Ainda não tive a oportunidade de fazer essa viagem, mas está na lista para ser realizada em breve. Amei todas as dicas e fiquei feliz de saber o valor do pacote. Pensei que fosse muuuuito mais caro. Parabéns e obrigada por compartilhar tudo tão detalhado!

    • Flávio Borges Reply

      Se você tiver esta oportunidade, Niki, não pense duas vezes haha

      Um abraço!