Os vinhos chilenos estão entre os melhores do mundo, então nada melhor do que aproveitar uma visita à Santiago para conhecer ao menos uma vinícola! Nós optamos por visitar a Concha Y Toro, que é bastante conhecida no Brasil (e no mundo!), tem vinhos que adoramos e o melhor: fica pertinho de Santiago, então dá pra ir por conta própria!

Com certeza você já deve ter visto alguns rótulos da Concha y Toro nas prateleiras do mercado mais próximo, né?

Os mais conhecidos por aqui são os vinhos Reservado, Casillero del Diablo, Don Melchor, Trio e Marques de Casa Concha.

entrada da vinícola Concha y Toro - Viajando na Janela
Entrada da vinícola Concha y Toro

Escolhemos conhecer a Concha y Toro por ser uma das vinícolas mais tradicionais do Chile e também por não ter a necessidade de contratar uma agência, já que é possível chegar até lá utilizando o transporte público.

Se você nos acompanha há algum tempo, já deve saber: sempre que possível tentamos fazer os passeios por conta própria, seja pela economia, seja pela autonomia e liberdade com horários e ainda, pra fazer nossas fotos com calma e sem muitos espectadores rsrs 😅

Dia amanhecendo em Santiago
Dia amanhecendo em Santiago (vista do apartamento onde nos hospedamos)

Leia também: Embalse el Yeso – como chegar lá de carro?


Agendando o passeio

Justamente por ser uma das vinícolas mais conhecidas, a Concha y Toro é também uma das mais visitadas, por isso é recomendado garantir sua reserva com antecedência.

A compra do bilhete é feita através do próprio site da Concha Y Toro, e o tour pode ser feito em português, inglês ou espanhol. O pagamento deve ser realizado com cartão de crédito internacional.


Não viaje sem contratar seu seguro-viagem! Faça seu orçamento através dos maiores sites comparadores de seguro do mercado:
Real Seguros – parcele seu seguro em até 12x no cartão, sem juros!
Seguros Promo – parcele em até 6x no cartão ou ganhe 5% de desconto pagando no boleto. Utilizando nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%!


Portal de entrada da Vinícola Concha Y Toro - Viajando na Janela
Portal de entrada da Vinícola Concha Y Toro

Como chegar ao Centro Turístico da Concha y Toro

O Centro Turístico da Concha y Toro fica em Pirque, uma cidadezinha a mais ou menos uma hora e meia do centro de Santiago.

Lá ficam o restaurante, uma loja de vinhos e é onde acontecem os passeios – a vinícola em si é imensa, possuindo vários vinhedos espalhados por todo o Chile.

Você pode ir até lá com agência, carro alugado ou utilizando o transporte público – nós escolhemos a última opção e vamos te mostrar agora como é fácil!


Mesmo para quem nunca havia andado de metrô na vida (prazer!) é super tranquilo, basta ter o mapinha das linhas salvo no celular (ou procurar pelo mapa nas estações) e o nome da estação mais próxima de onde você pretende ir.

Existe também um aplicativo do metrô que diz qual a estação mais próxima de onde você está no momento e o caminho para chegar até ela, usamos algumas vezes e foi bastante útil.

Prefere ir dirigindo? Compare os preços entre as melhores locadoras do Brasil e do mundo através da RentCars! Você pode dividir o valor em até 12x no cartão de crédito, em Reais e sem cobrança de IOF!


Pegamos o metrô no centro de Santiago e descemos na estação Las Mercedes (linha azul sentido Plaza de Puente Alto). A viagem durou cerca de 50 minutos.

Na saída do metrô (saída Concha y Toro Oriente), existe a opção de pegar táxi, transfer ou ônibus para chegar na vinícola Concha Y Toro.

Logo que saímos da estação, fomos abordados por uma pessoa oferecendo transfer em um micro ônibus por 500 pesos* (aproximadamente R$2,50), e como era baratinho, acabamos fechando.

Foi tranquilo e o motorista nos avisou quando chegamos ao destino.
*valor em julho/2015

Os micro ônibus que passam pela vinícola saem a cada meia hora, a partir das 9h e circulam até as 16:30h. Também dá pra pegar o Metro Bus para a vinícola: são os de número 73, 80 e 81.


Estacionamento da Vinícola Concha Y Toro
Estacionamento da Vinícola

Concha y Toro – tipos de tours

Na Concha y Toro existem basicamente dois tipos de tours:

Tour Tradicional – com duração aproximada de uma hora, inclui visita pelos jardins da casa de verão da família Concha y Toro, uma visita ao vinhedo e à adega subterrânea e degustação de três vinhos.

Ao final do passeio é oferecida uma taça de presente aos visitantes. O tour custa 16000 pesos (aproximadamente R$96,00).

Tour Marques de Casa Concha – com duração de aproximadamente uma hora e meia, inclui a degustação e a visita aos locais do tour Tradicional. Inclui também uma degustação exclusiva de quatro linhas super premium de Marques de Casa Concha, conduzida por sommelier e acompanhada por uma tábua de queijos finos. Custa 25000 pesos (aproximadamente R$150,00).

Pra quem gosta de exclusividade, há ainda o Collectors Experience Don Melchor. O passeio percorre alguns dos espaços que são conhecidos nos tours anteriores, e depois segue para o interior do casarão de Don Melchor, onde serão degustados alguns dos melhores vinhos que a Concha y Toro produz.

Este tour dura cerca de duas horas e custa USD 180 (isso mesmo, 180 dólares! rs).

Também há duas opções pra quem só quer a melhor parte de degustar:

Cata Valles de Chile (15000 pesos, inclui a degustação de 4 rótulos da casa – guiada por sommelier – e acompanhada de queijos finos) e Cata Fine Wines (32000 pesos, inclui a degustação de 4 rótulos da linha Fine Wines, também guiada por sommelier e acompanhada de queijos finos).


Como foi nossa visita

Escolhemos o Tour Tradicional e assim que chegamos na vinícola, nos dirigimos ao lugar indicado como ponto de encontro do nosso grupo.

vinícola Concha Y Toro - viajando na janela

A visita começou próxima ao Wine Bar, e de lá seguimos até a Casona de Don Melchor, o fundador da vinícola, enquanto ouvíamos a historia da Concha Y Toro.

Mesmo em espanhol deu para acompanhar perfeitamente, pois a guia falava devagar e até arriscava algumas palavrinhas em português.

De lá seguimos até o Jardim de Variedades, onde estão plantadas amostras de diversos tipos de uvas. A guia nos explicou sobre algumas variedades e tipos de colheita.

No inverno, época em que fomos, as parreiras estão completamente secas, enquanto no verão é possível vê-las verdinhas, e com sorte ainda poder provar algumas uvas 🍇.

A melhor parte da visita, na minha opinião, foi quando nosso grupo foi levado às adegas subterrâneas, onde é contada a lenda de um dos vinhos mais famosos da vinícola: o Casillero Del Diablo.


As luzes se apagaram e nas paredes do galpão foram projetadas imagens contando como a história começou.

Ao final do filme, a guia nos levou até um corredor escuro onde há a sombra do famoso ‘Diablo’ (#medooo! hahaha).

Próxima parada: degustação de vinhos, (um branco e dois tintos – não me recordo quais rótulos, sorry!).

A taça é entregue como presente ao final.

Um dos meus maiores arrependimentos nesse dia foi não ter tirado um tempinho para curtir o Wine Bar da vinícola após o tour 🍷.

Poderíamos ter pego aquele mesmo ônibus da ida, beeem mais baratinho, mas estávamos cansados e não quisemos esperar. 😅

Na saída, tomamos um táxi até a estação Las Mercedes (3000 pesos) e fizemos o trajeto de volta até o centro de Santiago de metrô.


Outras vinícolas em Santiago

Como falamos no comecinho do post, o Chile se destaca mundialmente na produção de vinhos e possui vááááárias vinícolas incríveis!

Infelizmente nós não tivemos tempo, mas se o seu roteiro permitir, que tal conhecer mais algumas?

Neste post do blog O Melhor Mês do Ano você confere todos os detalhes sobre a Vinícola Emiliana. Ela também fica próxima a Santiago e possui um conceito de sustentabilidade muito bacana!

O que achamos do tour?

Curtimos bastante o passeio. Conhecer a Concha y Toro foi bem legal, mas acho que faltou uma explicação mais detalhada sobre os processos de fabricação do vinho.

Ainda assim, indicamos o passeio para quem quer aprender um pouquinho mais sobre uma das vinícolas que exporta vinhos para o mundo todo!

Mais informações

Site | Facebook |Instagram

Endereço: Av. Virginia Subercaseaux, 210, Pirque – Região Metropolitana de Santiago

A vinícola está aberta todos os dias do ano, exceto nos feriados nacionais: 1º de janeiro, Sexta-Feira Santa, 1º de maio, 18 e 19 de setembro e 25 de dezembro.

O Wine Bar funciona de segunda à domingo, das 9:30 às 18:30. O almoço é servido entre 12:00 e 16:30.

O Wine Shop funciona de 10 às 19hs, e vende todos os rótulos da marca, de várias safras diferentes, além de itens como saca-rolhas, termômetros, etc.

O táxi saindo da Estação Las Mercedes até a vinícola custa por volta de 4000 pesos.

Você já fez este tour ou conheceu alguma outra vinícola em Santiago? Se sim, conta pra gente aqui nos comentários como foi sua experiência!


Leia também
Quer indicações de restaurantes em Santiago? Confira o post 5 restaurantes em Santiago do Chile para você conhecer – por Blog Casa de Doda.


Tudo para a sua viagem

Hospedagem
Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o Booking você compara diversas opções e escolhe sua hospedagem com o melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.
 Seguro Viagem
Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo. Sempre reservamos nosso seguro através destes sites. Com a Real Seguros, você poderá parcelar o valor em até 12x sem juros. Com a Seguros Promo o valor pode ser dividido em até 6x no cartão de crédito e pagando no boleto, você consegue 5% de desconto. Utilizando o nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos!
Alugue um carro Alugue um carro
Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito.
Passagens aéreas baratas
Procurando passagens aéreas? Dê uma olhada no Passagens Promo, que tem sempre ofertas imperdíveis! Através do Passagens Promo, você obtém uma relação atualizada instantaneamente por ordem de preços dos vôos. São milhares de trechos exclusivos, com tarifas diferenciadas e até 65% de desconto.

Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (e sem pagar nem um centavo a mais por isso!).


Escrito por

Mineira, 31 anos, formada em Sistemas de Informação com Pós em Administração e Marketing. É apaixonada por viagens, principalmente aquelas que possibilitam visitar novos lugares e conhecer novas culturas. Passa horas na internet lendo relatos de outros viajantes e adora contar suas experiências nas redes sociais e no blog.

9 Comentários

  1. Ótimo post! E as fotos ficaram lindas. Quando estive em Santiago ficamos poucos dias e não tivemos tempo de ir às Vinícolas. Agora estamos planejando a próxima viagem para lá para poder visitar todas que pudermos e a Concha y Toro está na lista. Abraço

    • Flávio Borges Responder

      Olá Márcia

      Sou suspeito pra falar porque amo vinho, mas visitar uma vinícola chilena é uma experiência e tanto!

      Um abraço.

  2. Juliana Moreti Responder

    Tem coisa mais linda e deliciosa que visitar uma vinícola? Não fomos para o Concha y Toro, mas tuas fotos estão maravilhosas!

  3. Gostei de saber como visitar a vinícola por conta própria… confesso que na época em que fui à Santiago não fizemos a visita p[orque só achamos via agências e estava muuuuito caro. Agora já sei como fazer pra próxima vez 🙂

  4. Ana Carolina Miranda Responder

    Também escolhi conhecer a Concha Y Toro e gostei muito. E ir até lá por conta própria é super tranquilo, né? Ótima dica

  5. oi Geisiele… eu já visitei 2 x a Concha y Toro em momentos diferentes e gosto e recomendo. Ela é voltada para o turista, então acho que até para quem não gosta muito de vinhos pode aproveitar este passeio. Para quem gosta, melhor ainda. 🙂 bj

  6. Quando morava na Nova Zelândia e fui para o Brasil fiz uma parada em Santiago e queria ter saído do aeroporto para visitar um pouco da cidade e da Vinícola. Eu tenho que dizer que adoro a Concha e Toro.. A primeira vez que fui à China foi graças a uma promoção deles que eu acabei ganhando uma viagem para Shanghai para assistir a um torneio de Golfe que eles eram co-patrocinadores.

  7. Quando visitei uma vinícola no Chile também senti falta desta explicação mais detalhada… me pareceu um pouco “turistão”, sabe? Mas valeu a experiência!

Escreva um comentário