Antiga capital do Império Inca, conhecer Cusco é uma verdadeira volta ao passado. E nada melhor do que um City Tour para explorar os principais sítios arqueológicos nos arredores da cidade e nos dar as primeiras noções da importância dessa civilização para o país.

O legado deixado pelos incas pode ser notado em vários locais do centro da cidade, e se encontra, inclusive, nas casas e prédios que se espalham por entre as ruas estreitas e movimentadas de Cusco.

Toda esta herança inca só existe por causa da engenhosidade das suas construções. Os incas não eram nada bobos, muito pelo contrário! Eles sabiam que a região em que moravam era propícia a terremotos e desenvolveram uma forma única de construírem suas cidades.

Com uma tecnologia bem avançada para a época, os incas ergueram palácios, quartéis, casas e templos com sólidas bases de pedra, o que garantiu que suas construções resistissem aos terremotos, ao tempo, e foram até utilizadas pelos espanhóis para erguer uma nova civilização.

Algumas dessas construções chamam a atenção pelo tamanho das pedras utilizadas e pela precisão com que eram encaixadas umas às outras. Até hoje não se sabe como eles conseguiram tamanha proeza!

No City Tour a gente passeia por vários locais de Cusco que foram arquitetados pelos incas e que ainda podem ser vistos em sua forma original. Assim, tudo aquilo que imaginávamos sobre a intrigante civilização inca ganha forma e passamos a entender melhor como eles se tornaram tão importantes para a história andina.

Então, bora descobrir como é o City Tour?


Já contratou o Seguro Viagem?

Nossa dica para contratar o seguro é pesquisar preços e coberturas em sites que comparam os planos de várias seguradoras.
Para isso, sempre utilizamos os sites da Real Seguros e da Seguros Promo.

Benefícios:
Real Seguros – parcele seu seguro em até 12x no cartão e sem juros!
Seguros Promo – parcele em até 6x no cartão ou ganhe 5% de desconto pagando no boleto. Utilize o cupom NAJANELA5 e ganhe mais 5%


Pelas ruas de Cusco
Pelas ruas de Cusco

Primeiro dia em Cusco? Vai de City Tour!

Nossa sugestão em um roteiro por Cusco é fazer o City Tour no primeiro dia na cidade, por 2 motivos:

Primeiro, é um tour de meio dia, então se você chegar de madrugada – como a gente – vai ter um tempinho de descansar e dar uma voltinha despretensiosa pela cidade antes de encarar os passeios.

Segundo, porque é um tour tranquilo, sem muita caminhada. Cusco está a mais de 3400 metros acima do nível do mar, o que pode significar problemas com o soroche (ou mal da altitude) caso você venha de cidades mais baixas.


Chegando em Cusco e fechando os passeios

Nós chegamos em Cusco por volta das 5 horas da manhã, depois de passar a noite num ônibus vindo de Copacabana, na Bolívia.

Foram 11 horas de viagem!

Ao desembarcar no Terminal Rodoviário de Cusco, negociamos com um taxista para nos levar até o hotel por 10 soles (mais ou menos R$12,00*).
*referente a março de 2018.

Em Cusco ficamos no Casa Campesina, e você pode conferir nosso review de hospedagem aqui. Já adianto que gostamos bastante, desde a localização, o atendimento e o custo-benefício!

Depois de desfazer as malas, relaxar com um bom banho e tomar café da manhã, nos encontramos com o Fermin, no próprio hotel, para fecharmos os passeios.


Você deve estar se perguntando quem é o Fermin, né? hehe

O Fermin é um peruano que fala e entende bem o português e que trabalha com turismo em Cusco.

Conseguimos o contato dele em um grupo de mochileiros no WhatsApp, e pelas várias recomendações e impressões positivas, resolvemos ver como eram os passeios que ele agenciava.

Tiramos muitas dúvidas com ele por whats antes da viagem, e combinamos de nos encontrar em Cusco para fechar os passeios que faríamos.

Com a ajuda dele, nosso roteiro ficou assim:

Além de nos ajudar com o roteiro, o Fermin também nos emprestou um chip de celular para podermos nos comunicar com ele, levou um lanche pra gente no dia dos tours do Valle Sur e de Maras e Moray (ambos não tinham almoço incluído) e nos deu muitas dicas sobre a cidade, onde ir e onde comer.

Resumindo: recomendamos muito o serviço dele!

Contato – WhatsApp: +51 9 8449-5553


Leia também: Machu Pichu – 7 macetes simples que podem salvar a sua viagem

Conhecendo o Centro Artesanal de Cusco antes do City Tour

Como o City Tour só se iniciaria às 13:30, aproveitamos o restinho da manhã para trocar dinheiro e dar uma voltinha no centro da cidade.

Acabamos chegando ao Centro Artesanal de Cusco, um galpão enooooorme cheio de barraquinhas vendendo de tudo um pouco: roupas de lã coloridas, bolsas, objetos de decoração típicos e todo tipo de lembrancinhas.

Os preços eram bons e por isso acabamos voltando lá outro dia para fazer umas comprinhas hehe.

O Centro Artesanal fica na Av. Tullumayo, 21, cruzamento com a Av. El Sol. Em frente tem uma fonte muito bonita e diferentona, não tem erro!

Como é o City Tour em Cusco

Como já dissemos no post Guia Completo de Cusco, no primeiro dia na cidade é melhor ir devagar, já que Cusco está a aproximadamente 3400 metros acima do nível do mar, e a chance de sentir os efeitos do soroche é alta.

Para amenizar os sintomas do soroche, evite correr, pular e fazer movimentos rápidos. Beba bastante água, masque folhas de coca e também tome o seu chá.

Catedral de Cusco e Plaza de Armas
Catedral de Cusco e Plaza de Armas

Como combinado, após o almoço o Fermin nos levou para onde sairia o City Tour e nos apresentou para a guia que conduziria o nosso grupo.

O passeio começou às 13:30 horas, na Catedral de Cusco.


Leia também: Roteiro para Chile – Bolívia – Peru


Catedral de Cusco

A Catedral Basílica da Assunção da Virgem – ou simplesmente Catedral de Cusco – foi a primeira parada do tour.

Construída sobre o palácio inca Quishuarqancha, com pedras trazidas de Sacsayhuamán, a principal igreja de Cusco levou mais de 100 anos para ser construída.

Seu interior, riquíssimo em detalhes, guarda obras que mesclam as crenças andinas e a religião imposta pelos espanhóis. Como exemplo, há uma enorme pintura da Última Ceia, onde o cordeiro foi substituído pela viscacha (roedor típico dos andes, que era tido como guardião espiritual dos lagos e montanhas).

Informações extras:

  • Horário de Funcionamento: A Catedral fica aberta de segunda à sexta, das 10h às 18h.
  • Entrada: Não está incluída em nenhum tipo de Boleto Turístico e o preço de visitação é de 25 Soles – estudantes pagam meia.
  • Filmar e fotografar dentro da igreja é proibido.

Dica esperta: nós não entramos na igreja durante o City Tour. Aproveitamos que ficaríamos mais dias em Cusco e conhecemos o seu interior durante a celebração de uma missa, sem pagar nada. A regrinha de não tirar fotos ou filmar continua valendo!


Nos encontramos com o grupo na saída da Catedral e seguimos, todos à pé, para o Museu de Qorikancha.

Na bilheteria do museu compramos nosso Boleto Turístico. De lá, seguimos para o Templo Qorikancha e o Convento de Santo Domingo.

Sobre o Boleto Turístico

O Boleto Turístico é como um pacote de ingressos para a maioria dos sítios arqueológicos e museus da cidade e região.

Basicamente, são vendidos 4 tipos de Boletos: Circuito 1 / Circuito 2 / Circuito 3 / Integral (ou Geral)

Para o City Tour, você pode optar pelo Boleto com o Circuito 1 (válido apenas para Sacsayhuamán, Q’enqo, Puka Pukara e Tambomachay) ou o Integral, que contém todos os 3 Circuitos.

Normalmente os turistas que pretendem conhecer os demais sítios arqueológicos (como foi o nosso caso) optam pelo Integral, que fica mais barato.

Nós compramos o Boleto Turístico no Museu de Qorikancha, durante o City Tour e pagamos 130 Soles cada um (boleto integral – preço março/2018).

Veja aqui maiores detalhes sobre o Boleto Turístico e como ele funciona: O que é o Boleto Turístico e por que você precisa dele.

Nossa guia no City Tour
Nossa guia no City Tour

Leia também: 5 bons motivos para viajar de ônibus no Peru

Qorikancha

Os espanhóis demoliram grande parte das estruturas de Qorikancha, saquearam o ouro que havia por lá e construíram o Convento sobre as sólidas bases incas.

Qorikancha significa algo como ‘recinto de ouro’ e foi o templo mais importante para o império inca.

Nele haviam templos dedicados ao sol, à lua, ao trovão, ao arco-íris, à Vênus e às estrelas.

Durante o tour, a guia explicou sobre algumas pedras soltas que estavam expostas, com diversos tipos de encaixe – provavelmente por isso grande parte das construções incas resistiram aos terremotos que atingiram a cidade.

Uma das salas do imenso templo inca
Uma das salas do imenso templo inca

É surreal imaginar que isso tudo foi feito há mais de 500 anos, sem nenhum tipo de tecnologia, né?

Informações extras: Para conhecer o templo Qorikancha e o Convento de Santo Domingo é necessário pagar 15 Soles por pessoa.
Já o museu de Qorikancha pode ser visitado utilizando o Boleto Turístico (Circuito II ou Integral).

Parte externa, onde estão os jardins de Qorikancha
Parte externa, onde estão os jardins de Qorikancha

Sacsayhuaman

Saindo de Qorikancha, pegamos a van e seguimos para Sacsayhuaman, um enorme complexo de ruínas que fica próximo ao centro de Cusco (há um caminho para quem quiser ir à pé, a cerca de 2km do centro).

Estudiosos dividem-se sobre a utilização de Sacsayhuaman no período incaico: alguns afirmam ter sido utilizada como fortaleza, outros como um centro cerimonial.

Independente do uso, não tem como não se impressionar com o lugar! Algumas das pedras utilizadas nas paredes do complexo medem até 9 metros de altura e pesam entre 90 e 128 to-ne-la-das!

Na fortaleza de Sacsayhuaman podem ser observadas estruturas que serviram como templos, canais de água, depósitos e ainda o trono do Inca.

A guia nos deu as informações principais sobre as ruínas e depois tivemos um tempo livre para explorar por conta própria.

Não conseguimos ver tudo, já que o complexo é enorme ☹

Informações importantes:

Em Sacsayhuaman você vai andar um pouco mais, com direito a subidas, descidas e escadas.

Lembra do soroche, né? Então vá devagar e não exija muito do seu corpo 😉

Curiosidade sobre Cusco

Cusco antiga foi construída em formato de puma – Sacsayhuaman era a cabeça, a Praça Huacaypata (hoje Plaza de Armas) ficava na região do peito e Qorikancha, na cauda.

Para os incas, o mundo era dividido em três níveis, ou Pachas, e cada um deles era representado por um animal sagrado.

A serpente era guardiã de Uku Pacha, o mundo subterrâneo, dos mortos; o puma era guardião de Kay Pacha, o mundo do meio, dos homens; e o condor era guardião de Hana Pacha, o mundo superior, dos espíritos.


Q’enqo

Qenqo fica a aproximadamente 4km do centro de Cusco. Acredita-se que ali eram realizados rituais e também sacrifícios.

No interior de uma enorme rocha, uma galeria subterrânea leva até um altar, onde seriam realizados os rituais funerais e até sacrifícios. #medo

Também é possível observar canais talhados nas rochas em formato de ziguezague, onde os sacerdotes derramavam chicha (bebida fermentada de milho, sagrada para os incas) ou sangue de lhama durante os rituais.

 

Qenqo: entrada do local onde eram realizados os rituais incas
Qenqo: entrada do local onde eram realizados os rituais incas

Tambomachay

Um local sagrado, dedicado ao culto da água e à regeneração da terra, Tambomachay significa ‘lugar de descanso’.

O local consiste em vários aquedutos e fontes de água, que vertem água até os dias de hoje.

Tambomachay e suas fontes
Tambomachay e suas fontes

A van fica num estacionamento e para chegar ao sítio arqueológico é preciso fazer uma pequena caminhada – uma subidinha marota – e pelo caminho há diversas vendedoras oferecendo roupas típicas e coloridas de lã.


Puka pukara

Última atração do nosso passeio, Puka Pukara – ou Fortaleza Vermelha – são ruínas de um forte com fins militares.

O sítio arqueológico é formado por praças, banhos e aquedutos, o que leva a se acreditar que quando o Inca se preparava para visitar os banhos de Tambomachay, seus soldados e servos se hospedavam em Puka Pukara.

O nome Fortaleza Vermelha deve-se à coloração avermelhada que as paredes das construções adquiriam com os últimos raios de sol ao entardecer. Esta coloração era devida à grande concentração de ferro nas rochas.

Puka Pukara
Puka Pukara

O que achamos?

Nós não somos os maiores fãs de tours com grupos grandes e com roteiro muito corrido, mas infelizmente não pudemos escapar disso em Cusco…

Primeiro, por que nosso tempo era curto – tínhamos 5 dias para conhecer tudo que queríamos, incluindo Machu Picchu – e os tours privados por lá são carinhos.

A hipótese de ir por conta própria e sem guia não existia, já que seria impossível entender toda a história e significados por trás das construções incas.

Em resumo, é o seguinte: se você puder investir um pouco mais ou estiver num grupo maior de pessoas pra dividir o valor, um tour privado pode ser uma ótima pedida! Você poderá aprender muito mais detalhes de cada local e explorar cada cantinho com mais tranquilidade.

Agora, se o seu tempo ou orçamento estão apertados, recomendo o tour em grupo, que é barato (entre R$10 e R$20, sem os ingressos) e pode ser feito em uma tarde ou manhã.

Puka Pukara no entardecer
Puka Pukara no entardecer

Informações importantes sobre o City Tour:

O City Tour custa em média 15 Soles. Fechando mais passeios com a mesma agência você pode negociar um descontinho 🙂

Leve dinheiro – os ingressos para a Catedral de Cusco e Qorikancha/Convento de Santo Domingo não estão inclusos no Boleto Turístico.

Leve água e um lanchinho (biscoitos, barrinha de cereal ou salgadinhos, por exemplo).

O tour tem duração média de 5 horas – das 13:30 às 18:45. Há agências que oferecem o passeio no período da manhã.


Onde ficar em Cusco?

Na nossa opinião, hospedar-se nos arredores da Plaza de Armas é a melhor pedida.

Por lá existem diversas opções de restaurantes, mercadinhos, lavanderias, casas de câmbio, fora a proximidade de diversos pontos turísticos.

Normalmente os preços costumam ser melhores quando a reserva é feita com antecedência, por isso não deixe pra última hora!

Abaixo, vamos sugerir algumas opções de hospedagem divididas por faixa de preço:

Pra quem quer economizar

Primeira sugestão: Nao Victoria Hostel – este hostel oferece quartos compartilhados e privativos, café da manhã e é nota 9,4 no Booking*!
*fevereiro/2019

Segunda sugestão: Hotel Casa Campesina – essa foi a nossa escolha! Você pode conferir o review completo da nossa hospedagem aqui. Spoiler: vale super a pena!

Pra quem quer conforto

Primeira sugestão: Cooper Hotel – um hotel novinho e super bem localizado – fica a apenas 700 metros da Plaza de Armas! Mas o maior destaque com certeza vai para o café da manhã, suuuper elogiado nas avaliações do Booking!

Segunda sugestão: Hotel Plaza de Armas – por que ficar próximo à Plaza de Armas, se você pode ficar NA Plaza de Armas? O hotel ainda possui um café no andar superior, com uma vista da praça de tirar o fôlego!

Pra quem quer luxo

Belmond Hotel Monasterio – este hotel pertence à mesma rede do Copacabana Palace, preciso dizer mais alguma coisa? hahah
O hotel funciona nas instalações de um antigo monastério, com decoração clássica e todo o conforto que um 5 estrelas pode oferecer!


Curtiu o post? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário pra gente! 😉


Tudo para a sua viagem

Hospedagem
Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o Booking você compara diversas opções e escolhe o hotel com melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.
 Seguro Viagem
Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo. Sempre reservamos nosso seguro através destes sites, e o valor pode ser dividido em até 12x no cartão. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos! Para a Seguros Promo, utilize o Cupom NAJANELA5 e ganhe 5% de desconto!
Alugue um carro Alugue um carro
Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito. Pagando no boleto, você ainda ganha um desconto de 5%.
Passagens aéreas baratas
Procurando passagens aéreas? Dê uma olhada no Passagens Promo, que tem sempre ofertas imperdíveis! Através do Passagens Promo, você obtém uma relação atualizada instantaneamente por ordem de preços dos vôos. São milhares de trechos exclusivos, com tarifas diferenciadas e até 65% de desconto.

Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (e sem pagar nem um centavo a mais por isso!).


Leia também:

Escrito por

Mineira, 31 anos, formada em Sistemas de Informação com Pós em Administração e Marketing. É apaixonada por viagens, principalmente aquelas que possibilitam visitar novos lugares e conhecer novas culturas. Passa horas na internet lendo relatos de outros viajantes e adora contar suas experiências nas redes sociais e no blog.

Escreva um comentário