Por ser uma cidade extremamente turística, Cusco oferece tantas opções de hospedagem que a gente até se perde na hora de decidir onde ficar. Só no Booking são mais de 1000 opções (sem exagero!), que vão desde hostels baratinhos até as mais sofisticadas redes de hotéis de luxo. Com tantas possibilidades de escolha, uma boa dica para se decidir onde ficar em Cusco é considerar a seguinte fórmula:

Proximidade da Plaza de Armas + Avaliações positivas e negativas + Preço que caiba no seu bolso + Serviço de “Guarda bagagem” = Hospedagem de Sucesso


PROXIMIDADE DA PLAZA DE ARMAS
A localização é algo que realmente importa quando se trata de hospedagem em Cusco, e escolher algum lugar mais próximo da Plaza de Armas é a melhor opção.

Isso porque a praça fica justamente na parte central de Cusco, que é a região mais turística e, consequentemente, a que oferece mais comodidades para quem está turistando pela cidade.

É lá que estão a maior parte das agências de turismo, é de lá que saem a maioria dos tours e também é lá que estão os restaurantes e bares mais famosos e turísticos de Cusco.


AVALIAÇÕES DE OUTROS HÓSPEDES
Pesquisar bem sobre a hospedagem antes de sair reservando é algo a se considerar caso você queira evitar aquele susto ao chegar no lugar e perceber que as fotos do hotel/hostel não condizem com a realidade que estava esperando.

Então, vale a pena entrar em sites como o Booking ou o TripAdvisor e ver o que a galera anda comentando sobre o lugar que você pretende ficar


PREÇO QUE CAIBA NO SEU BOLSO
Bom, este ponto é muito pessoal. Tudo depende do quanto você está disposto a pagar.

Não preciso nem dizer que os melhores e mais confortáveis hotéis de Cusco são também os mais caros, né?

Mas, na boa, Cusco oferece tantas atividades que ficar no hotel vai ser uma das últimas coisas que você vai querer fazer. Então, acho desnecessário ficar em um lugar caro – a não ser que dinheiro não seja problema pra você.. aí, no seu lugar, eu também escolheria ficar em um 5 estrelas! 🍸👌


SERVIÇO DE GUARDA BAGAGEM
Requisito importantíssimo! Arrisco a dizer que 99% dos viajantes que vão a Cusco tem o objetivo de conhecer Machu Picchu. E, para que a viagem até a antiga cidade inca seja mais confortável, é comum que o pessoal deixe o mochilão/mala em guarda volumes dos hotéis de Cusco e siga viagem só com uma mochila de ataque, com o básico para um ou dois dias.

Nós fizemos isto, e também aconselho que assim você faça. Escolha um hotel que ofereça este serviço de guarda bagagem e viaje mais leve e com mais praticidade para Machu Picchu.


Nossa escolha em Cusco: Casa Campesina

Considerando todos esses fatores aí de cima, reviramos o Booking de ponta cabeça e ao final e nos decidimos por um hotel pertinho da Plaza de Armas, com um preço legal e com avaliações boas levando em consideração o custo x benefício: o Hotel Casa Campesina.


Localização

Como comentei acima, localização é super importante quando se trata de Cusco. Optar por um lugar próximo à Plaza de Armas facilita demais a vida, já que não ficamos dependentes de táxis ou qualquer outro tipo de transporte para chegar no centro da cidade. Sem contar que Cusco está a mais de 3400 metros acima do mar, então, pra quem não está aclimatado, escolher ficar em um lugar que não exija que você ande muito é uma boa!

Sim, a localização pesou muito na escolha do Casa Campesina!

Com um hotel situado na parte alta da Avenida Tullumayo, tínhamos lavanderia a menos de 200 metros de distância, pizzaria e restaurantes no mesmo quarteirão, mercadinhos e supermercados a menos de 150 metros e a Plaza de Armas a cerca de 500 metros. Tudo muito próximo, tudo muito prático!


Estrutura

Por fora, o Casa Campesina não dá a mínima pista de como é seu interior. Quem passa em frente a sua discreta fachada, vê, simplesmente, uma imensa parede branca com base de pedras e uma porta de vidro e quadrada no centro.

Já na recepção, aquela rusticidade de fora dá lugar a um ambiente moderno, mas decorado ao estilo cusquenho.

Após a sala de recepção, há um pátio interno com dois ambientes e com muitas flores e verdes contrastando com o branco e o azul royal das paredes.

 

O hotel oferece também wi-fi (que com a gente funcionou bem), cofre, aquecedor nos quartos e café da manhã.

Há também um restaurante que serve comida típica peruana, mas, como estávamos fora praticamente todos os dias, não tivemos a oportunidade de experimentar.

Atendendo a mais um requisito essencial, o Casa Campesina possui um local específico e seguro para deixar as bagagens de forma gratuita enquanto os hóspedes seguem para Machu Picchu.


Quartos

O Casa Campesina possui quartos individuais, duplos, triplos e quádruplos, todos com banheiro privativo.

Como estávamos em 2 casais e queríamos economizar, dividimos um quarto quádruplo com 4 camas de solteiro.

Nosso quarto era bem espaçoso e contava com uma escrivaninha, um pequeno armário, um cofre e dois criados-mudos com abajures.

Ponto super favorável: o quarto tinha bastante tomadas para carregar nossas (muitas) parafernálias tecnológicas!

Apesar de ter aquecedor no quarto, ele nem foi necessário já que o clima não estava tão frio e nas camas tinham cobertas quentinhas e macias.

O banheiro possuía chuveiro bom e quente e, apesar de não ter janela, contava com sistema de exaustão.

Li alguns relatos temerários sobre banho frio ou falta de água em vários hotéis de Cusco, inclusive no Casa Campesina. Mas, graças à Pachamama, isso não aconteceu com a gente. (ufa!)

Além de toalhas, estavam disponíveis também sabonetes e shampoo.

Um ponto negativo do banheiro era o box fechado somente com cortina. Como éramos 4 pessoas dividindo o mesmo banheiro, o chão acabava um pouco molhado depois que todos tomavam banho.


Café da Manhã

No café da manhã era servidos pães, ovos mexidos, frios, cereais, uma espécie de pipoca peruana, iogurte, suco natural, frutas (inclusive algumas da região), chá, leite, café solúvel eeeeeeee café normal!!!! 😍☕

Gente do céu! Eu sabia que tinha um vício uma “pré-disposição” por café, mas só confirmei isso depois de passar vários dias tomando café solúvel (que nem deveria ser chamado de café) e me deparar com uma linda cafeteira fumegando! Foi uma alegria imensa!

Lógico que eu enchi uma xícara e logo me sentei para matar a saudade. Só que o que ninguém estava esperando era que o café, apesar de ser feito na cafeteira, era muito estranho! Parecia que não tinha sido coado… a cada gole, só sobrava pó de café na boca… O gosto também não lembrava muito o nosso cafézin daqui não.

Bom, tirando a decepção com o café, o restante estava uma delícia!


Preço

O preço do Hotel Casa Campesina é bem em conta se consideramos o custo x benefício e valor cobrado por outros hotéis de Cusco. E pra gente, que estava em grupo, saiu bem mais em conta ainda!

Em março de 2018, pagamos R$ 61,00 por casal… o que dá R$ 30,50 por pessoa!

Pesquisando o preço em março de 2019 pelo Booking, a diária sai a:

  • R$ 184,00 o quarto duplo (R$ 92,00 por pessoa)
  • R$ 214,00 o quarto triplo (R$ 71,30 por pessoa)
  • R$ 251,00 o quarto quádruplo (61,75 por pessoa).

Nossa avaliação

Pra mim, o Casa Campesina tem uma localização ótima, o que é algo super positivo pra gente que não está muito acostumado com a altitude.

A estrutura do Hotel não é impecável, mas é boa. Durante nossos 3 dias lá, não tivemos qualquer problema, e deu pra descansar super bem dos corridos dias em Cusco (e gastando pouco!)
Por todos esses fatores, de zero a dez, dou nota 9! 


Mais informações

Endereço: Av. Tullumayo 274, Centro Histórico – Cusco

Avaliações no TripAdvisor

Nota 8,3 no Booking.com***
*** em outubro/2018


Programe sua viagem com a gente!

Fazendo sua reserva através do banners abaixo, você não paga nada a mais por isso e nós recebemos uma pequena comissão que ajuda na manutenção o blog! Agradecemos de ❤

Hospedagem

Reserve sua hospedagem em Cusco pelo Booking

Seguro Viagem

Faça sua cotação com a Real Seguro!

 

Author

Flávio é mineiro, formado em Direito e já morou em várias cidades diferentes. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

Write A Comment