Tiramos o nosso quinto dia em Santiago para turistar. Estava nos planos conhecer o Parque Araucano e caminhar pelo bairro Paris-Londres. Também fizemos reserva em dois restaurantes bastante conhecidos pelos brasileiros: Giratorio e Como Agua Para Chocolate.

Como ir até o Parque Araucano?

Pegamos o metrô até a estação Escuela Militar e fizemos o restante do trajeto até o Parque Araucano a pé mesmo. Com tantas ruas lindas e a vista para a cordilheira, a gente nem vê o tempo passar! Saindo do metrô seguimos pela Avenida Américo Vespúcio, e viramos à esquerda na Presidente Riesco. Alguns minutos depois chegamos ao Parque Araucano.

O Parque Araucano é um dos maiores parques da capital chilena, com mais de 20 hectares e atividades para todos os gostos: há um centro gastronômico, playgrounds, áreas para piquenique, quadras para práticas esportivas e muito, muito verde!

Conhecemos apenas uma pequena parte do parque, pois ele realmente é imenso!

De lá fomos até o Mall Parque Arauco, e claro, fizemos umas comprinhas. Na saída pegamos um taxi para o Bairro Bellavista (7.000 pesos), demos uma voltinha de reconhecimento na Calle Constitución (que é linda e cheeeia de barzinhos e restaurantes, dá vontade de ir em todos) e finalmente fomos conhecer o tão falado restaurante Como Agua Para Chocolate.

giratorio e como agua para chocolate

Sobre o restaurante: o ambiente é lindo, o atendimento é bom, mas o cardápio não fez muito o nosso estilo. Era tudo beeem gourmet, algumas combinações bastante exóticas e achei um tanto caro. Minha escolha foi o Mero de Aguas Dulces  (12.900 pesos) e o Flávio foi de Pollo Sabroso Del Himalaya (10.900 pesos). Infelizmente nossos pratos foram uma decepção (se você tem um paladar mais refinado, talvez aprove rsrs).  Pelo menos a sobremesa salvou o nosso almoço: Escolhemos a Como Agua Para Chocolate (4.900 pesos), una trilogia de chocolates belgas en salsa de frambuesa. Simplesmente AMEI!

giratorio e como agua para chocolate

Saindo de lá, aproveitamos para conhecer rapidamente o Pátio Bellavista. É um espaço aberto que reúne lojinhas, bares e restaurantes para todos os gostos…. Uma pena não termos reservado um dia para conhecer melhor o lugar.


Que tal esquiar num bosque todo branquinho de neve e que possui a maior pista de esqui da América Latina? Confira como foram nossos dias em Nevados de Chillán!


Neste mesmo dia conhecemos também o restaurante Giratorio, que fica no bairro de Providencia, bem ao lado da estação de metro Los Leones, no 18° andar de um prédio. Como o nome já diz, ele gira – 360° em uma hora, o que é muito legal porque de lá se tem uma vista incrível de Santiago.

Ao contrário da experiência que tivemos no almoço, os pratos do Giratório agradam os mais variados paladares. Escolhemos Salmão grelhado (9.800 pesos),  arroz (2.500 pesos a porção individual), e para beber, vinho chileno, por supuesto!

O preço final não foi mui amigo (43.000 pesos), mas vale pela vista, pelo ambiente e pela qualidade dos pratos servidos.


No próximo post (e último sobre Santiago) contamos sobre nossa ida por conta própria ao Embalse El Yeso! Se você também pretende conhecer este lugar incrível, não deixe de conferir.

Mais fotos:

Escrito por

Mineira, 31 anos, formada em Sistemas de Informação com Pós em Administração e Marketing. É apaixonada por viagens, principalmente aquelas que possibilitam visitar novos lugares e conhecer novas culturas. Passa horas na internet lendo relatos de outros viajantes e adora contar suas experiências nas redes sociais e no blog.

Deixe seu comentário!