Após muitos passeios por Santiago, chegou o ponto alto da viagem: ir ao Nevados de Chillán praticar snowboard! Não víamos a hora de isto acontecer \o/


Chillán é uma cidadezinha muito charmosa localizada a 400 km ao sul de Santiago, conhecida por suas termas e complexos de ski.

No inverno a cidade se transforma em um destino super procurado por aqueles que querem praticar esportes na neve.


Como chegar em Chillán?

Existem diversas formas para chegar em Chillán partindo de Santiago. Você pode pegar um vôo até Concepción, e lá pegar um transfer de mais ou menos 3 horas até Chillán. Ou pode ir por terra mesmo, de ônibus, carro alugado ou trem.

Como queríamos fugir do comum, optamos pelo trem.

Nós compramos as passagens com dois dias de antecedência na Estação Central de metrô, em Santiago, ao lado da estação de trem. A viagem é um pouco demorada (+ou- 5 horas) e o trem não tão confortável.

De início, pensamos que a viagem percorreria lugares cobertos de neve, passaria entre florestas de pinheiros, pontes sobre rios e outros lugares lindos. Mas, na realidade, quase todo o percurso foi ladeando a rodovia, passamos por algumas vinícolas e por alguns subúrbios. 

Algumas raras vezes avistávamos montanhas ao longe. Mas, de qualquer jeito, sendo beeem sincero, pensei que o caminho pelos trilhos fosse mais bonito! (Haha fomos ingênuos, eu sei! 😅)

Na estação final, já em Chillán, muitas pessoas oferecem transfer para a montanha, mas fique atento! Fechamos com um taxista que quase nos matou de susto durante o trajeto. Além de correr muito, fez ultrapassagens beeem perigosas. Infelizmente não anotamos os dados dele para postar aqui. 

No final de nossa estadia, o hotel nos indicou um transfer infinitamente melhor que o que havíamos contratado na chegada pelo mesmo preço.

Update:  Além de ter um preço muito bom (igual ao cobrado pelos taxistas no terminal de trem de Chillán) gostamos bastante do serviço prestado pela empresa indicada pelo hotel. Quem nos levou até a rodoviária foi a Matilda, mas o contato é feito com o sr. Ramiro Chavez: +569 8763-4691 (whatsapp) ou taxichillan@hotmail.com.



Onde ficar?

Não vale a pena ficar na cidade de Chillán, tendo em vista a distância e a dificuldade de locomoção por causa das frequentes nevascas no inverno. A grande sacada é ficar mais próximo da montanha.

A opção mais barata de hospedagem certamente é ficar em Las Trancas, vilarejo a 7 km do centro de ski. De lá, existem várias opções de transfer para a montanha. A outra opção (um pouquinho salgada $$$) é se hospedar próximo ao centro de ski, na base da montanha.

Por lá existem três opções: o Gran Hotel, que é de longe o mais caro e mais luxuoso; os Condomínios, onde você aluga apartamentos, ficando com a restrição de ter que cozinhar, pois não há restaurante no local; e o Nevados de Chillán, que foi o hotel que ficamos, por ter conforto e um preço intermediário.

Para quem optar em ficar no Nevados, temos algumas dicas:

✅ O Nevados de Chillán possui duas unidades, uma na parte alta da montanha (o Alto Nevados), e outra um pouco mais abaixo (uns 500 metros) mas que conta com transfer a todo instante para chegar até as pistas. Se optar por ficar no hotel de baixo, você terá também a opção de chegar à pista por meio de um teleférico, e de voltar para o hotel por meio de uma pista.


✅ Quando fizemos a reserva pelo site decolar.com imaginamos que estava incluso pensão completa e os ski-pass (passe que dá acesso às pistas). Contudo, só estavam no pacote as refeições. Conversamos no hotel e conseguimos a opção de escolher entre a pensão completa ou o acesso à pista. Fizemos a péssima escolha do acesso e nos demos mal, já que choveu durante dois dias da nossa estadia e não pudemos praticar snowboard neste período.


✅ O hotel de baixo conta com uma deliciosa piscina de água termal, excelente para relaxar após um dia intenso de esporte na neve.


✅ A estação de ski possui 28 pistas para todos os níveis de praticantes. É lá que fica a Três Marias, maior pista da América Latina com 13km de extensão.


✅ Apesar de o hotel oferecer uma loja para locação de roupas de neve, prefira levar a sua própria. Não levei e me arrependi muito, pois não há muitas opções de tamanho, é caro e as roupas parecem ser usadas a temporada toda sem lavar 😕

Só pra dar uma ideia de valores: compramos lá dois pares de meia para ski, um par de luvas impermeáveis, mais o aluguel de um casaco e uma calça impermeáveis, dois óculos de ski e um capacete (alugamos por dois dias) e o valor ficou em torno de R$600,00. Comprando na Decathlon ficaria mais barato, as roupas estariam limpinhas e eu poderia utiliza-las numa próxima viagem (não é marketing! Não ganhamos nada pela indicação. A loja realmente tem uns produtos bem legais e mais acessíveis 😜).

Já os equipamentos, se você não é um praticante frequente de ski ou snowboard, terá que alugar por lá mesmo. Em julho/2015 pagamos cerca de R$354,00 pelo equipamento de snow para duas pessoas por dois dias.


✅ Ficando no hotel, você dependerá do restaurante deles, que é bem caro por sinal! Esteja preparado $$$


✅ Além do restaurante, o hotel conta com um bar em suas dependências, que é bastante concorrido entre os hóspedes. O ambiente é super descolado, com lareira e vista para a piscina termal, e é possível saborear desde lanches e sucos até pratos típicos e vinhos do Chile.


✅ Nos quartos não pega muito bem o wi-fi, mas você pode ter acesso a ele nos ambiente coletivos, que são muito agradáveis.


✅ Para quem nunca esquiou ou praticou snowboard, é super importante fazer algumas aulas antes. É muito complicado aprender tudo sozinho, ainda mais se você não tiver muito tempo pra praticar. As aulas podem ser contratadas diretamente no hotel – cada hora de aula custou aproximadamente R$312,00 (para duas pessoas – preço em julho/2015), fizemos ao todo 3 horas e foi o suficiente para termos uma noção, mas é bem difícil e tenha certeza de que no início os tombos serão inevitáveis.


Nevados de Chillan


Atividades em Chillán

Em Nevados de Chillán existem diversos tipos de atividades. É possível praticar o esqui tradicional, snowboard, esqui nórdico, motos de neve ou ainda andar em trenós arrastados por cachorros Alaskan Malamute.

Como não tínhamos muitos dias por lá, resolvemos investir o maior tempo possível aprendendo snowboard.

O esporte realmente é cansativo, e mesmo com toda a neve e frio do local, passamos calor. Mas valeu a pena cada gota de suor derramado!



Quer mais opções de estações de esqui no Chile? Então veja esse post do Blog Vamos por aí: Estações de Esqui no Chile

Escrito por

Flávio é mineiro, 29 anos, cursa direito e trabalha como administrador público. Mesmo com os estudos e o trabalho, sempre aproveita suas férias e feriados para dar uma esticadinha por ai. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

23 Comments

  1. Rafael de Oliveira Reply

    Muito legal o blog ! Queria saber como é o acesso as termais , somente quem está hospedado no hotel pode frequentar?

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Rafael, tudo bem? Que bom que curtiu!
      Ficamos hospedados no Nevados de Chillán, que fica um pouco abaixo do Alto Nevados. No Nevados de Chillán existem duas piscinas termais, acredito que o acesso seja somente para hóspedes.
      O parque aquático fica bem ao lado do Alto Nevados (cerca de 300 metros) e o acesso é livre para hóspedes. Para não-hóspedes, é necessário comprar um ticket que dá acesso às piscinas. Os valores você pode conferir aqui http://www.nevadosdechillan.com/parque-de-agua

      Qualquer dúvida, manda aqui que tentamos te ajudar!
      Abraço!

  2. Olá, boa noite! Vc falou dos dois hotéis, mas qual vc acha melhor, o de cima ou o de baixo?vou pra lá em Agosto estou pesquisando e estou com mta dúvida de qual fechar! Obrigada

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Idia, tudo bem?
      Os dois hotéis pertencem à mesma rede. Não posso dizer muito sobre o Alto Nevados pois não nos hospedamos lá, mas é um hotel mais novo que o Nevados de Chillán. Ambos possuem bar, restaurante, piscinas termais e loja para aluguel de equipamento. Gostamos muito do Nevados, e na época o motivo da escolha foi só o preço mesmo haha. Aconselho você a dar uma olhada nos reviews e fotos tiradas pelos hóspedes no Trip Advisor, para ter uma noção melhor de cada um dos hotéis.
      Ah, e considere fazer a reserva com todas as refeições incluídas, os preços nos restaurantes lá não são muito atrativos. Em um dia que nevou muito, nossa única opção foi ficar no bar usando a internet e comendo 😛

  3. Ótimo! Já ouvi falar em Chillan, mas ainda não conheço. E quanto a dica da Decatlon, sou dessas! Minha roupa de neve comprei lá! Sai mais barato e ainda é novinha e cheirosa né?rs

  4. Que lugar incrivel! Adorei as fotos! <3
    Mas eu nem me arrisco no snowboad, minha carreira de esportes de neve se encerrou no dia que eu tentei esquiar em Bariloche! rs Muito dificil!

    • Flávio Borges Reply

      Realmente, Lulu, nos divertimos demais por lá!

      Abraços!

  5. Já ouvi falar en Chillan e considero ainda uma boa opção para quem tá de carro e segue sentido sul do Chile para conhecer outras localidades.
    vocês fizeram muito bem em sair do convencional.

    Parabéns!

    • Flávio Borges Reply

      Chillán é uma ótima opção sim, Vaneza. O lugar é lindo demais!

      Abraço!

  6. Excelentes dicas! Achei bacana você falar de outras opções, e também em como não é fácil aprender tudo sozinho. Eu esquiei uma vez só na vida, em Bariloche. E vou te contar… passei mais tempo com a bunda no chão do que com os pés deslizando pela neve! Hahaha
    Acho que snowboard não daria certo, mas tenho muita vontade de esquiar de novo. E o Chile é fantástico! Dicas anotadas!

    • Flávio Borges Reply

      Esqui nós ainda não tentamos, mas eu tenho a impressão que é mais difícil. Quero comprovar esta teoria em breve hahaha!

      Um abç, Paula!

  7. Mais uma coisa pra colocar na lista quando for ao Chile! Maneiríssimooooooo! As fotos estão lindas!! 🙂

    • Flávio Borges Reply

      Fala Altier! Até nossa ida a Chillán, eu nunca tinha subido numa prancha de snowboard também… Mas, cara, vou te falar a verdade: o esporte é muito maneiro!!! Foi amor já no primeiro tombo 😂😂😂

      Forte abraço!

  8. Não conhecia Chillan, engraçado que a gente ouve falar tanto de Valle Nevado que acredita que é o único destino de neve do Chile, que legal você mostrar outras opções!

    • Flávio Borges Reply

      Olá, Paula!

      Realmente a grande maioria dos brasileiros vai até Santiago e aproveitam as estações mais próximas da cidade pra esquiar. Chillán é um pouquinho mais para o sul, por isso é mais desconhecida.
      Mas, montando um roteiro pela região, ficamos morrendo de vontade de conhecer o lugar, principalmente por causa das águas termais e da paisagem da montanha que, diga-se de passagem, é espetacular.

      Abraços!

  9. Que ótimo ver esse post, veio bem a calhar! Este ano vamos ao Chile, para que nossa filha possa ver a neve (efeito Frozen hahahahahaha). Ainda não escolhemos a cidade e a estação de esqui, então vamos recolhendo as opiniões por aí. Abraços!

    • Geisiele Carvalho Reply

      Oi Fábio! Até eu tava nesse efeito Frozen ahahahah
      Se vcs tiverem a oportunidade de ir a Chillán, recomendo demaaais! Depois que vi fotos dos bosques branquinhos de lá, deixei Valle Nevado de lado na hora…
      Além de ter várias outras atividades além de ski e snowboard, a paisagem é incrível!
      Tenho certeza de que vcs vão amar o Chile!
      Um abraço!

Deixe seu comentário!