Se você já leu os outros posts que escrevemos sobre o Atacama, deve lembrar que em vários deles dissemos que é uma cidadezinha cara. Mas cara quanto? Quanto custa conhecer o Atacama?

Vamos responder essa pergunta agora! 🤑


Nosso roteiro de 32 dias incluiu, além do Atacama, a Bolívia e o Peru. Mas, pra você que pensa em fazer uma viagem mais curta para conhecer somente o deserto mais árido do mundo, neste post vou te dar uma noção de quanto custa viajar para o Atacama e também vou deixar detalhadinho todos os gastos que tivemos por lá.

Não quero te desanimar, nem te assustar, mas só pra registro: nossos gastos em 6 dias no Atacama consumiram mais da metade do nosso orçamento da viagem inteira! 💸

Cidade de San Pedro de Atacama
San Pedro de Atacama

Conversão

A moeda do Chile é o Peso Chileno. A conversão para o Real vai depender exclusivamente da cotação na época da sua viagem.

Nós conseguimos uma média de 180 pesos por real nas casas de câmbio de San Pedro. Com essa cotação, a forma mais prática de calcular a conversão, na minha opinião, é cortar os 3 últimos dígitos e multiplicar por 6.
Por exemplo: 5.000 pesos
5.000 x 6 = 30.000
30.000 = 30.000
5.000 = +/- 30 reais


Afinal, quanto custa conhecer o Atacama?

Passagens aéreas + ônibus

Comprando as passagens aéreas para Santiago

Para garantir os melhores preços em passagens aéreas, sempre monitore sites como o Skyscanner e Google Flights. Esses sites comparam os preços em vários outros que vendem (ou revendem) passagens, inclusive da própria cia. aérea. Sempre tem promoção de passagem para o Chile e nessa última viagem conseguimos preços ótimos de Guarulhos a Santiago!

Começamos e terminamos o mochilão por Santiago. Voamos com a Latam e pagamos R$ 385,00 por pessoa, ida e volta!


Dica: a fanpage Passagens Imperdíveis publica preços promocionais de passagens diariamente, vale a pena curtir para acompanhar. 😉


Aeroporto de Calama
Aeroporto de Calama

Indo de Santiago para Calama/ San Pedro do Atacama

A melhor forma para se chegar no Atacama é pegando um vôo para Santiago, e de lá, outro vôo para a cidade de Calama (aproximadamente 2 horas de voo). Calama está pertinho de San Pedro de Atacama, então dá para chegar em SPA de transfer ou ônibus.

Também dá pra encarar os 1600 km entre Santiago e San Pedro de Atacama de ônibus.

Se você optar por ir de ônibus, a TurBus tem uma linha direta para San Pedro, que custa aproximadamente $41.500 a ida e $31.400 a volta – cerca de R$ 438,00 no total. Mas se prepare, pois são 22 horas no busão até lá!

Foto tirada no passeio do Valle de La Luna

Nós optamos pela forma mais rápida, já que os voos pelas cias low cost chilenas (Sky e JetSmart) possuem preços bem atrativos – mas atenção na hora de efetuar a compra: as tarifas mais baixas geralmente possuem restrições no tamanho e peso da bagagem e não permitem escolher assentos.

Chegando em Calama, decidimos pegar um táxi do aeroporto para a cidade e de lá pegar um ônibus até San Pedro, já que estávamos em quatro pessoas e a diferença no valor se comparado ao serviço de transfer era consideravelmente menor. Se você estiver sozinho(a), a melhor opção é o transfer mesmo!

Lembrando que de Santiago até San Pedro só tivemos gastos com a ida, pois de lá seguimos para a Bolívia.


Nossos gastos com deslocamento até o Atacama:

Passagens ida e volta Guarulhos/Santiago – Latam R$ 770,00
Passagem só de ida Santiago/Calama – JetSmart (com franquia de bagagem) R$ 516,78
Táxi do aeroporto até o centro de Calama R$ 24,00
Ônibus de Calama a San Pedro – TurBus
R$ 42,00
Total para duas pessoas R$ 1352,78


Seguro-viagem

Sempre fazemos um seguro-viagem, mesmo nunca tendo usado (ainda bem!). Ninguém está livre de passar por uma intoxicação alimentar, sofrer um acidente ou ter a bagagem extraviada, né? 

Fizemos algumas cotações de seguro e ao final contratamos um plano da Assist Card. O valor vai depender da duração da viagem, que no nosso caso era de 32 dias no total.



Nossos gastos com Seguro Viagem:

Seguro-viagem para 2 pessoas – Assist Card AC 60 – 32 dias/ 3 países R$ 770,00


Hospedagem

Hospedagem é um gasto bastante variável, já que temos que levar em consideração o nível de conforto que cada um pretende ter durante a viagem.

San Pedro à noite

No Atacama, é possível encontrar desde os hostels mais simplesinhos até hotéis 5 estrelas, no melhor estilo rústico-chique. Neste post você pode conferir algumas sugestões de hospedagens bem avaliadas e com os mais variados preços.

Como nosso roteiro no Atacama era bem intenso, ficaríamos praticamente o dia todo fora fazendo os passeios e só retornaríamos ao hotel/hostel para dormir, então decidimos pelo custo-benefício.

Nos hospedamos no Hostal Laskar, em um quarto quádruplo com banheiro privativo, que não oferecia café da manhã. Isso não foi um problema, já que nos passeios que saem muito cedo as agências oferecem o ‘desayuno’. Nos dias que não tivemos programação pra muito cedo, compramos os ingredientes num mercadinho ao lado e fizemos nosso próprio café 🙂

Importante: Vale lembrar que no Chile, além do valor da hospedagem que normalmente aparece nos sites de reserva, é necessário pagar o IVA (Impuesto sobre Valor Agregado) . O imposto é de 19% sobre o valor da hospedagem. Quem paga em dólares  ou cartão de crédito internacional normalmente tem a isenção do imposto – isso se o estabelecimento em questão for registrado no Serviço de Impostos Internos do Chile, caso contrário, o turista tem que pagar os 19%.

Nossos gastos com Hospedagem:

Hostal Laskar – 7 diárias em quarto quádruplo R$ 838,50 + R$ 159,31 (IVA)
Total para duas pessoas R$ 997,81


Alimentação

É possível almoçar no Atacama por cerca de R$20,00, mas existem opções (bem) mais caras.

Nossa sugestão para quem quer economizar são os restaurantes conhecidos como Los Carritos, que ficam logo em frente à saída da Feira de Artesanato. Para quem for ficar em hostel, fazer o seu próprio jantar pode representar uma boa economia também! Nós cozinhamos por duas noites (macarrão com atum + vinho chileno, eita combinação maravilhosa! hahaha) e custou menos de R$20,00 por pessoa.

 

Nossos gastos com alimentação:

Café da manhã do primeiro dia – 2 pães + 4 fatias de presunto + 4 fatias de mussarela + 2 Toddynhos de caixinha R$ 15,60
Almoço no Delicias de Carmen (duas pessoas)
R$ 113,00
Café da manhã do segundo dia – 2 pães + 2 Toddynhos + 4 ovos + duas fatias de mussarela R$ 15,40
Garrafa de vinho 1,5l R$ 16,20
Jantar preparado no hostal – atum + macarrão + molho + queijo R$ 19,00
03 águas de 1,6 litros R$ 18,60
03 águas de 6 litros (compramos de 6l e fomos reabastecendo as garrafas menores para levar nos passeios) R$ 31,50
03 cervejas Heineken 366ml R$ 18,00
 1/2 pizza (dividimos uma com o Fábio e a Mônica) R$ 32,70
Almoço Los Carritos R$ 48,00
01 sorvete (duas bolas) R$ 12,00
01 pizza  R$ 45,00
Almoço Los Carritos – pãozinho com molho de entrada + 2 pratos + refri R$ 52,00
Compras no mercado – ingredientes para outro macarrão com atum, biscoitos, vinho, água, chocolate, etc R$ 76,50
Vinho 1,5l R$ 16,20
Jantar Los Carritos – dois pratos R$ 78,00
Total para duas pessoas  R$ 607,70


Passeios

Sem dúvida, a parte mais cara!

Passeio Lagunas Escondidas

E como já falamos em outros posts, não vale querer economizar tanto nesse quesito, já que uma agência de confiança pode fazer toda a diferença na experiência de conhecer o Atacama.

Contratamos todos os passeios com a 123Andes, e como estávamos em quatro pessoas, conseguimos um descontinho no valor total.

Nossos gastos com passeios:

Valle de La Luna e de La Muerte R$ 180,00 + R$ 36,00 de taxa de visitação
Pukara de Quitor (fomos por conta própria) R$ 12,00 por 2 horas (aluguel da bike) + R$36,00 de taxa de visitação
Laguna Cejar R$ 240,00 + R$ 180,00 de taxa de visitação da Laguna Cejar e R$24,00 da Laguna Tebinquinche
Geysers El Tatio R$ 336,00 + R$120,00 de taxa de visitação
Lagunas Escondidas R$ 300,00 + R$60,00 de taxa de visitação
Lagunas Altiplânicas R$ 624,00 + R$ 36,00 de taxa de visitação das Lagunas Miscanti e Miñiques + R$ 30,00 da Laguna Chaxa
Salar de Tara R$ 660,00
Vulcão Lascar R$ 1.020,00
Tour Astronômico R$ 240,00
Total para duas pessoas R$  4.860,00 + R$ 672,00 de taxas de visitação/ingressos

Além dos passeios listados acima, fizemos também a Travessia do Salar de Uyuni, mas como este passeio não é no Atacama, não entrou na tabela. Fizemos o tour de 3 dias e custou, para nós dois, R$1260,00 + R$150,00 dos ingressos da Reserva de Fauna Andina Eduardo Avaroa.


Por falar em Uyuni, que tal ler um post completão com todas as dicas sobre este passeio incrível? (clique aqui)


Compras

Considerando os altos preços de San Pedro, nos restringimos a comprar apenas coisas emergenciais (como o chinelo do Flávio que estragou logo nos primeiros dias 😂) e o importantíssimo imã pra nossa geladeira.

Nossos gastos com compras:

Chinelo R$ 18,00
Imã de geladeira R$ 6,00
Total para duas pessoas R$ 24,00


Outros Gastos

Para quem vai conhecer apenas o Atacama talvez nem seja necessário utilizar os serviços de lavanderia. Mas para quem pretende continuar a viagem por outras cidades ou países ou é adepto do ‘menos é mais’, certamente vai precisar lavar algumas roupas! 

Remédio para digestão R$ 15,60
Lavanderia R$ 82,00 (o preço por kg de roupa custa em média R$10,00)
Total para duas pessoas R$ 97,60


Total gasto em 06 dias no Atacama para duas pessoas

Transporte R$ 1352,78
Seguro-viagem R$ 770,00
Hospedagem R$ 997,81
Alimentação R$ 607,70
Passeios + ingressos R$ 5.532,00
Compras R$ 24,00
Outros gastos R$ 97,60
Total R$ 9.381,89

Sim, quase R$5.000 por pessoa, em seis (inesquecíveis) dias. Mas esses foram os nossos gastos, tá? Muita gente consegue gastar bem menos, assim como também é possível gastar muuuito mais.


Tem alguma dica imperdível? Deixe aqui nos comentários! Pode ser de restaurantes, hospedagens, passeios ou compras – qualquer coisa que possa ajudar mais viajantes a conhecerem o incrível Deserto do Atacama <3

Laguna Tebinquiche

Não deixe de conferir os outros posts sobre o Atacama:


Programe sua viagem com a gente!

O Viajando na Janela faz parte de alguns programas de afiliados que auxiliam na manutenção do blog. Se você quiser ajudar, faça a sua reserva através do banners abaixo! Você não pagará nada a mais por isso e nós receberemos uma pequena comissão! Agradecemos de ❤

Reserve sua hospedagem no Atacama pelo Booking!


Faça a cotação do seu seguro viagem com a Real Seguro!

Author

Mineira, 31 anos, formada em Sistemas de Informação com Pós em Administração e Marketing. É apaixonada por viagens, principalmente aquelas que possibilitam visitar novos lugares e conhecer novas culturas. Passa horas na internet lendo relatos de outros viajantes e adora contar suas experiências nas redes sociais e no blog.

1 Comment

  1. Olá! Fiquei pasma com os preços dos passeios no Atacama. Estava planejando ir em janeiro com meu marido e filha, mas já estou começando a pensar na Patagônia (sei que também é caro) ou ficar entre Mendoza e Santiago. Esse mochilão pela América do Sul está um sonho, pena que não temos como tirar 32 dias de férias agora. Estou adorando ler os posts cheio de detalhes e informações importantes. Parabéns pelo blog.

Write A Comment