Com praias de fácil acesso, bem estruturadas e de mar clarinho, Cabo Frio é sem dúvidas um dos melhores destinos praianos do Rio. Veja agora o que fazer em Cabo Frio neste guia para 3 dias.

O que esperar de Cabo Frio

Cabo Frio (RJ) por vezes é escolhida como base para quem quer explorar o conjunto de praias cristalinas da Região dos Lagos. Isso porque a cidade é a maior da região e, se comparada com as vizinhas Búzios e Arraial do Cabo, Cabo Frio tem mais estrutura turística. Conta com maior variedade de hotéis, pousadas e casas de veraneio, além de uma vida noturna mais movimentada, com bons restaurantes e barzinhos animados.

Somado a isso, Cabo Frio fica estrategicamente posicionada entre Búzios e Arraial do Cabo, facilitando o “bate e volta” para quem quer conhecer as outras duas cidades na mesma viagem.

Confira abaixo o roteiro que preparamos para que você possa curtir o melhor da cidade em 3 dias:

O que fazer em Cabo Frio: Forte de São Matheus, na Praia do Forte
O que fazer em Cabo Frio: Forte de São Matheus, na Praia do Forte

O que fazer em Cabo Frio |
RESUMO DO ROTEIRO:

Dia 1Praia do Forte + Praia das Dunas + Feira de Artesanato

Dia 2Ilha do Japonês + Praia das Conchas + Bairro da Passagem

Dia 3Praia do Peró + Morro da Guia + Rua dos Biquínis + Boulevard Canal


O que fazer em Cabo Frio
Dia 1: Praia + Feira de Artesanato

DURANTE O DIA:

O que fazer em Cabo Frio – Não poderia ser diferente, o primeiro dia em Cabo Frio já tem que dar praia, né? E a melhor indicação é que você separe a canga, óculos escuros e protetor solar e, pela manhã, siga para uma das faixas de areia mais famosas da região: a Praia do Forte.

É verdade que tem quem não curta tanto a Praia do Forte, mas eu tenho certeza que isso tem a ver com a escolha certa (ou errada) de quando ir. A Praia do Forte, além de ser muito conhecida, fica bem no centro de Cabo Frio.

Aí não tem jeito: indo em época de alta temporada ou feriadões, é certo que a praia vai estar cheíssima, o que pode acabar influenciando negativamente na sua experiência.

Por outro lado, viajando em meses mais tranquilos (como de março a maio ou de agosto a novembro) você vai encontrar uma praia com visual lindo, águas claras (um tantinho frias, é verdade), areia fofinha e repleta de bons quiosques.

DICA: Forte de São Matheus

A Praia do Forte tem esse nome não é por acaso. No final da praia, na ponta esquerda de quem está de frente para o mar, fica o Forte de São Matheus, uma construção colonial erguida em 1616, que se sobressai sobre um pequeno morro rochoso, rodeado de mata nativa.

O Forte é bem interessante, rende fotografias lindas e possibilita uma vista bem bonita para o mar e para a extensão da Praia do Forte. Certifique-se de tirar um tempinho para fazer uma caminhada até lá.

O Forte é aberto para visitação (8h – 18h) e a entrada é gratuita.

Orla da Praia do Forte, em Cabo Frio

ALMOÇO: Na hora que bater a fome, além das porçõezinhas servidas nos quiosques da praia, há a opção de escolher um dos vários restaurantes que se espalham na orla da Praia do Forte, uma ótima pedida para almoçar com vista para o mar.

Praia das Dunas, Cabo Frio

Praia das Dunas

Com pequenos morros de areia finíssima ladeados por uma vegetação nativa, a Praia das Dunas é, na verdade, a continuação da Praia do Forte.

Se você quiser dividir o seu dia nas duas praias ou simplesmente deseja conhecer mais uma praia de Cabo Frio, considere dar um pulinho até lá.

A Praia das Dunas também é alternativa para finais de semana ou feriados em que a Praia do Forte fica muito cheia. Por ter menos infraestrutura que sua vizinha, essa praia acaba atraindo uma quantidade bem menor de turistas.

Na nossa última viagem, passamos o dia na Praia do Forte e, já no finzinho da tarde, paramos na Praia das Dunas para conhecer.

➳ Leia também: Guia para as melhores praias de Arraial do Cabo

DURANTE A NOITE:

Se você é do tipo que ama uma feirinha de rua, vai adorar bater pernas pela Feira de Artesanato de Cabo Frio!

A feirinha, que abriga mais de 30 artesãos em uma grande estrutura, fica ali próxima à orla da Praia do Forte, nas proximidades do Museu do Surf (que também pode ser visitado) e da Praça da Cidadania.

O bacana de incluir a feirinha no seu roteiro é que além de poder garimpar algumas lembrancinhas e artesanatos dos mais variados tipos, é possível provar uma infinidade de tipos de comida de rua. Tem barraquinha de churrasco, de cocada, de churros, de lanches, de drinks, de pastéis, comida japonesa ou o bom e velho “dogão”. É opção que não acaba mais!

Hospedagem na Praia do Forte

A Praia do Forte é muito cotada para quem busca hospedagem em uma região central e com fácil acesso à praia. Por ali existem várias opções de apartamentos e hotéis disponíveis no Booking. Veja algumas boas opções:

Apartamento na Praia do Forte | Malibu Palace | Aptm. Alto Luxo

O que fazer em Cabo Frio
Dia 2: Ilha do Japonês + Praia das Conchas + Bairro da Passagem

DURANTE O DIA:

O que fazer em Cabo Frio – O mix de águas transparentes, areia clarinha e vegetação verde faz da Ilha do Japonês um dos lugares mais bonitos de Cabo Frio.

E por se tratar de um pequeno paraíso, a Ilha do Japonês é o nosso primeiro destino do 2º dia de roteiro.

Ilha do Japonês vista do alto
Ilha do Japonês

E aqui também vale aquela dinâmica para qualquer lugar muito turístico: se você estiver viajando em baixa temporada, não terá muito problema com a lotação da ilha, do contrário, meu melhor conselho é que tente chegar cedinho para encontrar o lugar mais vazio.

Isso porque a ilha não é grande, de ponta a ponta não chega a 300 metros. O acesso também é facilitado, basta pegar um barco-táxi no Bairro da Passagem ou ir de carro em direção ao Parque Estadual Costa do Sol***. Além disso, a Ilha do Japonês está em alta nas redes sociais (se você tem Instagram, aposto que já viu alguma foto de lá!). Os três fatores juntos, fazem com que o fluxo de turistas nos dias de temporada vá lá para o alto!

*** Para entrar no Parque é necessário pagar uma taxa – em nov/2020 o valor era de R$25 por veículo.

Viajando em épocas mais vazias, a chance de conseguir um cantinho da ilha só para você (e aproveitar muito mais!) é bem grande.

➳ Mais informações sobre a Ilha do Japonês aqui!

Praia das Conchas - o que fazer em Cabo Frio

Praia das Conchas

Você pode optar por passar o segundo dia inteirinho na Ilha do Japonês (e acredite, você terá motivos para isso) ou dividir o seu tempo entre a Ilha e a Praia das Conchas, que não fica muito distante de lá.

Indo de carro, tanto o acesso para a ilha, quanto o acesso para a Praia das Conchas, se dá pela mesma entrada do Parque Estadual. Há várias placas indicando cada lugar, então não tem erro, basta segui-las!

A Praia das Conchas tem uma faixa de areia em formato de meia lua, com pouco mais de 600 metros (que lembra uma concha). Apesar de ter quiosques simples, muitos deles de madeira, eles disponibilizam guarda-sóis, cadeiras e mesinhas para os clientes. O mar é de balanço tranquilo, ideal para o banho.

DICA: Para ter uma visão panorâmica de toda a praia (e também da praia do Peró, que é vizinha), suba em um dos dois mirantes que ficam nas extremidades da praia.

FIQUE SABENDO: A taxa para entrar no Parque é paga uma vez só, e ela dá direito a ir para a Ilha do Japonês e também à Praia das Conchas.

DURANTE A NOITE:

O Bairro da Passagem, com suas construções de época, é o ponto mais charmoso de Cabo Frio, e, na minha opinião, a melhor escolha para curtir a noite.

Para poder aproveitar, assegure-se de chegar lá ainda no final do dia. Assim é possível usar o finalzinho da tarde para percorrer as vielas que entremeiam casas coloniais tombadas como patrimônio histórico.

Vale ressaltar que o Bairro da Passagem é ponto obrigatório para quem gosta de fotografar! As janelas e portas coloridas de suas casinhas e a simpatia do Largo São Benedito garantem cliques lindos, pode apostar!

Outro ponto forte do Bairro da Passagem é que ele se destaca como um polo gastronômico de Cabo Frio. Então, depois de conhecer o bairro, escolha algum dos restaurantes/ barzinhos para jantar e tomar uma cervejinha / drink (suco também vale!).

Onde comer:
Restaurante Galápagos e Arcos do Canal estão entre os mais elogiados.
Estivemos também no De Sempre Gastrobar e achamos a comida gostosa e o ambiente bem agradável 😉

Onde comer em Cabo Frio

Hospedagem no Bairro da Passagem

Ficar na tranquilidade do Bairro da Passagem pode ser uma experiência realmente agradável. Confira algumas opções:

Pousada Recanto da Passagem | Bravo Pousada Design

O que fazer em Cabo Frio
Dia 3: Praia do Peró + Morro da Guia + Rua dos Biquínis

DURANTE O DIA:

O que fazer em Cabo Frio – A Praia do Peró, vizinha da Praia das Conchas, é mais uma faixa de areia para se acomodar sob um guarda-sol e passar o dia todo.

Alguns quiosques beira-mar garantem o conforto do turistas: além de porçõezinhas e cerveja gelada, é possível ter acesso a ducha de água doce e banheiro.

A praia é um pouco mais distante do centro de Cabo Frio ~ cerca de 15km ~, o que faz com que ela seja menos movimentada que a Praia do Forte.

Não dá pra deixar passar batido que, além do cenário idílico formado pelo marzão azul e pela orla marcada por dunas e cactos, a Praia do Peró tem águas limpinhas, inclusive ganhou um selo da Blue Flag, uma organização internacional que atesta a pureza das águas marinhas.

FIQUE SABENDO: Apesar de coladas uma na outra, o acesso à Praia do Peró é diferente da entrada para a Praia das Conchas.
Para a Praia do Peró procure por “Avenida dos Namorados, Cabo Frio” no seu GPS.

Praia do Peró, em Cabo Frio
Praia do Peró

Morro da Guia

Se você guardou energia para mais um passeio, na volta da Praia do Peró, conheça o mirante do Morro da Guia, com sua simpática capelinha de Nossa Senhora da Guia.

Lá do alto, a gente tem uma vista 360º Cabo Frio, dando para ver até mesmo a Ilha do Farol em Arraial do Cabo!

Já adianto que não dá para ir de carro. Tem que estacionar na parte baixa, próximo ao Convento Nossa Senhora dos Anjos, e subir à pé.

Não tivemos essa experiência, mas dizem que assistir ao por do sol no mirante é algo obrigatório para se fazer em Cabo Frio.


DURANTE A NOITE:

Um ponto famosíssimo de Cabo Frio é a Rua dos Biquínis, um shopping a céu aberto com muitas lojas vendendo moda praia.

Para compras, você encontrará algumas grifes brasileiras e também lojinhas com peças mais populares, com bastante variações de preço e também de qualidade. Se programe para ir sem pressa, veja tudo com calma, já que são muitas opções.

E para o jantar do último dia, siga para o Boulevard Canal. Assim como a Bairro da Passagem, o Boulevard concentra muitos bares e restaurantes. Para quem busca badalação, por lá também existem boates com música eletrônica.

Hospedagem na Praia do Peró

Estar mais afastado do burburinho do centro tem lá suas vantagens. Para quem quer dias de sossego e está motorizado, escolher um cantinho na Praia do Peró para se hospedar é sim uma boa ideia.

Paradiso Peró Praia Hotel | Pousada SUN Victory | Casa na Praia (casa de temporada “pé na areia”)


Bate e volta Búzios e Arraial do Cabo

Tanto Búzios quanto Arraial do Cabo merecem entrar em um roteiro de viagem para Cabo Frio. E como as duas cidades tem muitas praias especiais e passeios que valem a pena, considere tirar alguns dias para se hospedar nelas e curtir cada uma com calma.

Mas, se o seu tempo é curto, fazer bate e volta também é válido. Estando em Cabo Frio, fica bem fácil de ir e voltar para qualquer uma das duas cidades.


Tudo para a sua viagem:

Reserve o melhor hotel para a sua viagem com o menor preço. Com o BOOKING você compara diversas opções e escolhe o hotel com melhor custo x benefício. Reserve agora mesmo, com opções de parcelamento e cancelamento grátis.


Fique em lugares privativos e confortáveis com espaço para você, família e amigos!
Cadastre-se no AIRBNB usando esse link, faça sua primeira reserva com 130 reais de desconto!


Não dá para viajar despreocupado sem seguro viagem! Compare os preços de seguros com os dois melhores sites no assunto: Real Seguros e Seguros Promo.
Com a Real Seguros, você poderá parcelar o valor em até 12x sem juros.
Com a Seguros Promo o valor pode ser dividido em até 6x no cartão de crédito e pagando no boleto, você consegue 5% de desconto. Utilizando o nosso cupom NAJANELA5 você ganha mais 5%. No final fica baratinho e viajamos tranquilos, sem medo de imprevistos!


Nada melhor do que a liberdade que um carro alugado pode dar para uma viagem! Antes de alugar um carro compare os preços das melhores locadoras do Brasil e do mundo no site da RentCars e garanta o melhor preço. A cobrança poderá ser feita em reaissem IOF, e o valor dividido em até 12 parcelas no cartão de crédito.


Reservando com nossos parceiros, você garante o melhor serviço, consegue o menor preço e ainda ajuda na manutenção do Viajando na Janela (recebemos uma pequena comissão e você não paga nem um centavo a mais por isso!).

Flávio é mineiro, formado em Direito e já morou em várias cidades diferentes. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

digite seu comentário