Uma mistura do passado com o presente, do simples com o sofisticado, do urbano com o rural. A cidadezinha de Tiradentes se reinventou para receber turistas do mundo inteiro, mas ainda assim consegue conservar todo o charme do seu passado colonial, mantendo viva toda a história que a envolve!


É verdade que a cidade é pequenininha. Mas são tantos detalhes, tanto capricho e tanto aconchego, que não separar pelo menos um fim de semana para conhecer Tiradentes chega a ser um crime!

Se a cidade fosse só histórica e uma visita a Tiradentes se resumisse a conhecer igrejas antigas, admirar casas de época e perambular por ruas de paralepípedos, já teríamos bons motivos para dar um pulinho até lá.

Mas, como eu disse, Tiradentes não parou no tempo e a cada dia oferece mais experiências para seus visitantes!

calendário de eventos da cidade tem atrações durante o ano todo, as agências de turismo de aventura exploram todo o potencial da região, os restaurantes e bistrôs servem os mais diversos tipos de pratos, os artesanatos vendidos em seus ateliês são referência no Brasil (e no mundo!), e as pousadas oferecem todo o conforto para que o turista possa descansar e renovar as energias.

Quer mais? Então te convido a conhecer o melhor de Tiradentes neste post completíssimo!


Quando visitar Tiradentes?

Não tenha dúvidas: se você quer conhecer o lado turístico de Tiradentes, a melhor opção são os finais de semana e feriados.

Apesar de ter uma enorme vocação para o turismo, durante a semana a cidade não tem tanto movimento e, por consequência, algumas lojinhas e restaurantes nem sequer abrem.

Agora, se você quiser passar mais do que um final de semana por lá, considere ir na data de algum evento na cidade. O calendário de eventos de Tiradentes é super completo e tem atrações para todos os gostos:

  • Mostra de Cinema Brasileiro Festival de Fotografia
  • Carnaval pra lá de animado
  • Festival de Cervejas Artesanais
  • Festival de Teatro
  • Festival de Vinho e Jazz
  • Bike Fest (encontro de motociclistas)
  • Festival de Cultura e Gastronomia… são apenas alguns dos eventos que rolam todo ano por lá!
Artesanato de uma das lojinhas de Tiradentes

Não preciso nem comentar que a cidade fica lotada nestas datas, né? Considere reservar a sua estadia com alguns meses de antecedência.


Como chegar?

De ônibus

Para quem pretende ir à cidade de ônibus, é necessário pegar um ônibus até São João del Rei e de lá embarcar em outro ônibus com destino à Tiradentes. A distância entre as duas cidades é de menos de 20 km, e você levará +ou- 25 minutos neste percurso.

  • De Sampa, as empresas Útil e Gardênia fazem o trajeto até São João del Rei.
  • Se você sai do RJ, basta seguir para São João com a viação Paraibuna.
  • De BH, é a viação Sandra que faz o trecho.

De São João Del Rei até Tiradentes tem ônibus saindo a cada 20 minutos, das 5h até as 19h. A empresa que faz esse trajeto é a Viação Presidente.

De carro

Ir dirigindo até Tiradentes é bem tranquilo. Todas as rodovias são asfaltadas e bem sinalizadas, então não tem erro. 😉

São Paulo X Tiradentes
Siga pela (excelente e duplicada) Fernão Dias (BR 381) até o trevo da cidade de Lavras (+ou-360km). No trevo, entre à direita e pegue a BR 265 (+100 km em pista única). Da capital paulista a Tiradentes são cerca de 480km.

Rio de Janeiro X Tiradentes
Do Rio à Tiradentes são pouco mais de 330 km. O caminho também é super fácil: pegue a BR-040 (sentido BH) e, em Barbacena, entre na BR-265 no sentido São João Del Rei.

Belo Horizonte X Tiradentes
Siga pela BR-040, e depois de Congonhas, já fique ligado(a) pra entrar na  BR-383. Indo na 383, depois de +ou-100 km você chegará em São João del Rei. Daí é só pegar a BR-265 e em poucos quilômetros chegará em Tiradentes.


O que fazer em Tiradentes

 

City tour: Conheça o melhor da cidade em 1 dia

Como uma boa cidade do interior, Tiradentes não é um lugar para se ter pressa.

Em um roteiro pela cidade, deixe as preocupações de lado, esqueça o relógio e volte ao passado vivenciando o melhor que a cidade pode te oferecer.

Como Tiradentes é pequena, dá para conhecê-la praticamente em 1 dia, e o melhor: fazendo tudo a pé!


Largo das Forras

Ponto inicial do nosso city tour, o Largo das Forras é uma simpática pracinha que fica na área central da parte histórica de Tiradentes. Em datas festivas e eventos, é por lá que tudo acontece.

Largo das Forras

No entorno da praça, concentram-se algumas pousadas, casarões antigos e vários barzinhos e restaurantes.

Aqui vale a pena vir com calma... conheça toda a praça, fotografe a sede da prefeitura municipal e a igreja de Bom Jesus da Pobreza, entre nas lojinhas, prove um docinho e, se quiser, volte mais tarde para um almoço ou para tomar um chopp no final do dia – um suco ou refri também vale 😉


Curiosidade: o Largo das Forras tem este nome porque era lá que os escravos recebiam a carta e alforria para então ganharem a liberdade.


Continue o tour pela Rua Ministro Gabriel Passos e se perca nas várias lojinhas coloridas que há por lá. 


Chafariz de São José

Segundo ponto turístico do nosso tour, o Chafariz de São José é muito mais do que um simples chafariz. Como tudo em Tiradentes, ele é uma peça fundamental que ajuda a contar a história da cidade.

O chafariz tem mais de 260 anos e suas três fontes principais tem o formato de carrancas.

No passado, ele foi muito utilizado para fornecer água para a população local e servia também como bebedouro para cavalos e tanque para as lavadeiras lavarem as roupas – basta dar uma voltinha que, nas laterais da parte de trás, você verá os dois tanques utilizados para isso.

A água é limpinha e provém da nascente Mãe d’Água, que fica em um bosque logo atrás do chafariz. Se você quiser, a nascente também pode ser visitada.


Bora subir uma ladeira? Mas não se preocupe, no caminho tem paradinha pra descansar e tirar fotos!


Volte caminhando no sentido contrário ao Chafariz.

No Largo do Ó fica o Empório Maria Helena, que vende artesanatos, cachaças e ainda tem uma parede repleta de doces caseiros de todos os tipos.

Se a consciência deixar, vale a pena levar um pra casa (se não deixar, leve assim mesmo! rsrs)


Vista linda da Matriz!

Subindo mais um pouco, você terá uma das vistas mais lindas (e fotografadas) da Matriz de Santo Antônio!Aprecie, clique e não se apresse para chegar na igreja. No caminho você ainda encontrará o busto de Tiradentes e mais acima a Câmara Municipal.

Câmara Municipal de Tiradentes

E por falar na Câmara Municipal, não deixe de entrar em sua varanda e ter uma visão completa do verde da Serra de São José.

Uma dica pra quem gosta de fotografar: use e abuse das portas e janelas de Tiradentes! Com cores, formatos e texturas diferentes, simplesmente dá vontade de fazer uma foto em cada uma.

Matriz de Santo Antônio

Sem medo de errar, a Matriz de Santo Antônio é a igreja mais mais bonita de Tiradentes (talvez até mesmo de Minas Gerais!).

Detalhe de uma das torres da Matriz de Santo Antônio

Por fora, a fachada de cores branco-neve e amarelo-gema contrasta com sua imensa porta de madeira.

Por dentro, a igreja também não decepciona e esbanja riqueza! São mais de 480 quilos de ouro adornando o altar e fazendo da Matriz de Santo Antônio a segunda igreja mais rica do Brasil.

A entrada na Matriz custa R$ 5,00.

De sexta a domingo, às 20h, acontece na Matriz de Santo Antônio um show de luzes e som que conta a história da igreja. Para assistir, é necessário pagar R$ 15,00 e a duração é de pouco mais que 15 min. (O show não acontece em dias de casamento – não é permitido fotografar)


Saindo da Matriz, desça novamente a ladeira e vire à direita na esquina do restaurante Gourmeco.


Museu de Sant’Ana e Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Se você fez como falei, terá chegado na rua Direita.

Nesta ruazinha encontram-se ótimos restaurantes como o Gourmeco e o TragaLuz.

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

É na rua Direita também que está localizada a antiga cadeia municipal (que hoje é o Museu de Sant’Ana) e a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos.

Os dois lugares podem ser visitados!

Uma curiosidade sobre a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, é que ela era frequentada somente por escravos, inclusive muitas das imagens de santos e santas que ela abriga são negros.

Museu de Sant’Ana – aberto de quarta à segunda-feira, de 9h às 16h / Entrada inteira: 5,00 reais por pessoa/ Meia entrada: R$ 2,50 para menores de 21 anos e com idade igual ou superior a 60 anos/ Entrada gratuita: Estudantes e professores (é necessário comprovante).

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos – aberta de quarta a domingo de 10h às 18h / Entrada: 3,00 reais / Meia: R$ 1,50 estudantes e maiores de 60.


Depois de conhecer estes lugares, tire um tempinho para “bater pernas”. As ruazinhas próximas, apesar de não terem uma atração turística principal, valem muito a pena serem visitadas.


Igreja de Nossa Senhora das Mercês

Interior da Igreja Nossa Senhora das Mercês

A rua Sílvio Vasconcelos, que leva à simpática igrejinha Nossa Senhora das Mercês, é favorecida com um belo gramado e banquinhos brancos em um de seus lados. Um excelente lugar para descansar um pouquinho depois de caminhar tanto!

Já a igreja, apesar de ser muito menor do que a Matriz de Santo Antônio, tem as mesmas cores dela (amarelo e branco).

A Nossa Senhora das Mercês fica aberta para a visitação diariamente e a entrada é gratuita.

Seu interior possui lindas pinturas com representações de anjos, santos e santas. Ao lado da capela há um pequeno cemitério. 

Capela de São Francisco de Paula

Depois de conhecer o centro histórico, siga para a Capela de São Francisco de Paula. Vamos ver Tiradentes lá do alto!

Capela de São Francisco de Paula

Para chegar na Capela basta ir no sentido da Rodoviária, e ao chegar lá, subir a ladeira que fica logo ao lado.

Lá do alto, além de encontrar uma capelinha bem charmosa, a gente dá de cara com uma vista estonteante das casinhas de Tiradentes e da imponente Matriz de Santo Antônio (que é a foto de capa desse post!).

Por causa da vista linda, é muito comum as pessoas se reunirem ali para curtir o por do sol, sentar para conversar, tocar um violão e, é claro, fazer muitas fotos da Matriz.


À noite, escolha um dos vários restaurantes da cidade para aproveitar um saboroso prato acompanhado de um bom vinho ou de uma cervejinha artesanal.


Mais atividades

Se no primeiro dia fizemos um tour básico por Tiradentes, no segundo, a indicação é conhecer alguns lugares próximos da cidade.

Se encante com Bichinho

Pensando bem, se encantar é pouco, viu?

A famosa casa torta de Bichinho

Vitoriano Veloso, carinhosamente apelidado de Bichinho, é assim: uma vilinha simples, interiorana, que é totalmente a cara de Minas.

A vila fica bem próxima de Tiradentes,  a aproximadamente 8 km.

Mas, apesar da proximidade, Bichinho é na verdade distrito da vizinha cidade de Prados. A vila conta com cerca de 2000 habitantes, e a estrada que dá acesso ao lugar é quase toda de calçamento de pedra, com um pequeno trecho de terra.

Pão de queijo quentinho saindo do forno? Lá tem! Cafezinho coado na hora? Tem também! Artesanato bonito? Tem aos montes!

Bichinho se resume praticamente a uma rua só. Mesmo assim, separe pelo menos uma manhã inteira ou uma tarde para poder visitar a vila, que é cheia de ateliês e oficinas de arte para conhecer.

Por lá você pode comprar colchas de retalhos, bolsas decoradas com fuxico, esculturas de madeira, obras de arte em pedra sabão, enfeites de metal e várias outras coisas bonitinhas.

Outra dica é almoçar em Bichinho. E se quiser um palpite, escolha o Restaurante Tempero da Ângela, um dos mais famosos por lá. Comida mineira feita no fogão à lenha, simplesmente uma delícia!

Se quiser se hospedar na tranquilidade de Bichinho e acordar com canarinhos na sua janela, no link abaixo existem ótimas opções!

Hospede-se em Bichicho!


Vá de maria-fumaça até São João Del Rei

Pode não ser a forma mais rápida de se ir de Tiradentes a São João Del Rei, mas não tenha dúvidas de que fazer o percurso de maria-fumaça é a forma mais divertida!

Neste passeio turístico, são percorridos 12 km em 50 min. O caminho dos trilhos corta o cerrado mineiro e passa por pontos em que é possível contemplar o Rio das Mortes e também a Serra de São José.

O preço de ida e volta é R$ 70,00 e somente ida fica em R$60,00. Crianças, estudantes e idosos pagam meia. As viagens acontecem de sexta a domingo.

Lembrando que São João del Rei também é uma cidade histórica, e lá você poderá visitar igrejas, ruas com casas coloniais, além de passear pelo centro da cidade.

 


Respire ar puro

Você é do tipo que se amarra em trilha, adora sentir cheiro de mato e tomar um banho de cachoeira? Então coloque um passeio de aventura na Serra de São José no seu roteiro!

Em Tiradentes existem algumas empresas especializadas em trekkings, passeio de quadriciclo, cicloturismo, tours em 4×4 e muitas outras atividades ao ar livre.

Levando em consideração as boas avaliações no TripAdvisor, recomendamos as seguintes empresas de ecoturismo:

  • Uai Trip – com nota 5/5 e mais de 400 avaliações positivas no TripAdvisor, a UaiTrip é uma das agências mais procuradas para atividades outdoor em Tiradentes. Além do tradicional passeio guiado pelas ruas da cidade, a UaiTrip oferece trekkings diurnos e noturnos na serra de São José, passeio de bote, passeios de bike, visita a cachoeiras e outros.
    Contato:
    Email – [email protected] / Whatsapp –  (32) 98848-3283 / Site- uaitrip.com.br
  • HLera OffRoad – oferece tours radicais de quadriciclos e UTV. Os passeios podem variar de 1 a 4 horas, tudo depende da rota escolhida e do grau de dificuldade da trilha. A empresa tem nota 5/5 no TripAdvisor e mais de 100 avaliações.
    Contatos:
    Email – [email protected] / Whatsapp –  (32) 9 9822-0492 / Site- hleraoffroad.com.br

Onde comer em Tiradentes

Desde restaurantes simples com comida caseira até os mais sofisticados bistrôs, Tiradentes há muito tempo é referência quando o assunto é gastronomia!

E pra quem pensa que a culinária de Tiradentes se resume à comida mineira, muito se engana!

É lógico que a cidade agrada demais quem gosta de um franguin com quiabo, um tutuzin temperado ou um torresmin crocante. Mas indo muito além deste mundo das delícias mineiras, nas cozinhas dos restaurantes e bistrôs de Tiradentes são preparados pratos super conceituados da culinária italiana, portuguesa, francesa, nordestina, sulista e até mesmo tailandesa, sabia?

Abaixo, uma pequena seleção de lugares muito conceituados para você curtir um bom jantar a dois ou com amigos/família:

  • Tragaluz ($$$$) – Restaurante com nota 4,5 no TripAdvisor, o Tragaluz tem um ambiente agradável, romântico e acolhedor. A iluminação é à luz de velas e os pratos são inspirados na culinária mineira. Um de seus pratos mais famosos é a Pintada Tragaluz (galinha d’angola) e entre as sobremesas, a Goiabada Frita Tragaluz é a mais pedida. O restaurante não está entre os mais baratos, mas mesmo assim é um dos mais visitados em Tiradentes.
  • Gourmeco ($$$) – Também nota 4,5 no TripAdvisor, o Gourmeco é um restaurante pequenininho cujo o lema é: “não servimos comida rápida, servimos comida boa, o mais rápido possível”. A ideia do lugar é que você se sente, relaxe, peça uma bebida e “proseie” um pouco enquanto aguarda o pedido que está sendo preparado com o maior cuidado para agradar aos paladares mais exigentes. Na nossa última viagem à Tiradentes, estivemos no Gourmeco – e em outros restaurantes e docerias da cidade – e contamos nossa experiência no post: Onde comer (bem) em Tiradentes! Confira 😉 
  • CasAzul ($$$-$$$$) – Tacos, guacamole, burritos e  nachos são apenas algumas das especialidades do Bistrô. Inspirado na cozinha mexicana, o CasAzul mescla o forte tempero do país com os sabores mineiros. Um diferencial: a decoração do CasAzul é toda inspirada na casa da própria Frida Kahlo. Nota 4,5 no TripAdvisor.
  • Seu Bartho Pizzaria ($$) – Vamos de pizza? Então que tal uma “Chafariz”, que vai calabresa e sementes de erva doce? Ou a “do Carteiro” que tem palmito e gorgonzola? Se preferir algo diferente, vá na “do Beco” que tem como recheio peito de peru e catupiry sendo que, ao invés de molho de tomate, traz geleia de hibisco!
    Todas estas pizzas com nomes diferentes estão no cardápio do Seu Bartho Pizzaria. Nota 4,5 no TripAdvisor.
  • UaiThai ($$$-$$$$) – Sabor asiático em Tiradentes? É claro que tem! O UaiThai faz uma fusão dos “elementos frescos e leves da culinária tailandesa com o carinho da tradicional comida mineira”. Se você nunca experimentou este tipo de comida, taí uma ótima oportunidade! Nota 4,5 no TripAdvisor.



Onde ficar em Tiradentes

Pergunta difícil hein?!

Tiradentes tem MUITAS opções de hospedagem, desde pousadas simplesinhas até hotéis mega luxuosos.

Pra escolher um lugar legal pra ficar, um dos critérios pode ser a distância do centro histórico. Se você não quer ter que se descolar de carro toda vez que quiser sair da pousada, a melhor pedida é ficar próximo ao centro e fazer tudo à pé. Mas se o deslocamento não for problema, fora do circuito histórico há diversas boas opções também.

Pra te ajudar na escolha, confira aqui um guia completo com as melhores indicações de pousadas e hotéis de Tiradentes!


Anote estas dicas!

  1. Esqueça o salto alto e vá com calçados confortáveis. As ruas do centrinho de Tiradentes são todas de paralelepípedo, e para visitar todos os pontos turísticos você vai andar bastante.
  2. Nem todos os lugares em Tiradentes aceitam cartão, então leve dinheiro. Lembrando que na cidade só tem caixas do Itaú e Bradesco.
  3. Já falei isso, mas acho importante reforçar: se sua viagem estiver marcada para algum feriado ou evento na cidade, garanta a sua reserva com bastante antecedência. Apesar de ter muitos hotéis e pousadas, em dias de maior movimento, todas as hospedagens ficam lotadas.


E se você já foi a Tiradentes e tem alguma dica de hospedagem/ restaurantes/ coisas para fazer, deixe um comentário pra ajudar quem ainda vai! 😉

Um abraço!


Curte os nossos posts? Então siga nosso instagram e não perca nada do que rola por aqui!


Quer conhecer mais cidades históricas em Minas Gerais, então dê uma olhada nestas indicações:

Author

Flávio é mineiro, formado em Direito e já morou em várias cidades diferentes. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

8 Comments

  1. Que delícia de post!!! Completíssimo e super bem escrito! As fotos estão demais de lindas!
    Tenho muita vontade de conhecer Tiradentes!
    Fiquei ainda mais afim com esse relato! Vou programar um feriado por lá!

    • Flávio Borges Reply

      Oi, Cristina

      Que legal que você curtiu nosso post!
      Tiradentes é super legal mesmo. Se programe e vá. Tenho certeza que você vai amar a cidadezinha!

      Abraços

  2. Adoro o charme das cidades históricas. Só conheci Ouro Preto, não tive oportunidade de visitar Tiradentes e adoraria passar por aí num festival de cultura e gastronomia… até porque a cozinha mineira é maravilhosa!

    • Flávio Borges Reply

      O Festival de Gastronomia de Tiradentes é um dos mais famosos do Brasil. Venha que você vai adorar!

      Abraços

  3. Eu adoroooo tirandentes! É uma cidade mega fofa, mágica, que vontade de voltar. Amei seu post, super completo, me teletransportou pra lá! 😀

    • Flávio Borges Reply

      Que bom que curtiu o post, Gabriela!
      Temos o privilégio de morar pertinho de Tiradentes, então sempre que possível damos um pulinho lá.

      Abraços

Write A Comment