São Sebastião das Águas Claras, também conhecido como Macacos, é um vilarejo bem tranquilo pertinho de Belo Horizonte. Conciliando perfeitamente turismo de aventura com o clima sossegado do interior, Macacos é uma ótima opção para quem quer desacelerar um pouco da rotina e curtir momentos de descanso em meio à natureza.

Nunca ouviu falar sobre Macacos? Neste post contamos tudo o que você precisa saber para passar (pelo menos!) um fim de semana  tranquilo e emocionante – sim, tudo junto e misturado  😃 – nesse pequeno vilarejo! 


Sobre Macacos

Imagine só um típico povoado no interior de Minas Gerais… Uma igrejinha branca no centrinho, ruas de paralelepípedo quase sem movimento, um clima interiorano de pura tranquilidade…. Esta é a exata descrição de Macacos… pelo menos durante a semana.

Nos finais de semana o lugar fica bem mais animado! Os turistas, principalmente da região da grande BH, chegam a Macacos para descansar e também para curtir um pouco de adrenalina com os passeios de quadriciclo que são oferecidos. Muitos são atraídos pelos eventos que rolam por lá, como o Festival de Cervejas Artesanais e o Festival Gastronômico. 

Apesar de pequeno (no senso de 2000, Macacos tinha só 667 habitantes)  o vilarejo consegue comportar bem a demanda turística. São vários bares e restaurantes espalhados pela rua central e mais de 80 pousadas para todos os estilos e bolsos.


Um pouco da história de Macacos

A história de São Sebastião das Águas Claras é toda relacionada com o garimpo em Minas Gerais. Após a descoberta de ouro na região, pessoas começaram a se mudar para o lugar em que hoje se encontra a vila e por ali permaneceram, iniciando-se assim o povoado. Isso tudo aconteceu no início do século XVIII.

Com o passar do tempo, o ouro foi ficando escasso e as pessoas procuraram se sustentar com a agricultura. Muitos anos se passaram e Macacos começou então a se destacar em um ramo totalmente diferente: o turismo.

E se você achou que o nome “Macacos” foi dado porque existem muitos macaquinhos na região, se enganou.
(eu também pensei que fosse por causa disso 😅).

Segundo os historiadores, o nome “Macacos” se relaciona ao apelido pejorativo que os portugueses colocaram nos contrabandistas de ouro da região. Como eram muitos contrabandistas, o lugar acabou virando referência como a “região dos macacos”. Apesar de não oficial, este nome persiste até hoje.




Como chegar?

Macacos fica a aproximadamente 25 km de Belo Horizonte. As estradas que levam até lá são todas asfaltadas e bem sinalizadas.

Opções para se chegar na vila é o que não faltam: você poderá ir de carro próprio ou alugado, ir de ônibus ou, se preferir, pegar um Uber ou um táxi em BH.

Indo de carro ou moto

Se a sua opção for carro ou moto faça o seguinte trajeto: saindo do BH Shopping, siga pela rodovia 356 até cair na BR 040.  Após alguns quilômetros, você encontrará uma placa com a indicação “Saída 549 – São Sebastião das Águas Claras, Macacos”. Entrando na saída indicada, você chegará exatamente da Estrada de São Sebastião das Águas Claras. Seguindo por ela, logo logo você estará no centrinho da vila. \o/

Indo de ônibus

Se sua opção for ônibus, fique tranquilo que é bem fácil (e econômico) fazer este percurso. O ônibus sai de vários pontos de BH e a tarifa custa somente R$ 6,10*.

Abaixo estão os horários de saída dos ônibus. O ponto inicial fica na Alameda dos Jatobás, mas ele passa por vários lugares conhecidos, como a Avenida Afonso Pena e o BH Shopping:

Horários de ônibus BH - Macacos

*Importante: Estes preços e horários são de outubro/2017. Se você optar por ir de ônibus, clique aqui e dê uma olhadinha no site da empresa que faz este trajeto.  


O que fazer em Macacos?


Curta o centrinho

Pintada de branco e azul, a pequena Capelinha de São Sebastião logo atrai os olhares de quem chega a Macacos.

A Capela data de 1718 e já recebeu algumas reformas, mas mesmo assim ela conserva todo o estilo da época de sua construção. Pela beleza e pelo contexto histórico que ela carrega, a capela foi tombada pela prefeitura de Nova Lima como patrimônio histórico e cultural.

A primeira dica então, é: ao chegar em Macacos, deixe suas coisas na pousada e vá conhecer a Capelinha de São Sebastião, o cartão postal de Macacos. 

Foto em frente à Capela não pode faltar! ;)
Foto em frente à Capela não pode faltar! 😉

Para o nosso azar, quando estivemos na vila a Capela estava fechada, então só deu para apreciá-la do lado de fora. 😢

Depois de visitar a Capela,  passeie sem pressa pelo centrinho e viste as lojinhas da Vila. Mas não espere encontrar muitas lojas, já que o forte de Macacos não é o artesanato. 

Outra boa pedida é curtir os barzinhos e restaurantes de Macacos, afinal, depois de uma boa caminhada, nada melhor do que sentar em uma mesinha na calçada, tomar um chopp geladinho e curtir o movimento, né? (Ok, pode ser um suco também!😅)

 

Aproveite a noite

A noite de Macacos é bem agradável. Os bares e restaurantes da vila oferecem os mais variados tipos de pratos.

Céu estrelado em Macacos! (Foto tirada na Pousada Vila Solaris)
Céu estrelado!

Vale muito a pena sentar em um barzinho, pedir um vinho ou uma cerveja artesanal e curtir um som ao vivo!

Aqui vai mais uma dica: mesmo no verão, não se esqueça de levar um casaco. Apesar do calor que faz durante o dia, a temperatura tende a cair bastante à noite por ser região de montanha. 😉

 

Aventure-se em um passeio de quadriciclo

Para aqueles que curtem adrenalina, o passeio de quadriciclo em Macacos é mais do que obrigatório. Nele você terá a oportunidade de explorar vários lugares da região, passará por estradas de terra, riachos, subirá e descerá “pirambeiras”… é aventura do começo ao fim!

Fizemos este passeio com a QuadriAdventure, uma empresa super confiável e com quadriciclos em perfeito estado. Pra quem se interessar, veja o post “Passeio de Quadriciclo em Macacos“. Nele contamos cada detalhe do passeio e damos muitas dicas pra quem quiser fazê-lo também!


Renove as energias em uma pousada

Uma das melhores opções para curtir Macacos, por incrível que pareça, é não fazer absolutamente nada. Ficar simplesmente de boa e relaxar em meio à natureza.

Pra quem busca se desconectar um pouquinho da correria das cidades, as pousadas de Macacos são opções excelentes para proporcionar descanso e renovar as energiasVárias delas têm piscina, sauna, restaurantes e outros atrativos.

O vilarejo conta com mais de 80 hospedagens, dentre hostels, casas de temporada e pousadas.Descansando na rede


Onde ficamos?


Pousada Vila Solaris

Nos hospedamos na Pousada Vila Solaris, que possui nota 8.6 pelas avaliações de hóspedes no Booking.

Esta Pousada fica em uma área de muito verde bem pertinho do centro de Macacos e também é cortada por um pequeno riacho.

O lugar oferece opções de chalés e suítes simples e econômicas e também opções mais luxuosas, que contam com banheira de hidromassagem e vista panorâmica da região. Alguns dos chalés são localizados no meio da mata e para chegar neles a gente por um caminho de pedras bem bonito.

Recepção - Pousada Vila Solaris
Recepção

A Pousada também tem piscina, uma área de spa que oferece massagens e tratamentos terapêuticos, sala de jogos com mesa de sinuca, estacionamento fechado com porteiro à noite.

O café da manhã também é bem variado, cheio de quitutes mineiros.

Infelizmente, pelo pouco tempo que tivemos em Macacos (um dia apenas!), não pudemos aproveitar a Pousada da forma como queríamos (olha que motivo bom para voltarmos! haha)

Ficamos na suíte, que era a mais simples e barata. E aqui vai nossa impressão: a decoração da suíte é bem rústica e possuía até um frigobar retrô. Gostamos bastante do tamanho do quarto, o chuveiro era à gás e estava numa temperatura excelente e a cama era king size, muito confortável, os cobertores eram bem quentinhos e foram suficientes para o frio que faz por lá.  Como ponto negativo, destacamos a iluminação do quarto, que era bem fraca e a falta de wi-fi nos quartos. #blogueirofeelings

Já com relação ao atendimento, não temos nada que reclamar. Todas as pessoas que trabalham por lá foram muito simpáticas. Com destaque para a Luciana, que nos recebeu super bem e nos deu várias dicas!

Uma coisa que nos chamou a atenção foi que bem na entrada da pousada, exatamente em frente ao quarto em que ficamos, existe um salão de festas. Pelo que percebemos, este salão de festas é alugado para eventos como festas de casamento e aniversários. Imagino que em um dia com evento, pode ser que incomode um pouco e atrapalhe a dormir, então, anote mais uma dica: antes de fazer sua reserva na Vila Solaris, entre em contato com a Pousada e descubra se não vai rolar nenhuma festinha por lá.


Nossa avaliação: Pelo valor que pagamos para uma diária (R$ 200,00 para o casal) e considerando a estrutura da Pousada, nossa nota é 7,5 em uma escala de 0 a 10. Não daria uma nota maior por causa da iluminação do quarto, pela questão do salão de festas ser em frente às suítes e bem próximo de alguns chalés, pela falta de wi-fi nos quartos e por causa do preço que é um tantinho alto se comparado com outros lugares que já ficamos em Minas. Também não daria uma nota menor por causa da localização da pousada, do café da manhã gostoso, da limpeza, da segurança e do atendimento.  

Mais informações

Endereço: Rua Maria da Gloria, 11, Arraial de Macacos, São Sebastião das Águas Claras, Minas Gerais, Brasil
Página no Facebook
Avaliações no Trip Advisor
Nota 8,6 no Booking.com
Check-in: 14:00hs – check-out: 12:00hs

Reserve sua hospedagem na Pousada Vila Solaris aqui pelo Booking! (Fazendo sua reserva através dos nossos links, você não paga nada a mais por isso e nós recebemos uma pequena comissão que ajuda na manutenção o blog! Agradecemos de ❤)


Veja outras opções de hospedagem em Macacos!


Onde comer?

Restaurante e Petisqueria do Marquinhos

Para almoçar ou para tomar uma cervejinha à noite, nossa indicação é o Restaurante do Marquinhos. O lugar é bem simples, mas a qualidade dos pratos é surpreendente!

O restaurante fica logo acima da Capela, a cerca de uns 100 metros de distância, e possui dois andares.

Entramos nele meio sem querer, não tínhamos planejado nem nada, simplesmente estávamos com muuuuita fome e queríamos almoçar. No cardápio, os preços das maiorias dos pratos não eram dos mais baratos, mas mesmo assim optamos por almoçar por lá e não nos arrependemos.

Pedimos uma porção de picanha com fritas, que veio acompanhada de arroz, farofa e vinagrete. A porção deu (e sobrou) para duas pessoas e estava simplesmente uma delícia! Até comemos mais do que devíamos 🙈  Pedimos também dois sucos naturais.

picanha com fritas (+arroz +farofa +vinagrete)
picanha com fritas (+arroz +farofa +vinagrete)

No final, a conta do almoço deu R$ 45, 59 por pessoa, e valeu cada centavo!

A simplicidade do lugar é compensada com a simpatia dos funcionários e pelo sabor da comida, pode apostar!

Dica: pra quem quer economizar, o restaurante oferece o prato do dia por 15,00 por pessoa.

Restaurante Atelier e Massas

Pra quem curte massas e um bom vinho, o Atelier e Massas é uma ótima opção! O restaurante não é muito grande, mas o ambiente é bem aconchegante e charmoso, possuindo uma decoração meio rústica, bem a cara do vilarejo.

Antes mesmo de chegar a Macacos eu já tinha pesquisado sobre o restaurante, e como sou doido por uma massa caseira, não pude deixar de colocá-lo na lista de “lugares para ir”.

Estivemos lá num domingo à noite, chegamos cedo e o restaurante estava bem tranquilo. Logo de cara fomos recepcionados pelo Sr. Elísio, um garçom super gente fina e que nos deixou muito à vontade.

No Atelier e Massas são servidos diversos tipos de pratos, entre lasanhas, pizzas, nhoques, espaguetes e também alguns petiscos. Há também uma vasta carta de vinhos!


Curtindo o post? Então dê um like nossa fanpage e não perca nada do que acontece por aqui!
 

 


 


Nosso pedido não poderia ser outro: escolhemos a famosa lasanha à quatro queijos com palmito. Para acompanhar, pedi uma cerveja de trigo e a Geisi foi de caipiroska de framboesa.

A lasanha faz jus aos comentários que encontramos internet afora: é muito saborosa e serve bem duas pessoas. Pelo prato e pelo atendimento nota 10, acho que os 129,80 que pagamos no jantar foram bem justos.


Estes foram os dois restaurantes que conhecemos em Macacos. Veja mais opções no TripAdvisor!


Considerações Finais

Sem dúvidas um passeio por Macacos vale a pena demais! O vilarejo é um charme e certamente você sairá de lá renovado. Prefira ir em um final de semana ou feriado, já que durante a semana muitas pousadas, restaurantes e agências de turismo estão fechadas.


Se você já esteve em Macacos, deixe um comentário abaixo para nos contar como foi sua viagem! E se você ficou conhecendo Macacos agora e vai viajar com as dicas deste post, não se esqueça de voltar para relatar sua experiência! 😉

Forte abraço!


Gosta de aventura? Então não perca:

Parque Estadual do Ibitipoca – A Janela do Céu

Escrito por

Flávio é mineiro, 29 anos, cursa direito e trabalha como administrador público. Mesmo com os estudos e o trabalho, sempre aproveita suas férias e feriados para dar uma esticadinha por ai. Tem a fotografia como hobby e o blog como forma de dividir com outros suas experiências e seus clicks.

11 Comments

  1. Para tudo: que céu maravilhoso é esse??? Vocês mesmos que tiraram a foto? Plmdds, me passa os specs da foto pq eu pirei aqui! .

    • Flávio Borges Reply

      Olá, Roberta!
      Esta foto foi eu mesmo quem tirei. Na verdade eu programei a câmera, deixei ela em cima do carro (estava sem tripé 😅) corri pra frente dela e esperei o timer. Utilizei 30″ de velocidade, F/4 na abertura, 400 de ISO, com uma lente 24-105 em 24.

      Abraço!

  2. Nossa, adorei tudo, a cidadezinha, o céu estrelado, a pousada, o quadriciclo… Essa viagem é a minha cara! Anotado!

    • Flávio Borges Reply

      Oi Ana,

      Vá por mim, passear em Macacos é bom demais! 😉

    • Flávio Borges Reply

      Sempre é bom este tipo de passeio né? Tranquilo, relaxante, isto tudo renova as nossas energias!

      Abraço!

  3. Nossa, AMEI essa dica! Nunca tinha ouvido falar dessa cidadezinha e só pelo post de vocês já fiquei super encantada. Adoro MG e adoro viagens assim bem tranquilas e em contato com a natureza! E olha.. Fiquei morrendo de vontade de fazer o passeio de quadriciclo ! 😀

    • Flávio Borges Reply

      Macacos é uma delícia e o passeio de quadriciclo é super legal! Vale a pena conhecer, Niki!

      Abraços

Deixe seu comentário!